Blast from the Past

Blast from the Past: Metroid (NES)

Produzido por Gunpei Yokoi, dirigido por Yoshio Sakamoto e com Hirokazu Tanaka compondo as músicas, Metroid foi lançado para  o Famico... (por Rafael Neves em 24/08/2010, via Nintendo Blast)

Metroid

Produzido por Gunpei Yokoi, dirigido por Yoshio Sakamoto e com Hirokazu Tanaka compondo as músicas, Metroid foi lançado para  o Famicom Disk System em 6 de Agosto de 1986. Aqui nas Américas,  ele desembarcou no NES no mesmo mês, mas um ano depois. Considerado um dos melhores games para o NES e inaugurando, ao lado de Castlevania, um estilo de jogo que fundia ação a exploração, Metroid foi um verdadeiro sucesso. Anos depois de seu lançamento foi feito o remake Metroid Zero Mission, com adições especiais que não se limitavam a mera remasterização gráfica, e vendido no Virtual Console do Nintendo Wii.

A Gênese

imagesSamus Aran era apenas uma garotinha de 3 anos que vivia na colônia terrestre de K-2L quando um ataque dos Space Pirates destruiu para sempre a paz e a tranquilidade de sua vida. Rodney Aran e Virginia Aran eram seus pais, ambos trabalhavam numa nova forma de energia capaz de abastecer a nave da Galact Federation. Ridley, general dos Space Pirates, invade a colônia para extinguir as pesquisas dos pais de Samus e anular as forças  da federação. Uma grande batalha cai sobre K-2L, na qual quase todos são mortos. Ridley foge da colônia, mas ele não era o único sobrevivente. Em meio aos destroços da luta, os Chozo, alienígenas homem-pássaro com grande desenvolvimento científico, encontram Samus, a única humana sobrevivente do conflito. Eles a levam para o seu planeta, Zebes, mas para  isso modificam geneticamente a garota para ela conseguir sobreviver à atmosfera do planeta.

metroid (1)Após anos de  treinamento, Samus recebe a Power Suit dos Chozo, uma armadura que imita o esqueleto deles e é capaz de absorver outras armas, adicionando-as ao arsenal. Samus primeiramente torna-se soldado da Galact Federation sobre as ordens de Adam Malkevich, mas ela abandona o o cargo por motivos ainda não explicados. Tornando-se uma solitária caçadora de recompensas, Samus Aran cumpre missões por muitos consideradas impossíveis, o que lhe garante uma grande fama por toda a galáxia. Nesse meio tempo, uma forma de vida alienígena chamada Metroid foi descoberta no planeta SR388. Por terem a habilidade de parasitar num corpo e sugarem instantaneamente sua energia vital, foram logos roubados pelos Space Pirates. Os temidos piratas instalaram uma base no planeta Zebes, erradicando os Chozo do lugar no processo, onde começaram a clonar o Metroid para criarem uma verdadeira arma biológica. Samus é mandada para o planeta afim de interromper a clonagem e por um fim nos Space Pirates, bem como seus líderes Ridley e Mother Brain, a vingança de Samus estava próxima! É desse ponto que começamos o primeiro Metroid, lançado para o NES!

Metroid_NES_ScreenShot1 metroidnes-1

Uma obra-prima em pixels

NES_MetroidMetroid apresentou uma fórmula que mesclava o side-scrolling de Super Mario Bros. com a mecânica de exploração de The Legend of Zelda. O híbrido dos dois sucessos iniciais da Nintendo no NES apresentava um cenário obscuro e futurista, no qual o jogador assumia o papel de Samus numa jornada solitária. O jogo é bem simples, mas conseguiu criar um mapa extenso e com uma aparência realmente alienígena, mesmo com  as dificuldades técnicas. O mapa do jogo é um dos maiores da época, batendo de frente com a grandiosidade do de The Legend of Zelda. E cada um dos cenários ambientado com uma riqueza gráfica exuberante, mesmo com os pouquíssimos sprites usados. A trilha sonora muito bem composta tornou-se logo memorável e objeto de desejo da legião de fãs que começava a nascer por todo o mundo. O ritmo de progressão do game era bem parecido com o de Zelda, pois baseava-se nos itens acumulados. No fim da jornada, a revelação da dama por trás da armadura deixava os  jogadores boquiabertos.

Missão Zero

metroid_zero_mission_portadaNo remake, Metroid Zero Mission (GBA), foi adicionado um capítulo extra no qual Samus, ao completar a missão e decolar de Zebes, é atacada por uma nave dos Space Pirates. Caindo de volta em Zebes, a explosão de sua nave fez a caçadora perder sua Power Suit, ela então explora a nave pirata numa aventura que a leva a um templo Chozo onde recupera sua Power Suit. Depois de estourar os miolos da forma mecânica de Ridley, ela cumpre a primeira missão contada nos jogos da série. Assim, com os Metroid extintos de Zebes, os Space Pirates liquidados e Mother Brain e Ridley reduzidos a pó, termina a primeira viagem por Zebes.


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. O jogo que eu mais gosto do Metroid, é o clássico do SNES. Quero ver como vai ser Metroid Other M que promete!

    ResponderExcluir
  2. Os metroids que joguei foram Metroid Fusion(GBA), Metroid Zero Mision(GBA), Metroid Prime:Hunters

    ResponderExcluir