Perfil

Perfil: King Mickey (Kingdom Hearts)

Existem diversos fatores que diferenciam um chefe de um líder, mas o principal fator é que o chefe sempre vai dizer “Vão!”, enquanto o líd... (por Unknown em 17/06/2012, via Nintendo Blast)

Existem diversos fatores que diferenciam um chefe de um líder, mas o principal fator é que o chefe sempre vai dizer “Vão!”, enquanto o líder vai tomar a frente e dizer “Vamos!”. Um líder de verdade está com elas o tempo todo, como um parceiro, sempre disposto a ajudar desde as classes mais baixas até os seus imediatos. São esses fatores que fazem a diferença na escolha de quem vai comandar, e não podia haver melhor candidato para a liderança nos domínios de Disney Castle. Já falamos de Goofy e Donald, e agora vamos de falar do soberano da série Kingdom Hearts, sua majestade o Rei Mickey.

Como um dos poucos usuários da Keyblade ainda vivos, Mickey possui um papel crucial em toda a série Kingdom Hearts. Como o grande protagonista da Disney, o papel do rato antropomórfico nesta série fantasiosa é notável, com habilidades incomuns que se demonstram toda vez que a sua majestade pisa no campo de batalha. Atualmente ele tem a atitude de um verdadeiro rei, que está sempre disposto a proteger seus discípulos com inteligência e sabedoria invejáveis, mas nem sempre foi assim e essa história começa a um bom tempo atrás...

A Ascensão do Rei



Enquanto Mestre Eraqus treinava três futuros cavaleiros da Keyblade, Mestre Yen Sid estava treinando um único aprendiz em Mysterious Tower para passar pelo Teste da Marca da Maestria, e este aprendiz era Mickey (Kingdom Hearts: Birth by Sleep – PSP). Acompanhado de Donald e Goofy, Mickey resolve escapulir do treino com o uso de um item de seu mestre denominado Star Shard, que permite viajar para outros mundos – o problema é que ele não sabe como usar o dito item e acaba viajando de forma aleatória. Desta maneira, Mickey viaja por diversos mundos e encontra os aprendizes de Mestre Eraqus: Ventus, Terra e Aqua – tendo a última como parceira no salvamento de uma garotinha de cabelos vermelhos (Kairi) de criaturas conhecidas como Unverseds.

No clímax da aventura, Mickey e Aqua lutam contra um Ventus possuído pela escuridão, concluindo o combate e purificando o outro aprendiz de Mestre Eraqus. Ao retornarem para Mysterious Tower, descobrem que o coração de Ventus deixou seu corpo sem deixar rastros, e frustrado com as próprias atitudes, Mickey entrega ao mestre sua Keyblade e o Star Shard, crente de que não é digno de empunhar aquela arma. Yen Sid fica impressionado com a maturidade do aprendiz e entrega-lhe de volta sua Keyblade, confirmando que Mickey merece o título de Mestre da Keyblade. Mal eles sabiam que toda aquela confusão era somente o começo do fim...

Anos depois, Mickey percebe o alvorecer de uma nova era das trevas com o surgimento excessivo de Heartless, e parte em uma busca para impedir que isso se alastre em todo o universo. Seu desaparecimento de Disney Castle deixa todos preocupados, em especial seus lacaios Goofy e Donald, mas ele não foi simplesmente embora; o rei deixa uma carta para seus fiéis companheiros: “Encontrem a chave para a nossa sobrevivência” (Kingdom Hearts – PS2). Em sua aventura, Rei Mickey acaba adentrando a Realidade das Trevas, onde encontra Riku, um garoto destinado a ser portador da Keyblade que foi expulso de seu corpo pela força de Ansem, o Perseguidor das Trevas. Juntos, eles ajudam Sora – que era portador de Keyblade e estava acompanhado de Goofy e Donald – a selar Kingdom Hearts, e tanto o Rei quanto Riku resolvem ficar na Realidade das Trevas, assim evitando que o portal se abra novamente. Felizmente, Mickey consegue deixar para seus amigos uma nova mensagem, que os guia diretamente ao seu próximo destino: Castle Oblivion.


Enquanto Sora, Goofy e Donald estão escalando os andares do Castelo do Esquecimento, Riku sai da Realidade das Trevas e começa a desbravar o subsolo da mesma estrutura (Kingdom Hearts: Chain of Memories – GBA). Mickey ainda não conseguiu recuperar seu corpo físico, mas sua essência caminha lado a lado com Riku enquanto este aprende a dominar a escuridão dentro de si. Quando essa escuridão parece começar a tomar uma forma avassaladora, o garoto de cabelos brancos pede ao Rei que o elimine caso as trevas o consumam, mas Mickey se nega e afirma que irá buscá-lo e trazê-lo para luz se preciso. Enfim Riku domina o poder, e o Rei Mickey recupera seu corpo físico, formando uma forte amizade com o garoto que caminha em direção ao alvorecer. Após os eventos do castelo, ambos trilham caminhos diferentes, enquanto Sora e seus amigos adormecem por um ano inteiro para restabelecer suas memórias.


Algum tempo depois, os dois amigos se reencontram em Twilight Town, porém com uma singela mudança: Riku assumiu a forma de Ansem, o Perseguidor das Trevas (Kingdom Hearts: 358/2 Days). Rei Mickey se prepara para atacá-lo, mas o primeiro coloca uma venda em seus olhos e sua forma volta a de um garoto comum. Depois da confusão já explicada, ambos prometem não contar a Sora sobre a situação de Riku quando ele despertar. Após o encontro, ambos tomam caminhos diferentes mais uma vez, enquanto a hora de Sora acordar se aproxima.

