Blast from the Past

Blast from the Past: Super Mario Bros. 2 (NES)

Pergunte a qualquer jogador qual é seu game favorito da série Mario Bros. e você dificilmente ouvirá "Super Mario Bros. 2!" como r... (por Unknown em 24/03/2012, via Nintendo Blast)

mario2coverPergunte a qualquer jogador qual é seu game favorito da série Mario Bros. e você dificilmente ouvirá "Super Mario Bros. 2!" como resposta. Mas se engana quem pensa que o patinho feio da trilogia do Nintendo 8 bits não é digno de atenção. Trata-se de um dos melhores jogos da plataforma do sistema, mesmo tendo um estilo muito distinto dos outros games da série.

Got 99 problems but a Peach ain't one


"Bowser sequestrou a princesa do Reino dos Cogumelos e os irmãos Mario devem resgatá-la". Soa familiar? Claro que sim! Afinal, esta é a história de todos os jogos da série Super Mario. Ou pelo menos seria, se não existisse Super Mario Bros. 2 (e Super Mario World 2 - Yoshi's Island, mas isso é assunto para outro Blast from the Past).

super-mario-bros-2-nes-title-screenNesta aventura, Mario tem um sonho no qual sobe uma longa escadaria e descobre um novo mundo, onde ouve um pedido de socorro. Ao acordar, Mario resolve dar uma volta, acaba encontrando uma caverna e, lá dentro, se depara exatamente com o mundo que viu em seu sonho! Neste novo reino, o maligno lagarto Wart está causando todo tipo de confusão, caos, e malvadezas. Obviamente o encanador não vai deixar que isso continue.

No fim, era tudo um sonho dentro de um sonho. Tudo bem ficar com coração partido, eu também senti isso na época. Mas, pelo menos agora, você sabe de onde o Christopher Nolan tirou inspiração para escrever “Inception - A Origem”, né?


Toad bem com a vida


"Um por todos, e todos por um!" Esta célebre frase de Alexandre Dumas foi imortalizada na obra "Os Três Mosqueteiros", mas cairia muito bem em Super Mario Bros. 2.

Porque Mario não vai sozinho para o reino dos sonhos. Nesta jornada, o rotundo encanador italiano conta com a ajuda de seus amigos Peach, Toad, e Luigi, cada um com características únicas de jogabilidade. Mario, como sempre, é o mais balanceado. Toad é o mais lento, porém mais forte. Luigi é o mais rápido e tem o pulo mais alto. Peach, por sua vez, tem o poder de planar por alguns segundos.

57075-Super_Mario_Bros._2_(USA)-1 0052

Um conceito bastante inovador para a época. Exceto pelo fato de que os japoneses já tinham visto este sistema de jogo antes. Na verdade, eles viram o jogo inteiro, mas com outra roupagem. Na terra do sol nascente, Super Mario Bros. 2. é um jogo diferente chamado Doki Doki Panic.


Doki Doki quem?


dokidokiDesenvolvido pela Nintendo do Japão e publicado pela Fuji Television, Yume Kōjō: Doki Doki Panic (algo como "Fábrica dos Sonhos: Pânico de Arrepiar") é um jogo de plataforma protagonizado por quatro personagens do programa de televisão homônimo. O jogo é dirigido por Kensuke Tanabe, e a jogabilidade é centrada em colher objetos do chão e atirá-los nos inimigos em fases que alternam progressão lateral e vertical.

É, eu sei que dito assim não parece muito promissor, nem muito adequado ao universo do Mario. Mas, e se você souber que o game foi produzido por Shigeru Miyamoto, que a trilha sonora magistral foi composta por Koji Kondo, e que todos os personagens, com exceção dos protagonistas, são criação da Nintendo? Agora já faz mais sentido, não?

doki_doki_panicAcontece que a Nintendo americana não teve interesse em publicar a sequência direta do Super Mario Bros. original (o Super Mario Bros. 2 japonês, conhecido por aqui como Super Mario Bros.: The Lost Levels, encontrado pela primeira vez no ocidente em Super Mario All-Stars para Super Nintendo) por ser um jogo muito difícil e excessivamente parecido com seu predecessor.

Deste modo, para não ter de construir um novo jogo do zero, e aproveitando o talento da equipe de Doki Doki Panic, foi realizada uma repaginada no jogo, inserindo nele os irmãos Mario e todos os elementos que aprendemos a amar em seus jogos.


A herança


Muito embora Super Mario Bros. 2 permaneça até hoje como o game mais peculiar da franquia, deve-se notar que vários elementos nele apresentados se tornaram canônicos.

birdolevel--article_imageA habilidade de colher objetos e carregá-los para qualquer canto, por exemplo, é utilizada até os dias de hoje. Tudo começou com a colheita de simples vegetais do chão, mas logo na sequência Super Mario Bros. 3, os heróis já carregavam cascos de Koopa Troopas. Em Super Mario World, as lendárias chaves que abriam saídas secretas. Bem, você já entendeu a importância desta habilidade para a série, não é?

Antes de Super Mario Bros. 2, os irmãos Mario eram praticamente gêmeos idênticos, vestindo apenas roupas diferentes. Foi apenas com o lançamento do jogo que descobrimos que Luigi é, na verdade, consideravelmente mais magro e mais alto que seu irmão. (E mais legal também!) [<- polêmica gratuita]

mouserMesmo com o jogo se passando em um mundo de mentirinha, personagens como Birdo e Shy Guy fizeram tanto sucesso que foram magicamente transportados para o Reino dos Cogumelos, onde residem felizes até os dias de hoje. Uma pena que Mouser não tenha tido a mesma sorte. Fica a torcida para que este grande personagem ainda receba o merecido reconhecimento da Big N.


Cisne Negro

1989_Super-Mario-Bros-2"O patinho feio"; "O menos amado da série Super Mario Bros."; "Aquele jogo diferente"; "A estranha adaptação do jogo japonês" - quando você pede uma curta descrição de Super Mario Bros. 2, raramente ouve algo diferente. Mas a pergunta que realmente deveríamos fazer é: "o quão bom é este jogo?", e não "como ele se compara aos demais?". Então você receberá como resposta: "desafiador", "incrivelmente divertido", "absolutamente criativo", "daqueles jogos que você zera muitas e muitas vezes sem jamais encher o saco".

mario2Super Mario Bros. 2 é um jogo fantástico, que todo Nintendista que se preza deve experimentar. E oportunidades, felizmente, não faltam! Se conseguir o cartucho original é uma tarefa muito complicada, você pode conferir a caprichadíssima modernização gráfica que Super Mario All-Stars realizou no game para seu lançamento no Super Nintendo (disponível também na coletânea homônima de Wii) ou, melhor ainda, a versão lançada para o Game Boy Advance, que além de gráficos e som ainda melhores, é recheada de extras.

Trata-se de uma aventura primorosa, repleta de segredos, emoções, e pura diversão. Claro, não é tão genial quanto os outros jogos do Mario, mas ainda assim o patinho feio da série é, na verdade, um lindo Cisne Negro, poderoso e repleto de brilho próprio.

Revisão: Catarine Aurora

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook