Pokémon Blast

Equipe Plasma e o congelamento da região de Unova

Após o primeiro fracasso, Ghetsis e uma versão diferente da Equipe Plasma retornam para dominar Unova.


Dois anos se passaram entre as versões Black/White e Black/White 2 e a região de Unova sofreu algumas alterações: o clima ficou mais frio por conta de certo Pokémon e isso despertou o interesse de uma pessoa já conhecida por nós. Vimos anteriormente que a Equipe Plasma queria libertar os Pokémon de seus treinadores, porém, foram impedidos. Nesse meio tempo, houve uma divisão radical entre os vilões: parte passou a seguir N, que agora acredita no bom relacionamento entre os Pokémon e os seres humanos, enquanto que a outra metade continua a seguir Ghetsis. O plano da vez? Dominar Unova através do congelamento da região utilizando os poderes de Kyurem. Sem mais delongas, aqui vai a sequência sobre a equipe vilã de Unova.

Equipe Plasma 2.0

Novo visual da Equipe Plasma
Com a divisão, um novo membro foi recrutado e designado por Ghetsis para seguir com os planos da equipe e seu nome é Colress (de Colorless = sem cor), um cientista que busca aprender mais sobre a fonte de poder dos Pokémon. Para que a "nova" equipe não seja confundida com a outra, novos uniformes foram criados: agora, as roupas, ao invés de brancas, ganharam uma tonalidade escura, passando a ideia de que realmente são malvados e que não medem esforços para concluir seus objetivos. Por coincidência (só que não), o objetivo da Equipe Plasma é dominar a região onde operam e para isso, tentam diversas vezes roubar os Pokémon dos treinadores para auxiliá-los no processo. Outro membro que permanece fiel a Ghetsis é um dos sete sábios, Zinzolin, que ganhou destaque por ser o responsável pelo ataque à cidade Opelucid junto da Shadow Triad, um grupo de ninjas de elite e fazem parte do alto escalão da equipe, sendo responsáveis pela proteção de Ghetsis.

O líder - Ghetsis

File:Ghetsis PG.png
Ghetsis em Pokémon Generations
Após fracassar e ser preso por Looker, Ghetsis consegue escapar com a ajuda da tríade, embora tenha pedido para que parassem de protegê-lo. Durante o curso dos eventos em Black/White 2, parece que a liderança da equipe está dividida entre Zinzolin e Colress, que falharam ao perder para o protagonista. Nesse momento, renasce o líder da equipe, com o objetivo de congelar toda Unova utilizando os poderes de Kyurem, um dos dragões lendários da região. Neste momento, N chega montado em um Zekrom (Black 2) ou Reshiram (White 2) para impedir os planos de seu pai adotivo. Mesmo com todo o poder em suas mãos ele não foi capaz de concluir seu objetivo, tendo uma grave disfunção mental que o levou à loucura e como consequência, a derrota. Essa questão já havia sido mostrada nos eventos de Black/White, porém, com uma intensidade menor. Ao que parece, a divisão da equipe, a negação de seu filho e ver todos os seus planos falharem fizeram com que ele perdesse o controle de si mesmo, abandonando tudo e todos.

Congelando Unova

Kyurem enquanto preso pela Equipe Plasma
Se libertar os Pokémon de seus treinadores para facilitar o trabalho de dominar o mundo não deu certo, que tal congelar toda a região e dominá-la? A princípio parece loucura, mas só de pensar em ser congelado já me bate um frio na espinha. Com uma abordagem mais intimidadora, Ghetsis poderia dominar toda a região apenas na base da ameaça. Para tal, a Equipe Plasma busca incansavelmente o Pokémon Lendário conhecido como Kyurem, que após ter sido "dividido", ganhou o poder de congelar tudo por onde passa e com a ajuda de Colress, esse objetivo está bem próximo. Assim que Ghetsis consegue se aproximar de Kyurem, chega um velho conhecido dos jogadores. Seu filho adotivo, N, quer impedir os planos malignos de seu pai adotivo por não concordar com suas ideias. O que ninguém esperava é que tudo isso não passava de uma armadilha criada por Ghetsis para atrair N e fundir os Pokémon para obter o poder máximo e congelar a região de Unova. Entretanto, Ghetsis sai derrotado, mesmo após ter acesso ao Kyurem-White em virtude do Reshiram de N estar presente.

O Colapso


É...parece que mesmo tendo duas chances de dominar a região de Unova, Ghetsis falhou em ambas, pelo bem de todos. Fico me perguntando se valeu a pena tentar tudo isso e ainda renegar a compaixão e perdão de seu filho por puro orgulho. Isso me parece um pouco, frio, vazio, bem parecido com Kyurem. Sairemos de Unova e partiremos para uma região que está diretamente relacionada a um nível de vida mais elevado, um padrão superior e desta vez, os vilões parecem ser mais “quentes” que os demais. Ficou curioso(a)? Não percam a próxima! Até mais!

Victor Hugo Carreta escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook