Jogamos

Análise: Mega Man ZX (DS)

Lançado em setembro de 2006 nos Estados Unidos, Mega Man ZX , segundo game da série Mega Man para Nintendo DS , tinha uma difícil tarefa: c... (por Rodrigo Estevam em 04/02/2011, via Nintendo Blast)

Mega Man ZX Lançado em setembro de 2006 nos Estados Unidos, Mega Man ZX, segundo game da série Mega Man para Nintendo DS, tinha uma difícil tarefa: continuar o legado deixado pela série Mega Man Zero, que teve quatro jogos lançados para GBA. Com gameplay bastante fiel ao da série principal com ação 2D em plataformas, o jogo também trouxe algumas inovações. Dessa vez, por exemplo, o herói principal não é mais um robô e sim um humano. E mais, há a possibilidade de jogar tanto com um personagem masculino quanto com um feminino. Mas as novidades não param por aí.
Vent usando o Modelo Zx Mega Man ZX se passa no mesmo mundo que Mega Man Zero. Alguns séculos após Mega Man Zero 4, a paz agora reinava em Neo Arcadia. Humanos e Reploids coexistiam pacificamente, sendo tratados de igual forma perante a lei. Porém, logo alguns Reploids mudaram de comportamento e se tornaram Mavericks, ameaçando a paz anteriormente conquistada. Houve, então, a necessidade de se dividir as áreas de acordo com o grau de segurança oferecida: passaram a existir os Innerpeaces (locais onde os humanos podiam viver em segurança) e as Outer Regions, onde os Mavericks circulavam livremente. Os locais seguros são mantidos graças aos esforços e avanços tecnológicos providos pela Slither Inc., uma megacorporação que visa trazer o bem-estar à população de Neo Arcadia. E é nesse clima que uma dupla de transportadores recebeu uma carga misteriosa que deveria ser entregue a um grupo de guardiões. E eles a teriam entregue caso um grupo de Mavericks não os tivesse atacado…

Aile usando o Modelo Zx Logo no início do jogo o jogador deve escolher se quer encarnar Vent ou Aile, personagens masculino e feminino respectivamente. O herói (ou heroína) trabalha na Giro Express, e ao lado de seu chefe Girouette. Durante uma de suas entregas (cujo conteúdo do pacote é secreto), eles são atacados por um grupo de Mavericks e tentam proteger sua entrega a todo custo. O personagem principal cai de um precipício e, lá embaixo, descobre finalmente o que estava carregando: um Biometal, um componente que parece ter vida própria. Somos então apresentados ao Modelo X, como é chamado o Biometal ao qual nossos heróis são compatíveis. Isso mesmo, somente alguns poucos humanos são compatíveis com Biometais. Ao encontrar o grupo de Guardiões que receberia a entrega da Giro Express, o herói se vê na necessidade de usar o Biometal contra um súbito ataque de Mavericks. E é aí que começa a ação.

Mega Man ZX

A união faz a força


Mega Man ZX Após algum tempo de jogo controlando o Modelo X (que é o equivalente ao famoso Mega Man X), os acontecimentos do jogo levam o herói a adquirir o Modelo Z (equivalente ao lendário Mega Man Zero). Para se proteger de um considerável grupo de Mavericks, Vent (ou Aile) funde os dois Biometais obtendo assim a forma ZX. Munido do canhão do Modelo X e da espada do Modelo Z, o herói elimina as ameaças e consegue retornar ao Quartel General dos Guardiões, onde é posto a par dos últimos acontecimentos e se oferece para combater a ameaça Maverick que assombra a região.

Aile e Vent com o Modelo X Além de inovar trazendo não apenas personagens principais humanos, mas também dos dois gêneros, Mega Man ZX ainda traz a possibilidade de se trocar de Biometal. Além do Modelo ZX, existem ainda ao longo do jogo os modelos Hx, Fx, Lx, Px e Ox além dos já citados X e Z, que podem ser utilizados pelo jogador. Cada Biometal tem habilidades diferentes, e são conseguidos derrotando seus atuais usuários. Existe também o Modelo W, mas este não é adquirível.

Cutscene em estilo Anime Como já dito anteriormente, a jogabilidade de Mega Man ZX é bem fiel àquela vista na série Zero, para GBA. A ação em side-scrolling funciona muito bem em conjunto com as fases muito bem planejadas. Aliás, os cenários são um show à parte: graças à tela do DS com resolução maior que a do GBA, os gráficos que apesar de lembrarem muito os jogos da série Zero, ainda assim são visivelmente melhores, com cores mais vivas e animações superiores. Mas isso não é necessariamente bom. Os gráficos, apesar de melhores que os do GBA, ainda deixam um pouco a desejar. Não são nem de longe ruins, mas ainda assim dava pra ser melhor. Uma adição bem-vinda foi em relação as cutscenes em estilo anime. Por vezes são mostradas sequências em animação que ajudam a contar a história (com áudio em japonês e legendas em inglês), porém a qualidade dos vídeos não é das melhores. Outro problema é que a tela de toque do DS é muito mal aproveitada, mostrando na maior parte do tempo apenas um logotipo, salvo quando se usa algum Biometal com habilidade extra (como traçar a rota de um projétil, por exemplo).

