Nintendo Switch foi o console mais vendido em 2018 no mercado americano

O Switch deixou o PS4 para trás em 2018 e ainda gerou o maior dezembro em vendas desde o Wii em 2009.

Se ainda existia alguma dúvida sobre o sucesso fenomenal do Nintendo Switch, agora não há mais o que discutir: de acordo com informações reveladas pela The NPD Group, empresa especializada em rastreamento de mercado, o console híbrido da Nintendo foi o sistema mais vendido em 2018 nos Estados Unidos — provavelmente o mercado mais importante para as empresas da área.


Durante o decorrer do ano, informações davam conta de que o Playstation 4 estava na liderança no mercado americano. No entanto, os últimos meses de 2018 foram decisivos para o console da Nintendo. O sistema não apenas vendeu mais do que o PS4 e o Xbox One, como também teve o melhor dezembro de qualquer console na geração atual.

O analista da NPD Mat Piscatella comentou a respeito da performance:
"A Nintendo Switch gerou o maior mês de dezembro em vendas de hardware para uma única plataforma desde o Nintendo Wii em dezembro de 2009, e alcançou as maiores vendas unitárias em dezembro para uma única plataforma desde dezembro de 2010. O Switch termina o ano de 2018 como a plataforma de hardware mais vendida do ano tanto em unidades como em dólares. As vendas unitárias e em dólares do Nintendo Switch são o maior total anual para qualquer plataforma de hardware desde o PlayStation 4 em 2015."

Piscatella ainda afirmou que tanto as vendas de hardware quanto as receitas geradas tiveram, em geral, um aumento de 8% e chegaram a US$5.1 bilhões: "as unidade de hardware de console e as vendas em dólares atingiram seus maiores totais anuais desde 2009."

Foi, sem dúvidas, um ano espetacular para toda a indústria de games, mas não resta dúvidas que a Nintendo teve um 2018 muito positivo no mercado. E muito se deve aos lançamentos peso-pesados do final do ano, em especial Super Smash Bros. Ultimate e Pokémon Let's Go.


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook