Os presidentes por trás da Nintendo: carreira e contribuições

Seis presidentes representaram a Nintendo ao longo dos anos. Conheça-os um pouco mais.



Criada em 1889, a Nintendo é uma multinacional japonesa que iniciou suas atividades de uma forma muito diferente das que funcionam atualmente: vendendo baralhos de cartas. Décadas após esse empreendimento a marca saltou para a indústria de jogos, transformando a entidade em uma interessada no que futuramente viria a ser o segmento de videogames, ramo que assume efetivamente em 1983.


Uma das entidades mais valorizadas na cultura pop, a Big N, trouxe para o cotidiano, tanto dos orientais quanto dos ocidentais, personagens que marcam diariamente as redes sociais e todos os espectros de mundo virtual, tecnologia, games e afins. Mario, Pikachu, Donkey Kong e Link são exemplos da grande influência cultural que a gigante japonesa tem adquirido desde o fim do século XX.

A genialidade da empresa não acontece apenas nas telas e consoles, e é isso o que mais encanta, são as ações inteligentes, sem esquecer em nenhum momento do público-alvo. É o caminhar de uma empresa tradicional que nunca se contentou com o comodismo do sucesso, e muito disso se deve aos seis presidentes da empresa, que chefiaram toda a trajetória com inovações e valores largamente elogiados pelo mercado ao longo dos 128 anos de existência.

Fusajiro Yamauchi



Nascido em 22 de novembro de 1859, era um artista e empresário que vivia em Kyoto, Japão, com sua esposa e filha. Viu, em meio a um cenário proibitivo onde os jogos de cartas tradicionais eram um tabu devido a normas governamentais antigas, uma abordagem oportunista: desenvolveria um conjunto de cartas ilustradas, diferenciadas e artesanais exclusivas e pintadas na casca de árvores nativas japonesas. Yamauchi desenvolveu essa ideia em sua loja de cartas, a Nintendo Koppai.

Os cartões pintados à mão foram um sucesso. Em 1907, os cartões da empresa eram tão populares no Japão que precisaram produzi-los em massa também no estilo ocidental. Foi quando a empresa realmente cresceu, tornando-se a maior fabricante de cartões de jogo do Japão. Dizem que o nome Nintendo significa "deixe a sorte para o céu", embora essa tradução não seja comprovada. Os negócios se expandiram para uma grande entidade, com muitos jogos de cartas originais desenvolvidos especificamente pela Nintendo.

Em 1929, com 70 anos, Yamauchi se aposentou, deixando sua companhia sob o comando de seu genro Sekiryo Kaneda, que mudou seu sobrenome para Yamauchi. Nos 11 anos seguintes, Fusajiro permaneceu fora dos negócios de jogos até sua morte em 1940. Ele nunca saberia que a empresa que ele fundou chegaria ao porte e reconhecimento atual, muito menos a novas áreas de atuação.

Sekiryo Kaneda



Fusajiro se aposentou em 1929, aos 70 anos, e seu genro adotivo, Sekiryo Kaneda, assumiu o negócio. Ele se casou com a filha de Fusajiro Yamauchi, Tei Yamauchi, e herdou o sobrenome Yamauchi. Sekiryo procurou expandir ainda mais a empresa e estabeleceu uma joint venture em 1933, que mudou o nome da empresa de Nintendo Koppai para Yamauchi Nintendo & Company. Quando Sekiryo assumiu a Nintendo, ele estava no comando do maior fabricante de cartões do Japão. Em 1947, ele estabeleceu uma empresa de distribuição, a Marufuku Company Limited.

Nos próximos 20 anos, sob a orientação de Sekiryo, a Nintendo continuou a se transformar em um gigante corporativo, até que em 1949, Sekiryo sofreu um derrame, forçando-o a se aposentar. Ele morreu de complicações logo depois; seu neto Hiroshi Yamauchi assumiu o negócio. O pai de Hiroshi Yamauchi não assumiu a empresa porque ele havia abandonado seu filho e esposa, Kimi.

Hiroshi Yamauchi



Executivo de negócios, nascido em 7 de novembro de 1927, em Kyoto, no Japão, passou mais de meio século no comando da Nintendo. Depois que Hiroshi Yamauchi assumiu o controle da empresa, o inovador de 22 anos expandiu as ofertas para brinquedos e outras novidades, um movimento que proporcionou um sucesso modesto para a marca.

À medida que os videogames se tornaram cada vez mais populares no final dos anos 1970, Yamauchi introduziu a Nintendo nesse emergente mercado de lazer. A empresa logo ganhou fama mundial, com o Nintendo Entertainment System, vendido também como Famicom, dominando o mercado de consoles domésticos durante os anos 1980, tendo jogos com milhões de vendas, entre eles Donkey Kong, Super Mario Bros. e The Legend of Zelda.

