Hands-on

Heave Ho (Switch) traz a divertida maluquice da Devolver Digital para o co-op de festa

O Nintendo Blast foi convidado a experimentar o game em evento da distribuidora e traz suas primeiras impressões.


Comidas, bebidas, quatro controles, uma TV, muita gritaria e risadas. Esse é o típico cenário de uma noite de jogos de festa com os amigos. Não por acaso, esse foi o mesmo clima da demonstração do game Heave Ho, disponibilizada na Devolver BBQ, um evento em comemoração aos 10 anos da Devolver Digital que aconteceu em São Paulo no último dia 12 e que contou com a presença do Nintendo Blast. Com lançamento para o Nintendo Switch marcado para o próximo dia 29 de agosto, o título promete ser daqueles que, apesar de quase acabar com amizades, coloca um sorriso no rosto de todos.


Nele, quatro jogadores controlam personagens que são somente rostos com braços. Com o analógico, controla-se a direção dos membros. Com os gatilhos, fecha-se cada uma das mãos, segurando-se naquilo que está próximo, seja uma plataforma ou outra mão. Esses são todos os controles necessários para que esses seres cumpram seu objetivo: vencer um nível cheio de obstáculos e precipícios sem fim, se pendurando e se lançando de plataforma em plataforma, para chegarem todos vivos no ponto final.


Porém, para que isso aconteça, os jogadores devem trabalhar juntos e descobrir a melhor maneira de alcançar essa meta. Será que a forma mais eficiente é todos se darem as mãos para alcançar aquela plataforma distante? Ou será que, enquanto um personagem segura na plataforma, todos devem se balançar e se jogar juntos rumo à linha final? Não importa a estratégia escolhida: o resultado serão muitas mortes e muitas gargalhadas.

Nossa experiência com o jogo começou antes mesmo de colocarmos as mãos nos controles. Entre os demais jogos disponíveis para teste no local, como Carrion, Metal Wolf Chaos XD e My Friend Pedro, esse era, de longe, o mais aclamado entre os convidados. Só assistir aos outros jogando já era divertido. Todos ao redor do telão ficavam apreensivos vendo os grupos planejarem suas rotas de ação, torcendo para que o plano do momento desse certo. Em questões de segundos, os personagens já tinham caído no precipício e explodido em muitas cores diferentes, enquanto todos nós ríamos das tentativas frustradas.

Na hora de jogar, é possível perceber que chegar ao final não é uma tarefa fácil. Os personagens têm uma física similar à de ragdoll, ou seja, quicam e giram com muita facilidade. Se segurar nas plataformas é essencial para sobreviver, mas os braços se mexem com bastante rapidez. Além disso, como nosso bichinho fica de ponta cabeça e em várias posições diferentes durante o caminho, é fácil esquecer qual gatilho controla qual mão. Junte tudo isso para perceber que os controles foram desenhados para estimular o caos.


A diversão está justamente em seu lado cooperativo. Esse é um jogo que incentiva as pessoas a conversarem umas com as outras. Em nossa sessão, gritos de “solta a mão”, “balança”, “vou soltar, hein” e “não, soltei a mão errada” eram os mais comuns. Os gráficos super coloridos e os efeitos sonoros cartunescos davam graça às nossas quedas. E chegar ao fim do nível depois da enésima tentativa trazia uma enorme satisfação. Não importa a situação, estávamos sempre sorrindo.

O game também traz seu humor de maneira um pouco peculiar. Durante o nível, um camelo/cavalo pode passar na frente, obstruindo a visão, ou um pássaro pode fazer suas necessidades fisiológicas em cima das plataformas. Os personagens podem ser customizados com fantasias que possuem referências que vão de David Bowie e seu Ziggy Stardust até Solid Snake. E, entre um nível e outro, de repente, surge um minigame de dança com os braços no estilo de Mario Party e seus joguinhos estilo “mestre mandou”.


No geral, Heave Ho é um forte candidato a estar lado a lado com os melhores jogos de festa para Switch, como Super Mario Party, Jackbox Party Pack e Overcooked 2, e a facilidade de se jogar com os Joy-Con tornam o console um ótimo sistema para o título. Agora, é aguardar o lançamento no dia 29 de agosto e preparar a próxima game night.

Revisão: Vinícius Fernandes
Teste feito em evento a convite da Devolver Digital

Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)

Comentários

Google
Disqus
Facebook