Top 10

Dez músicas da franquia Persona que merecem aparecer em Super Smash Bros. Ultimate (Switch)

Prestes a se juntar pela primeira vez ao elenco de Smash Bros., Persona é uma série de jogos cheia de músicas estilosas.



Com a chegada do personagem Joker (Persona 5) em Super Smash Bros. Ultimate (Switch) é muito provável que apenas músicas do seu respectivo jogo sejam escolhidas para representar o estágio dos ladrões fantasmas. Isso é realmente uma pena, pois a franquia está recheada de faixas sensacionais que provavelmente não irão dar as caras no maior crossover da história. Por esta razão, listamos dez músicas da série, excluindo as de Persona 5, que deveriam ganhar uma oportunidade de debutar na franquia da Nintendo.


Com tanta qualidade transbordando, não é nem preciso comentar que foi extremamente difícil escolher apenas 10 faixas para compor esta lista. O compositor principal da série, Shoji Meguro, fez um trabalho tão icônico ao longo da série que é bastante normal ver pessoas o colocando no mesmo nível de outra lendas da indústria, como Koji Kondo (Nintendo) e Nobuo Uematsu (Square Enix).

Por fim, é importante deixar claro que esta lista retrata apenas a opinião pessoal do autor da matéria e que, por isso, ela não deve ser encarada como verdade “absoluta” por ninguém.

10 – Unbreakable Tie (Persona 2: Innocent Sin PSP)


Persona 2 (PS1/PSP) é sem dúvidas o jogo mais complexo da franquia Persona. Para se ter noção, a história era tão ambiciosa para época que teve que ser dividida em duas partes: Eternal Punishment e Innocent Sin. Quando a Atlus portou o jogo para o PSP, ela teve o árduo desafio de honrar o legado do clássico RPG com uma nova música de abertura. Felizmente, as expectativas foram excedidas com “Unbreakable Tie”, que capturou perfeitamente o clima melancólico, escuro e “confuso” do jogo com uma composição instigante que mistura rap com outros gêneros musicais.

9 – Long Way (Persona 4)


A última Dungeon de Persona 4 (PS2) é um dos maiores pontos altos de toda a aventura. O jogador passou por um “longo caminho” até chegar ao “verdadeiro culpado”, mas será que ele tem tanta culpa assim? Enquanto a trama se aproxima do seu clímax, a faixa que nos acompanha durante o calabouço derradeiro faz um ótimo trabalho em representar os sentimentos distorcidos, porém dolorosamente realistas, do seu dono.

8 – Invitation to Freedom (Persona Q2: New Cinema Labyrinth)


Os Spin-offsPersona Q” tem como tema o crossover entre o elenco de protagonistas da franquia. Dentro das batalhas, as músicas são inspiradas respectivamente no estilo musical de um título específico da série. Na última versão do spin-off para 3DS, Persona 5 recebeu um tema que presta uma linda homenagem aos ladrões fantasmas. Com uma pegada de jazz noir, “Invitation to Freedom” brinca com os motifs musicais presentes no material de inspiração e se apresenta como um dos temas de batalha mais empolgantes.

7 – When the Moon’s Reaching Out Stars (Persona 3)


Não sei vocês, mas eu só aceito dar um “rolê” pelo shopping se for escutando essa música. “When the Moon’s Reaching Out Stars” é o tema que acompanha o protagonista enquanto ele anda e conversa com os amigos pela cidade de Iwatodai. Aproveitar cada momento da vida e fazer o melhor uso do seu tempo são os temas principais de Persona 3 (PS2) e, também, desta música. Transbordando uma sensação de esperança, essa melodia agradável é praticamente uma versão japonesa de “Deixa a vida me levar” do Zeca Pagodinho.

6 - Road Less Taken (Persona Q2: New Cinema Labyrinth)


Goste ou não, a abertura de Persona Q2 (3DS) é um show de animação e estilo. Inspirada em um musical da Broadway, a música é o evento principal da apresentação. Os responsáveis por “Road Less Taken” juntaram todos os principais cantores da franquia para compor um verdadeiro “Dream Team”. Como não poderia deixar de ser, o resultado conquistou os fãs e provou ser tão bom quanto o esperado.