Mega Man ZX Os sons são bastante clássicos, remetendo aos jogos de GBA e SNES, porém com um tratamento mais atual. É nostálgico, mas sem ser datado, de certa forma o estilo adotado funciona muito bem. A adição de vozes nas animações também é um avanço e tanto para a série. E por falar em avanço, ZX trouxe também a possibilidade de se jogar em 3 modos: fácil, normal e difícil. Dessa forma, tanto novatos quanto jogadores hardcore de longa data podem se divertir, mas somente jogando nos modos normal ou difícil é possível conseguir o Biometal Modelo Ox. Nem é preciso dizer que o modo fácil traz inimigos mais fracos e facilidades como voltar para o mesmo ponto após cair de um penhasco, por exemplo, e que o modo difícil é realmente desafiador.

Mega Man ZX Mega Man ZX

Mega Man ZX cumpre muito bem o seu papel de sucessor da série Zero. Visual, efeitos sonoros, músicas, tudo remete tanto à série Zero como à série X. E é exatamente isso que ZX é, um mix destas duas séries de sucesso que conseguiu seguir os passos de seus “ancestrais” sem ser mais do mesmo, tendo seu diferencial. Tanto que em outubro de 2007 chegava em território americano sua continuação, também para Nintendo DS, intitulada Mega Man ZX Advent.

Biometals
Mega Man ZX – Nintendo DS – Nota Final: 8,0
Gráficos: 8,0 | Som: 7,5 | Jogabilidade: 8,5 | Diversão: 8,5

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


  1. como todo jogo da série, eu achei esse dificílimo!!! Na verdade os jogos megaman tem a mesma mecânica deeeeesde o nintendinho e aqui não é diferente! Você começa numa fase tutorial, vai pra seleção de chefes, após vence-los ganha suas habilidades através de chips (em ZX são as armaduras) e depois enfrenta o chefão final....a mesma coisa! Pra quem é fã é prato cheio, mas pra mim por não inovar em NADA, passa batido!

    ResponderExcluir
  2. Esse jogo tem algumas características inovadoras, tudo bem, mas ainda é bem do mesmo em relação ao Megaman Zero, tive vários problemas com localização, muito mal utilizada, você tem que memorizar cada porta trancada caso queira prosseguir facilmente.

    Outro ponto bom do jogo é sua dificuldade, bem alta em relação aos antecessores, principalmente na luta contra o Omega, que é de longe o mais difícil do jogo. Seu sucessor, o ZX Advent, consertou vários pontos fracos, melhorou o sistema de transformação e aumentou ainda mais a dificuldade, tanto que nunca consegui terminá-lo até hoje.

    ResponderExcluir
  3. Megaman Zero era muito louco, eu nunca joguei esse mas deve ser também.

    ResponderExcluir
  4. @Diego
    Exatamente, o jogo repete a fórmula antiga. Mega Man tem vários Spin Offs com jogabilidade bem diferente, mas a série ZX veio pra reforçar a jogabilidade clássica. E o jogo pode até não ser inovador quando comparado a outros jogos de DS, mas em relação às mudanças na série "principal" o jogo inovou bastante sim.

    @Azure
    Verdade, encontrar a porta certa muitas vezes é beeeem complicado, mas não chega a atrapalhar tanto assim. Pelo menos não a mim, consegui me virar bem até.

    @.LuC e danielyasunaka1
    Se curtem os jogos da série Zero para GBA, dêem uma chance pra ZX!

    ResponderExcluir
  5. é legal, mas não se compara a saga Zero

    ResponderExcluir
  6. eu dava 7.5 no máximo.
    Achei essa série forçada demais, poderiam ter melhroada um pouco o controle e a história ^-^
    NDS não foi a geração do megaman =( uma pena.
    quem sabe no 3ds a coisa melhora *-8

    ResponderExcluir
  7. Eu achei o game mto bom
    nego falar que megaman é dificil aff ¬¬
    pode ser díficil pra essa nova geração acustumada com games que vc só aperta um botão e não precisa dos reflexos pra nada.

    ResponderExcluir
  8. Esse e um dos Games mais legais q tive a oportunidade de zerar !!
    megaman e sempre um desafio aos reflexos !!
    a continuação "Zx Advent" continua bem a historia e o nivel de dificuldade e otimo !!!
    eu gostaria de ver uma continuação da serie "Megaman Zero", gostaria de jogar com o "Mega" e saber como conseguiu a Armadura Angelic e como ele se transformou no vilão do "Megaman Zero 1"

    merecia nota 9.0

    ResponderExcluir
  9. @bubblerocker
    Pode negar o quanto quiser, mas a série ZX deixou o jogo bem mais difícil, jogo Megaman desde o X, seguindo todos a partir daí, afirmo que o único problemático foi o X6, que com certeza é o mais chato. A série Megaman não é difícil, o problema do ZX Advent é ter que enfrentar os 8 chefes 2x mais poderosos, incluindo o que são 2 bosses juntos, passar de uma fase extremamente sacana, enfrentar um chefe com 3 formas, tudo isso com 2 E-Tank (mas pode até 4) e muito saco.

    Além do Advent, a luta contra o Omega no ZX faz o Zero da série X cair chorando, 100x mais difícil.

    ResponderExcluir
  10. Esse jogo deve ser doido, eu lembro que eu jogava bastante o Megaman Zero 2, tinha quase todas aquelas habilidades especiais que vc ganha quando zera as fases com rank A.

    ResponderExcluir
  11. Pequeníssimo detalhe (LOL):
    O Model X não é similar ao Mega Man X. Ele É o Mega Man X, sua consciência, única coisa que restou dele.
    Agora como isso foi acontecer depois da série Zero eu não sei, já que ele virou um Cyber-Elf nela.

    ResponderExcluir
  12. o legal deste jogo é que ele pega varias coisas que não funcionavam bem na serie x e melhora, por exemplo o dash para cima no megaman x3 demora um ano pra subir mas aqui funciona imediatamente

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google