Perfil

Fire Emblem: Tiki, a Princesa Dragão

Neste texto repleto de spoilers vamos conhecer a história da “Voz do Dragão Divino”.


Tiki é uma manakete, dragões em forma humana cujos poderes estão armazenados em cristais, e filha de Naga, a líder dos Dragões Divinos. Detentora de um imenso poder, sua mãe temia pela segurança da humanidade caso a garota viesse a se “degenerar”. A degeneração, por sua vez, é o processo de instabilidade nos poderes de um dragão que pode levar à loucura, o que resulta em uma total perda de controle sobre os seus atos e extrema agressividade.



Para prevenir uma catástrofe, Naga envia sua filha ao Templo do Dragão de Gelo para entrar em um estado de hibernação até que possa controlar seus poderes. Durante esse período, ela seria protegida pelo Escudo dos Selos, também conhecido como Emblema de Fogo (Fire Emblem). Porém, o artefato foi roubado e desmantelado, levando Gotoh, um dos dragões responsáveis por Tiki, a estender o sono da garota.

De tempos em tempos Tiki desperta para se alimentar ou à força por causa de pesadelos. Nessas ocasiões, um dos três dragões guardiões do templo (Gotoh, Xane e Bantu) a recebem para dar conforto ou alimento. Com o tempo a garota cria laços de amizade com seus protetores e passa a enxergá-los como família. Dessa forma o ciclo se estabelece firmemente, pelo menos até o seu encontro com Marth.


Tiki conhece a humanidade

Mil anos após ser deixada no templo, Bantu apresenta Tiki à civilização humana. Porém, os dois se separam e a menina é sequestrada por Gharnef, ex-aprendiz de Gotoh. Ele faz uma lavagem cerebral e a coloca para enfrentar os exércitos de Marth, protagonista dos primeiros games da série e considerado por muitos fãs como o maior herói da franquia.

Bantu eventualmente consegue libertá-la do transe, virando a batalha à favor de Marth. Após estes eventos Tiki resolve se unir ao exército do herói e lutar pela sua causa na Guerra das Sombras, que engloba os eventos do primeiro jogo da série, Fire Emblem: Shadow Dragon and the Blade of Light (NES) e seu remake Fire Emblem: Shadow Dragon (DS), mas também é representada em Fire Emblem: Mystery of the Emblem (SNES).

Após o término da guerra, um número crescente de manaketes começam a degenerar lentamente. Preocupado com a notícia, Gotoh retorna Tiki ao seu estado de sono profundo. Entretanto, sem o Fire Emblem, ele se vê na obrigação de destruir a garota para prevenir uma devastação. Felizmente, Marth consegue recuperar e restaurar o escudo, garantindo a proteção dos poderes de Tiki e permitindo que ela seja livre para viver sem hibernar.


O Despertar

Dois mil anos após a guerra, Tiki possui a aparência de uma mulher adulta e mora na Árvore Mila, localizada no continente de Valm, onde atua como guardiã da gema Azure que em algum momento da história foi novamente separada das demais que compõem o Fire Emblem. O povo local se refere a ela como “A Voz do Dragão Divino”, devido a crença de que Tiki é capaz de se conectar com Naga e transmitir suas bênçãos ao mundo.

Quando é encontrada pelo grupo de Chrom, nos eventos de Fire Emblem: Awakening, Tiki confunde Lucina com Marth mas logo é corrigida, o que a leva a um rápido momento de saudosismo pelo já falecido herói. Ela então explica a importância do Fire Emblem para realizar o ritual capaz de derrotar Grima, o Dragão Caído, ressalta que os heróis devem completar o escudo o mais rápido possível e lhes entrega a gema Azure.

Tiki reaparece em um capítulo opcional do game, no qual precisa entrar em um estado de meditação para despertar os poderes de Naga que residem nela. Durante esse momento de completa imobilidade, cabe ao grupo de Chrom protegê-la de inimigos que querem sabotar seu ritual. Se a missão for completada com sucesso Tiki se une aos heróis em sua missão e pode até mesmo se tornar esposa de algum personagem, dentre eles o próprio “Avatar” do jogador.



Games em que Tiki aparece:
  • Fire Emblem: Shadow Dragon and the Blade of Light (NES);
  • Fire Emblem: Mystery of the Emblem (SNES);
  • Fire Emblem: Shadow Dragon (DS);
  • Fire Emblem: New Mystery of the Emblem (DS);
  • Fire Emblem Awakening (3DS);
  • Tokyo Mirage Sessions #FE - Spin Off (Wii U);
  • Fire Emblem Heroes - Spin Off (Android);
  • Fire Emblem Warriors - Spin Off (N3DS/Switch).


Tiki é uma personagem muito poderosa, representada como uma criança inocente na maioria dos jogos em que aparece, à exceção de dois: Awakening, onde aparece adulta e mais madura pela primeira vez na série, e Fire Emblem Heroes, no qual é possível jogar com as versões criança e adulta, assim como suas formas especiais de verão.

Já conhecia Tiki? Espera vê-la novamente em algum futuro título da franquia?
Participe nos comentários!

Revisão: Vinícius Rutes

Mestre Pokémon de longa data, salvador de Hyrule em todas as encarnações do herói e ocasionalmente um encanador de bigode grosso.

Comentários

Google
Disqus
Facebook