5 – Maya’s Theme (Persona 3 FES)


Maya Amano é uma personagem recorrente apenas em Persona 2, mas o seu tema musical recebeu uma grande atualização em Persona 3 FES (PS2). A faixa, que antes era enérgica e positiva para combinar com a personalidade da Maya, recebeu um tom mais lento e melancólico na sua versão para o Persona 3. No fim, a mudança de ritmo acabou casando perfeitamente com a linda melodia do original.

4 – Reach Out For The Truth – Arena Version (Persona 4: Arena)


Otimista e divertida, a música de batalha de Persona 4 apresenta as mesmas características do título em que debutou. Os vocais da versão original grudam fácil em qualquer um, mas apenas o remix feito para o jogo de luta Persona 4 Arena (PS3/X360) consegue extrair o potencial máximo dessa composição. Mais rápida e frenética, essa versão se encaixa mais naturalmente com o clima das batalhas.

3 – Mass Destruction (Persona 3)


OH YEAH! DADARADAN BABY BABY DARADADAUM… Ops! Me perdoe, mas é praticamente impossível não ficar cantarolando isso depois de jogar Persona 3. “Mass Destruction” é sem nenhuma dúvida um dos temas de batalha mais chicletes de toda a história dos RPGs. A obra prima do cantor “Lotus Juice” dificilmente enjoa e sempre cumpre a promessa de animar o clima das batalhas do Tartarus de maneira estilosa.

2 – Pull the Trigger (Persona Q2: New Cinema Labyrinth)


A protagonista feminina de Persona 3 Portable (PSP) passou muito tempo fora dos holofotes até a sua volta triunfal em Persona Q2. Pelo menos a espera valeu a pena, principalmente porque a sua música de batalha no jogo de 3DS é um colírio para os ouvidos. “Pull the Trigger” define com perfeição as características da personagem com uma melodia feliz e otimista, mas séria ao mesmo tempo.

1 – Memories of You (Persona 3)


Infelizmente não há como explicar a qualidade dessa música sem entrar na zona de spoilers. “Memories of You”, ou “Kimi no Kioku” em japonês, é o grandioso tema que toca nos créditos finais de Persona 3. Mais do que uma melodia ou simples composição, para muitos fãs ela representa o fim de uma “outra vida”.

Persona, acima de tudo, é uma franquia sobre amizades. Apesar de ser apenas um jogo de videogame, é impossível não se conectar com algum personagem ao longo da jornada. Na minha opinião, nenhuma outra mídia consegue representar uma relação humana tão perfeitamente quanto Persona. Tudo que define uma amizade está aqui: conversas, risadas, discussões, apoio emocional nos momentos difíceis e muito mais. No fim de tudo, eles realmente parecem ser “reais”.

Parece ser bobo e infantil, mas se despedir de todas essas amizades ao som de “Memories of You”, ou qualquer outra música de encerramento de um Persona, é uma experiência que marca, e ainda vai marcar, a vida de muitas pessoas. Aproveite ao máximo todos os momentos que passar com os seus amigos. Seja na vida real, ou no jogo. “Memento Mori”.

Menção honrosa: Shin Megami Tensei 1: Battle Theme (SNES)


Shin Megami Tensei não é muito bem um Persona, mas é a franquia que originou praticamente tudo que encontramos no seu “irmão mais popular”. Criado nos berços do Nintendinho e do Super Nintendo, "SMT" é muito mais adulto e complexo do que Persona. Além de ser extremamente difícil, a franquia discute a fundo com temas como religião, moral e liberdade.

Dito isto, não há nada melhor para representar essa franquia do que uma música que condensa o enorme clima de tensão que envolve a série. A música de batalha de Shin Megami Tensei 1 é tão tensa que poderia ser o tema do chefe final de qualquer outro jogo. A música deixa claro que qualquer deslize em uma luta aleatória pode ocasionar o fim da humanidade. E acredite, isso vai acontecer muitas vezes.

Revisor: Pedro Franco

é um estudante de jornalismo que sonha em poder noticiar o anúncio de Half-Life 3. Apaixonado por jogos e pela Nintendo desde criança, também ama esportes e pretende escrever um livro sobre o assunto no futuro. É capaz de colocar todos os episódios de Neon Genesis Evangelion em um abrigo anti-nuclear apenas para nunca correr o risco de esquecer eles. Pode ser encontrado endeusando a Capcom no Facebook, Steam e Twitter.

Comentários

Google
Disqus
Facebook