Top 10

Os 10 Pokémon mais fortes de Hoenn

Continuando a série dos 10 melhores de cada região, vejam se Hoenn consegue se sobressair em meio a tantos Pokémon abaixo da média.


Um marco importante na franquia Pokémon, a região de Hoenn trouxe muitas mudanças que definiram um curso para as regiões que estariam por vir. Tivemos a inclusão das batalhas em dupla e, com elas, ganhamos vários pares de pokémon como Zangoose e Seviper, Plusle e Minun, sobrou até para as duas líderes do ginásio da cidade de Mossdeep, Tate e Liza, com Solrock e Lunatone, os únicos líderes com esta característica até então. Além disso, outros pokémon foram apresentados, proporcionando novas experiências para os treinadores por serem característicos dessa região. Muitos deles são incrivelmente fortes, como Salamence e o conhecidíssimo Metagross, membro mais forte da equipe de Steven, o campeão da liga local. Entretanto, uma região que possui 135 pokémon não pode limitar-se a ter apenas dois como destaques, o que é dificil, levando em consideração que metade dos pokémon dessa lista não passam dos 500 pontos totais de base. Sempre há aqueles que se sobressaem na região, por serem tão fortes quanto os dois monstros citados anteriormente ou por serem relevantes na história principal. Por isso, não iremos considerar os pokémon Super, Lendários e Mega Evoluções, deixando a disputa um pouco mais justa.
Antes de começarmos, gostaríamos de dizer que esta lista foi feita com base na nossa opinião, e que pode variar de pessoa para pessoa. Sem mais delongas, eis os 10 Pokémon mais fortes de Hoenn. Desejamos uma boa leitura a todos!

Critérios

Para montarmos uma lista coesa, os critérios de qualificação foram:
  • Bases dos stats dos jogos atuais, logo, todos os ajustes realizados até Sun e Moon foram considerados;
  • Adição e/ou alteração do(s) tipo(s) em virtude das fadas na sexta geração;
  • O movepool, que é a quantidade de golpes que o pokémon pode aprender, seja por “Level Up”, TMs, Egg Moves e Move Tutors;
  • Opções de habilidades disponíveis, sejam elas naturais do pokémon ou as chamadas “Hidden Abilities”
  • O desempenho do pokémon contra outros que fazem a mesma função, por terem capacidades similares ou equiparadas.

#10 Gardevoir

É com aperto no coração que começamos a lista com este magnífico pokémon. Na sexta geração, foram-nos apresentadas as fadas para equilibrar o jogo. Recebendo o segundo melhor tipo do jogo, a Gardevoir mereceu seu lugar na lista. Sério, não tem para ninguém depois dessa mudança. Nem a Elite Four pode pará-la. Aliás, todos os membros da Elite são afetados por ela, que agora possui uma cobertura de dano neutra magnífica. Com bases altas de Special Attack e Special Defense, é uma das muitas forças que a região de Hoenn pode apresentar. Porém, sua Speed deixa um pouco a desejar e, ainda que possua uma grande habilidade em sua forma base, sua forma mega é extremamente superior e dificilmente a veremos em sua forma base.

#9 Sharpedo

Ofensivamente, o Sharpedo tem tudo para ser um pokémon ainda mais brutal do que parece. O tubarão torpedo de Hoenn foi agraciado com dois tipos que se completam a ponto de causar, pelo menos, dano neutro em todos os pokémon de sua região. Se considerarmos seu excelente movepool em ambos os lados, temos mais um diferencial entre os demais pokémon com a mesma característica, tornando-se uma máquina de derrubar adversários. Entretanto, suas defesas são praticamente inexistentes, e mesmo tendo uma habilidade que pune atacantes físicos, o mais fraco Tackle pode pôr um fim em sua trajetória. Assim como o Manectric, o Sharpedo tornou-se dependente de sua forma mega para causar mais impacto nas lutas, logo, pode ser superado por outros pokémon que fazem o mesmo, só que melhor.

#8 Absol

Sabemos o que estão pensando: outro pokémon que depende da forma mega, blá-blá-blá e letras miúdas. Só que esse não é o caso. O Absol é um bom pokémon sem sua forma mega, até porque seu movepool lhe permite causar um impacto significativo graças à combinação de Swords Dance + Super Luck + Night Slash, proporcionando um golpe potente com muita chance crítica e poucas resistências. O que pesa para o bom uso do Absol é sua Speed, que não acompanha seu feroz Attack. Ainda, seu movepool conta com muitas opções que aproveitam seu Special Attack, que não é seu melhor atributo.