Foi durante o seu comando que a Nintendo lançou alguns dos videogames mais importantes da história, como o NES, o Super Nintendo e diversos portáteis que ajudaram a difundir o seu sucesso em todo o planeta, tornando-a conhecida mesmo entre aqueles que não se importam muito com os jogos eletrônicos.

A empresa manteve uma reputação de entretenimento familiar de alta qualidade no século XX. Hiroshi passou a atuar como conselheiro da Nintendo após sua aposentadoria em 2002, mantendo o cargo até 2005, onde deixa a marca de vez. Acaba falecendo em 2013 devido a complicações de uma pneumonia. Foi um dos homens mais ricos do Japão. Costumava ser dono do clube de beisebol da liga principal dos Seattle Mariners antes de vendê-lo em 2004 para a operação norte-americana da Nintendo.

Satoru Iwata



Nascido em 6 de dezembro de 1959, em Sapporo, Japão. Expandiu o mercado com sucesso para jogos, e durante seu mandato, a empresa lançou o inovador e popular sistema de jogo portátil Nintendo DS e o console Nintendo Wii.

Iwata se formou em ciência da computação no Instituto de Tecnologia de Tóquio e, em seguida, começou a programar para o Laboratório HAL, que desenvolveu jogos para plataformas da Nintendo. Ele se tornou o coordenador de produção de software da HAL em 1983 e depois presidente em 1993. Participou do desenvolvimento de alguns dos mais populares jogos eletrônicos da Nintendo, incluindo Super Smash Bros., Earthbound e Kirby.

Iwata também ajudou a desenvolver jogos Pokémon para consoles da Nintendo, incluindo o Game Boy e o Nintendo 64. Em 2000, ele se tornou o chefe de planejamento corporativo da Nintendo, e dois anos depois ele foi nomeado CEO, sendo o primeiro CEO da Nintendo fora da família Yamauchi.

Em abril de 2013, Iwata assumiu um novo papel na empresa como CEO da Nintendo of America, onde conquistou um grande público de fãs de todo o mundo por suas interações pessoais com os fãs através das redes sociais e envolvimento nas Nintendo Direct.

Em 2014, a Nintendo anunciou que Iwata não seria capaz de participar da 2015 sob orientação de seu médico, após a cirurgia para remover um tumor de seu ducto biliar. Em 11 de julho de 2015, a Nintendo divulgou um comunicado anunciando a morte de Iwata aos 55 anos devido um aumento no ducto biliar.

Tatsumi Kimishima



Tatsumi Kimishima, nascido em 21 de abril de 1950, em Tóquio, é um empresário e o quinto e atual presidente da Nintendo. Kimishima trabalhou inicialmente aos 27 anos no Sanwa Bank. Entre outras coisas, ele lidou com planejamento corporativo, desenvolvimento de negócios internacionais, comunicações corporativas e promoções.

Em 2000, Kimishima foi eleito diretor financeiro da The Pokémon Company, Inc., mantendo essa posição até 2001. Então foi eleito presidente da fundação Pokémon USA Inc. até 2002.

De janeiro de 2002 a maio de 2006, ele atuou como presidente da Nintendo of America, Inc., posteriormente, ele foi nomeado diretor administrativo e presidente da Nintendo of America, Inc. Ele ocupou essa posição até junho de 2013. Sob a liderança de Kimishima, a empresa conseguiu reviver o sucesso que teve no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. Em setembro, se tornou o quinto presidente da Nintendo Co. Ltd.

Após a morte do presidente anterior, Satoru Iwata, Kimishima manterá esta posição até o próximo mês de junho, quando sua aposentadoria será oficializada, passando a tomar um cargo no conselho da empresa.

Shuntaro Furukawa



Nascido em Tóquio em 10 de janeiro de 1972, tem 46 anos. Formou-se na Escola de Ciências Políticas e Economia da Universidade de Waseda na área de administração. Trabalha na Nintendo desde 1994 e começou no escritório na Alemanha, onde permaneceu por 10 anos. É fluente em inglês e sua formação tende para o marketing e gestão estratégica.

Ele chegou ao escritório corporativo na década de 2010, onde atuou na divulgação global e no departamento executivo e estratégico da Big N. É o Diretor Externo da Pokémon Company desde 2012, e atualmente é o responsável pelo Departamento de Marketing Global da Nintendo.

Ele esteve envolvido em esforços de marketing para o Nintendo Switch desde o começo das ações. Furukawa foi questionado sobre seus objetivos na empresa. Ele apontou manter o ímpeto do Switch, expandir os esforços em dispositivos móveis, analisar projetos como o Super Nintendo World, e "estabelecer novos caminhos que melhorem positivamente o negócio dedicado de plataformas de videogame". Será interessante ver como Furukawa lidará com a nova posição.

A Nintendo investe em estratégias internacionais com esse tipo de movimentação. Ele parece muito com um homem com uma perspicácia de negócios que poderia levar a empresa a uma direção nova e excitante.

Revisão: Júlio César
Sérgio Damico Júnior escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook