Jogamos

Análise: Sega Superstars Tennis (Wii)

Enquanto a Nintendo não atendia às necessidades dos tenistas jogadores de Wii com uma nova versão de Mario Tennis, a Sega se aproveitou d... (por Walter Macieira em 30/11/2009, via Nintendo Blast)

Enquanto a Nintendo não atendia às necessidades dos tenistas jogadores de Wii com uma nova versão de Mario Tennis, a Sega se aproveitou da ausência de grande concorrência no gênero, fez uma miscelânea com alguns seus personagens e franquias mais famosas e criou Sega Superstars Tennis.

O planeta das estrelas

O principal modo de jogo é o Superstars. Nele o jogador se encontra no que chamam de Planet Superstars e precisa completar diversas missões em cada uma das áreas, representadas por IPs da Sega. Os desafios apresentados variam de simples partidas individuais ou em dupla, torneios, ou até mesmo eliminar zumbis em Curien Mansion ou Puyos em Puyo Pop Fever. Um grande ponto positivo do game é seu fator nostálgico representado pela grande presença de franquias antigas e clássicas da Sega, como Alex Kidd, Space Harrier e Golden Axe.

Além do Superstars, existem os modos básicos para qualquer game de tênis, o Match, que é uma exibição, partida livre, e o Tournament, onde o jogador deve ganhar uma série de partidas para vencer um torneio. O diferencial fica por parte do modo Games, mini-jogos baseados no mundo Sega que podem ser desafiados por até quatro jogadores simultaneamente. Esses são as mesmas missões completadas no Planet Superstars, porém com a nova possibilidade de multiplayer.

 

Os controles são variados

Os controles são praticamente escolhidos pelo jogador. Três modos diferentes de se jogar, nomeados como Standard, com o Wiimote posicionado verticalmente, a jogabilidade é baseada no sensor de movimento e o personagem se move sozinho, similar a Wii Sports; a Nunchuk, que é semelhante à primeira, também faz uso do sensor, porém é possível controlar o tenista; e a Traditional, com o controle na vertical, sem fazer uso da movimentação. Além de movimentos básicos do tênis, cada personagem tem seu próprio movimento especial, que pode ser ativado quando o brilho da estrela sob seus pés fica mais intenso, com vários efeitos desde rebater a bola em ziguezague até fazer com que ela se teletransporte.

Apesar da possibilidade diferenciada de escolha de tipo de controle, existem certas falhas, tanto no uso do sensor, quanto no controle tradicional. É muito difícil ter uma boa precisão para cumprir certos objetivos, além disso, nem sempre as rebatidas saem corretamente. Em suma, o jogo não possui uma boa fluência.

 

Coleção de nostalgia

Na parte gráfica não existem problemas. A Sega sempre faz um ótimo trabalho nesse sentido. Os cenários são todos bastante detalhados, podemos ver uma grande diversidade de objetos e personagens característicos dos títulos da empresa, fazendo com que sejam variados e divertidos. A parte musical também é totalmente Sega. Nas quadras de cada franquia é possível ouvir composições de jogos mais antigos. Green Hill Zone e Samba de Janeiro, de Bellini, entre outros clássicos se fazem presentes, exaltando o espírito nostálgico dos gamers mais antigos, porém os fãs mais recentes podem reclamar da ausência de músicas do Crush 40.

Mesmo sendo um baú de tesouros da Sega e um game de tênis mais do que decente, Sega Superstars Tennis ainda não é a obra-prima que os donos de Wii estão esperando. Aparentemente, o padrão criado por games como Mario Power Tennis dificulta que outros jogos do gênero se destaquem, mas mesmo assim, o game de tênis da Sega é uma boa, mas não ótima, diversão para os que estão procurando jogos esportivos com uma turma diferente da do Mario.

Sega Superstars Tennis – Wii – Nota final: 7,5

Gráficos: 8 | Som: 8 | Jogabilidade: 7 | Diversão: 7


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. Só cheguei a jogar a versão DS. Achei bem legalzinho, até.

    ResponderExcluir
  2. Já comecei rindo.:D

    mais ficou bom análise

    ResponderExcluir
  3. Crazy Dark Sonic - CDS
    "o game de tênis da Sega é uma boa, mas não ótima, diversão para os que estão procurando jogos esportivos com uma turma diferente da do Mario"
    vc fla como se SST fosse um wii sport só de tennis só q com char da Sega... YOU FAIL.
    É tudo culpa do gaymoton plus, por n terem feito antes di SST.

    ResponderExcluir
  4. joguei só a vesão ps2 mas vou ver esse tambem

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google