#7 Exploud

Por ter a mesma base de Attack e Special Attack, o Exploud pode utilizar um moveset misto, tornando-o um pokémon com um potencial destrutivo altíssimo, ainda mais porque seu tipo é capaz de causar dano neutro em 16 dos 18 tipos e, com isso, poucos podem vê-lo atacar mais de duas vezes. Isso porque sua Hidden Ability, Scrappy, permite que ele possa atacar os pokémon fantasmas com seus golpes STAB, causando um estrago ainda maior no time adversário. Entretanto, por ser lento, normalmente irá receber um golpe antes de poder utilizar as armas de seu vasto arsenal, sendo assim sua durabilidade está comprometida contra times ofensivos. Nada que um Trick Room bem colocado não possa ajudá-lo, não é mesmo?

#6 Medicham

Não se deixem enganar por seus baixos stats. O Medicham é um verdadeiro monstro, não só de bolso. Sua habilidade, Pure Power, dobra instantaneamente seu Attack e, com isso, seu pico de poder é absurdo logo de cara. Se colocarmos os itens Choice Band e Choice Scarf na balança, podemos ter um poderoso atacante capaz de destruir quase tudo à sua frente ou um atacante rápido que causa um bom dano e surpreende seus oponentes. Só que tudo isso tem um preço: stats baixos significam que golpes neutros podem prejudicá-lo demais, sem contar que, mesmo dobrando o Attack, seu Special Attack não teve a mesma sorte, logo, o Medicham é totalmente unilateral. Ah, e mesmo com Choice Scarf equipado, pokémon como Flygon, também conhecido por usar muito bem esse item, é naturalmente mais rápido e com isso pode impedir precocemente o Medicham de causar seu impacto.

#5 Flygon  

Acabamos de falar dele! E estaríamos falando até hoje, se não fosse por um tal de Landorus-Therian. Em seus tempos áureos na quarta geração, o Flygon era uma força dominante, capaz de rodar seu time com U-Turn, causar um dano razoável e ainda tinha algumas resistências usáveis na época. Porém, com a chegada de Black e White 2 (DS), seus dias de glória estavam acabados. Isso porque o passar das gerações deu ferramentas a outros pokémon, enquanto que o Flygon foi esquecido, meio que deixado de lado. Nem ganhando Dragon Dance fez com que ele voltasse aos holofotes, pois ainda que seja relativamente forte, seus stats não acompanham os outros dragões como Dragonite e Haxorus, que dispõem de melhores golpes, atributos e habilidades, ou seja, o Flygon é totalmente superado e não o veremos tão cedo nos holofotes.

#4 Swampert 

O melhor inicial da região, tanto em RSE como em ORAS, não poderia faltar nessa lista. Com apenas uma fraqueza, stats excelentes para um inicial e capaz de passar pelo modo história praticante sozinho, o Swampert é uma força a ser reconhecida em Hoenn. Chega a ser surpreendente o potencial que o peixe de lama (sim, ele é um peixe) possui dentre os demais pokémon da região, e tudo isso sem contar sua forma mega, que praticamente sela o Swampert como um excelente competidor. O que atrasa o Swampert, além de sua baixa Speed, é o fato de que, mesmo sendo extremamente dominante durante a história, possui fraqueza quádrupla às folhas e plantas da região, acrescenta-se a isso os pokémon capazes de nocauteá-lo pelo cansaço, como Milotic, que aguenta razoavelmente bem seus golpes, se recupera com Recover e drena lentamente a vida do Swampert com Toxic.

#3 Crawdaunt  

Mais um pokémon aquático na lista. Também, com a quantidade de água que tem no mapa, seria estranho se eles não fossem os mais dominantes. Com um Attack de dar inveja em muitos pokémon, o caranguejo sombrio ganhou diversas ferramentas com o passar das gerações. Com a chegada da quarta geração e a divisão de categoria, golpes como Crunch e Waterfall passaram a ser físicos e, com isso, o dano causado tornou-se absurdo. E não pensem que o Crawdaunt é somente físico: pegar seus oponentes de surpresa com Dark Pulse ou Ice Beam é com certeza uma das melhores sensações no mundo. O que estava bom ficou ainda melhor com a quinta geração e a chegada das Hidden Abilities, agraciando-o com Adaptability, dobrando o bônus de STAB (Same Type Attack Bonus) de 1.5 para 2x, ou seja, todos os golpes do mesmo tipo que ele ficam com o dobro da força. Não precisamos nem citar que ele aprende Dragon Dance, né? Aliás, precisamos sim. De fato, o Crawdaunt é poderosíssimo, só que com ressalvas: sua Speed é bem baixa, menor que a do Swampert para se ter uma ideia, ou seja, os principais pokémon dessa e de outras gerações podem dar um certo trabalho a ele. Ainda mais se mirarem em sua Special Defense, que podemos dizer ser seu “calcanhar de Aquiles”.