Depois do despertar de Sora, Goofy e Donald, estes são atacados por um novo tipo de inimigo – os Nobodies – assim que começam a rondar a cidade em que se encontram (Twilight Town). Com a luta apertando, Mickey surge e consegue eliminar os adversários e garante os segurar, enquanto deixa o trio fugir ao encontro de Mestre Yen Sid. Relutantemente, o trio deixa o Rei para trás, iniciando uma nova e conturbada aventura (Kingdom Hearts II – PS2). Posteriormente, o grupo se reencontra em Hollow Bastion, onde Mickey, no meio a um confronto contra um exército de Heartless, revela a verdadeira natureza de Ansem, o Perseguidor das Trevas, e da nova organização que aterroriza o universo com seus Nobodies, sob o comando de Xemnas. O Rei ordena ao grupo que saia imediatamente de Hollow Bastion, mas eles se negam a cumprir as ordens e ficam para ajudar no embate. Por ironia, graças à presença do grupo que Goofy salva a vida do Rei, recebendo no lugar dele uma pedrada colossal na cabeça, aparentemente o matando.


Essa cena é extremamente forte e uma das poucas nas quais podemos ver Mickey enfurecido, mostrando toda sua habilidade contra os inimigos sombrios. Ao concluir o combate, Mickey confronta Xemnas e o persegue, mas sem sucesso em sua caçada, acaba ficando para trás e só reencontra o grupo em Twilight Town, momentos antes de todos partirem para The World That Never Was, a terra natal dos Nobodies. Lá o grupo se completa com Riku e Kairi, todos juntos vão em direção ao embate final contra Xemnas.Todos participam da colossal batalha, mas por fim, o líder Nobody consegue selar o combate, deixando-o fora do alcance de Rei Mickey, Kairi, Goofy e Donald, deixando tudo nas mãos de Sora e Riku. Infelizmente para o vilão, isso não foi suficiente para vencer, sendo derrotado pela dupla de Keybladers. Quando todos retornam para Destiny Islands, finalmente o grupo se separa, deixando Sora, Riku e Kairi em sua terra natal e partindo com Goofy e Donald de volta a Disney Castle, onde o Rei finalmente reencontra sua esposa, Rainha Minnie, e finalmente pode ter algum tempo de paz...

...Ou foi o que o soberano acreditou. Após pouco tempo, Jiminy Cricket – o responsável por registrar todas as aventuras do grupo – chamou com urgência a sua majestade, informando-o que todas as anotações de seu diário desapareceram. Para recuperar os dados, eles digitalizam o diário e o próprio Mickey adentra o mundo virtual, iniciando uma nova aventura em prol das informações desaparecidas, que poderiam ser cruciais no futuro (Kingdom Hearts Re:coded – DS). No decorrer do mundo virtual, Mickey enfrenta diversos tipos de adversários relacionados às aventuras de Sora, e por fim acaba encontrando informações que nem mesmo Jiminy sabia da existência, informações estas que relacionam os antigos guerreiros da Keyblade (Ventus, Aqua e Terra) com os atuais guerreiros (Sora, Kairi e Riku). Com informações cruciais, como a possível localização do coração de Ventus e o paradeiro de Aqua, o Rei Mickey e seu antigo mestre, Yen Sid, resolvem apagar chamar Sora e Riku para passarem pelo Teste da Marca da Maestria.

Sabe o que dizem sobre os pequenos frascos, né?



Eles guardam os melhores perfumes e piores venenos, o que é justamente o caso do Rei Mickey. Seu poder é invejável, embora seja facilmente subestimado devido ao seu tamanho. O mestre da Keyblade possui uma agilidade inigualável e consegue manter-se em combates contra adversários bem maiores que ele sem muito esforço. Mas, mesmo com toda essa imponência, Mickey não deixa de ser um nobre e leal rei, que valoriza a amizade acima de tudo e está sempre disposto a lutar por seus conterrâneos.

Quanto à aparência, Mickey é um dos personagens que mais muda de vestimenta no decorrer da série. De roupas coloridas e bufantes a sobretudos sombrios, raramente o soberano é visto por muito tempo com a mesma vestimenta. E, bem... Acho que não é preciso dar muita ênfase no fato de que ele é um rato antropomórfico de orelhas redondas, né?

Sua arma de preferência é a Keyblade, embora já tenha se mostrado eficiente no uso de espadas e até mesmo de magia. No decorrer da série, Mickey usou duas Keyblades diferentes: Star Seeker e Kingdom Key D, sendo a primeira ganha por seu mestre e a segunda, adquirida na Realidade das Trevas. Rei Mickey também é um excelente usuário de magia, em especial a magia branca “Pearl” e magias de cura, como “Cure” e “Healing Light”.

Onde encontrá-lo?



Como protagonista da Disney, já era de se esperar que Mickey estivesse presente em uma vasta gama de jogos além de toda a série Kingdom Hearts, não? Alguns notáveis que podemos citar são:

Entre muitos outros títulos, que se formos citar todos, precisaríamos de uma matéria exclusiva pra isso.



Bem, no fim das contas ficou bem claro todo o potencial que um bom líder possui. Não basta ser forte, impor respeito ou simplesmente ter consciência e sabedoria: para ser um bom líder, é preciso saber lutar lado a lado com seus súditos e estar disposto a sacrificar tudo por eles, e assim eles sacrificarão tudo por você. Felizmente para Disney Castle, a sua majestade possui todas as qualidades de um verdadeiro líder.

Revisão: Catarine Pereira

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google