#2 Breloom

Spore. Breloom. Spore. Breloom. Duas palavras que no universo Pokémon são praticamente sinônimas umas das outras. É quase um avião sem asa ou fogueira sem brasa. Não dá para imaginar um Breloom que não tenha Spore. Só que não são só de esporas que se fazem os cogumelos. Poderosos Focus Punches disparados por trás de um Substitute também são sinônimos do cogumelo mais famoso de Hoenn. Essa combinação teve início na quarta geração e, desde então, é o pesadelo de muitos jogadores, inclusive deste que vos escreve. Quem nunca foi completamente devastado por esse pokémon, não sabe a dor que é ver seus companheiros caindo, um por um. O problema é que o Breloom “só” faz isso. Dificilmente veremos um moveset defensivo, pois seus stats não são lá grande coisa, com a exceção de seu Attack, que é apenas 11 pontos menor que os dois pokémon Super dessa geração. Sua Speed também não lhe ajuda em muitos cenários, pois times ofensivos normalmente contam com oponentes bem mais rápidos que ele, dificultando a estratégia que o envolve.

#1 Milotic 

Digam ‘oi’ para um dos pokémon mais bonitos já criados de todos os tempos (calma, Empoleon, você ainda impera em meu coração). Afinal, seu nome é a junção de “Milo”, referenciando a famosa escultura “Vênus de Milo”, sinônimo de beleza e um dos símbolos mais conhecidos da arte que este planeta possui, e do termo “Lotic”, ou em uma tradução livre Lótico, que significa águas em movimento. Tudo se encaixa per-fei-ta-men-te. Uma serpente é sinuosa, cheia de curvas, assim como um rio em movimento. Assim como Vênus e suas curvas. Junte tudo isso e o resultado não poderia ser menos do que foi apresentado. E não pensem que é somente porque o Milotic tem um “rostinho bonito” que está na primeira posição: competitivamente falando, a serpente marinha de Hoenn possui stats muito equilibrados, e inclusive, dos pokémon que poderiam ser considerados para a criação dessa lista, o Milotic é o que tem a maior somatória, totalizando 540 pontos. Seu movepool também é bom, com boas opções para combinações ofensivas ou defensivas, embora a segunda seja observada com maior frequência. Simplesmente magnífico. Como se tudo isso não bastasse, ainda é o pokémon mais forte de Wallace, líder de ginásio com maior destaque nessa região e que posteriormente desbancou Steven como campeão em Pokémon Emerald.

E se considerássemos tudo o que temos em Hoenn? 

#10 Slaking
#9 Mega Mawile
#8 Jirachi
#7 Deoxys
#6 Mega Metagross
#5 Mega Salamence
#4 Mega Blaziken
#3 Primal Kyogre
#2 Primal Groudon
#1 Mega Rayquaza

Sem surpresas por aqui. Alguém aí pensou que seria muito diferente disso? Hoenn é a região que, segundo a história de ORAS, deu início às Mega Evoluções e, com isso, a grande parte de seus melhores pokémon possui uma forma além dos limites, incluindo também Groudon e Kyogre, que por si sós já são assustadores.

Menções Honrosas

Ainda que a região de Hoenn seja, tecnicamente, um pouco inferior às duas gerações anteriores, pokémon como Aggron, Blaziken, Manectric, Ludicolo, Shiftry e Ninjask teriam seu lugar ao sol (ou chuva, afinal, estamos em Hoenn!), contudo, não foi dessa vez. Nem mesmo os remakes puderam dar a eles o que lhes era necessário. Até porque os membros oficiais também receberam uma ajudinha, eliminando a competição de forma brutal.
Concordam com essa lista? Acham que um determinado pokémon deveria estar em outra posição? Sentiu falta de algum monstrinho? Ou então essa lista não vale nada porque não tem Mega-Rayquaza? Mande sua opinião nos comentários com os porquês de sua escolha. A próxima região visitada será Sinnoh (a melhor de todas), que terá com certeza uma lista que irá abalar as estruturas do Spear Pillar e quem sabe, até do Distortion World... Ansiosos? Não percam a próxima!
Revisão: Jhonatan Rodrigues
Referências: Bulbapedia

Formado em Sistemas de Informação e atualmente trabalhando com Integração entre Sistemas, Victor Carreta é fã de Pokémon desde os oito anos de idade, quando teve o primeiro contato com a franquia em seu Game Boy Color e desde então, são mais de 20 anos de alegria. Fanático por vídeo-games, gostaria de poder jogar mais tempo do que trabalha. Começou a tomar gosto por escrever quando estava caçando notícias sobre jogos da Nintendo e por acaso, acessou um tal de Nintendo Blast. Enquanto não está escrevendo, pode ser encontrado pela região de Sinnoh, torcendo por um remake dessa geração, que é a melhor de todas.

Comentários

Google
Disqus
Facebook