Top 10

Unova — Os 10 Pokémon mais fortes da quinta geração

Inspirada na primeira geração dos monstrinhos de bolso, quais seriam os Pokémon que desequilibram a balança em Unova?

Aqui estamos novamente com a série de matérias sobre os 10 Pokémon mais fortes! Agora, o palco é a região de Unova, velha conhecida dos treinadores. Quando as versões Black/White (DS) foram lançadas em 2011 para o Nintendo DS (nossa, faz quase 10 anos), muito se falou sobre o novo padrão do jogo.

Se você não se lembra, durante a campanha principal dessas versões, era possível encontrar somente os novos Pokémon daquela geração, ou seja, nomes como Gengar, Scizor, Metagross e Empoleon só estavam disponíveis após o término da história. Com isso, criamos certo apreço pelos Pokémon dessa região, que não são poucos, já que sua Pokédex é a mais populosa de todas, contando com 156 registros, cinco a mais do que a primeira. Sendo assim, é natural que alguns Pokémon sejam mais fortes do que outros e são as escolhas mais utilizadas pelos treinadores.

Dentre todos esses Pokémon que podemos encontrar em Unova, uma coisa é certa: há 10 deles que são os mais ferozes e mais poderosos, deixando os outros bem acanhados, quase como se tivessem recebido o golpe Scary Face. Por isso, resolvemos separar aqueles que se destacam, sendo que as velhas regrinhas ainda estão valendo: Pokémon classificados como super (600 pontos de base total), lendários, míticos e mega evoluções ficam de fora, a fim de que a lista não seja exclusivamente composta por Pokémon com essas características. Boa leitura!

Critérios

Para montarmos uma lista coesa, os critérios de qualificação foram:

  • Bases dos stats dos jogos atuais, logo, todos os ajustes realizados até Pokémon Sword/Shield foram considerados;
  • O movepool completo do monstrinho, ou seja, a quantidade de golpes que o Pokémon pode aprender, seja por Level Up, TMs, TRs, Egg Moves e Move Tutors;
  • Opções de habilidades disponíveis, sejam elas naturais do Pokémon ou as chamadas Hidden Abilities;
  • O desempenho do Pokémon em relação a outros que fazem a mesma função por terem capacidades similares ou equiparadas.

#10 Serperior

Historicamente, o tipo GRASS não é conhecido por ser uma potência ofensiva. Claro, há exceções e uma delas é a forma final do Pokémon inicial dessa geração: Serperior. À primeira vista, seus stats não chamam  atenção, muito menos o seu movepool, que é muito limitado. Com apenas um tipo, a Serperior tinha tudo para ser um fracasso competitivamente, já que também não é uma boa escolha para se fazer a campanha dos jogos.

Entretanto, a Game Freak tinha uma carta na manga e decidiu lançá-la no momento exato. Um dos temas da quinta geração era os sonhos dos Pokémon, que na época poderiam ser levados para um portal na internet chamado Dream World — se você se lembra disso é porque está ficando meio velhinho. Brincadeiras à parte, o mundo dos sonhos se tornou realidade para Serperior, que concedeu a ela uma ferramenta muito, mas muito forte: a habilidade Contrary.

Intencionalmente ou não, aquilo que era considerado ruim passou a ser um dos Pokémon mais dominantes do cenário de Single Battles, pois em apenas um turno, a batalha poderia virar de uma forma sem precedentes. Se você não entendeu, a gente explica: todas as alterações nos atributos da Serperior são invertidos, ou seja, se ela receber o golpe Defog, ao invés de perder evasiva (evasiveness) na verdade a serpente de grama ganha evasiva. 

Dessa forma, uma ferramenta ofensiva que antes era utilizada como último recurso passou a ser sua principal arma. Estamos falando do golpe Leaf Storm, que normalmente reduz o Sp. Attack em dois níveis,mas que por conta da habilidade, ela acumula dois níveis. Se seu movepool fosse um pouco melhor, certamente sua colocação acompanharia, mas não podemos ter tudo na vida, não é?

#9 Chandelure

Todo Pokémon do tipo GHOST sonha com um segundo tipo para poder causar ainda mais destruição. Nosso querido candelabro de Unova não só foi agraciado com o tipo FIRE como também possui uma das maiores bases de Sp. Attack de Pokémon não lendários do jogo. Deu para ver que pouca coisa o Chandelure não é. Inclusive, no Pokémon Day de 2020, ele foi o Pokémon mais votado da região de Unova com 50,943 votos, tornando-se o 18º mais votado no geral.

Como dissemos antes, seu Sp. Attack é pra lá de excelente, podendo chegar a 427 pontos no melhor dos cenários. Sua Speed também é acima da média e, ainda que não seja o mais rápido, não é dos mais lentos. Suas defesas são boas para um Pokémon ofensivo, permitindo aguentar um golpe ou dois caso não seja super efetivo. Seu movepool conta com golpes fortes como Flamethrower, Shadow Ball, Energy Ball, Dark Pulse e Overheat.

Seu ponto fraco também é justamente um de seus maiores trunfos, o tipo FIRE. Ter fraqueza contra o Stealth Rock não é uma boa coisa, afinal, perder 25% de HP toda vez que entra em campo limita muito seu potencial ofensivo. Ainda, sua Speed deixa a desejar em alguns momentos, pois Pokémon como Haxorus e Volcarona são capazes de ultrapassá-lo e causar um grande dano com seus golpes de cobertura.

#8 Bisharp

Quando olhamos para o Bisharp, não acreditamos que esse Pokémon é capaz de feitos incríveis. Entretanto, basta algumas batalhas para vermos que a lâmina dupla de Unova é um Pokémon extremamente poderoso quando bem utilizado. Seu Attack é incrível e ainda pode aumentar através de um Swords Dance, nocauteando times ofensivos com certa facilidade.

Sua habilidade, Defiant, dobra seu Attack cada vez que o Bisharp recebe uma redução em qualquer atributo, seja por Intimidate de um Gyarados ou após seu colega receber um Max Darkness. Ou seja, não adianta correr que o bicho pega e se ficar, o bicho come. Ainda que seja um Pokémon lento, há uma ferramenta em seu movepool que garante umas boas risadas e um sentimento de frustração no adversário: seu nome é Sucker Punch.

Se você nunca passou por um jogo mental como esse durante sua jornada, que use Rock Throw agora. É impressionante o potencial que esse Pokémon tem de penetrar nossas mentes a ponto de não sabermos o que ele vai fazer. Será que ele vai usar Swords Dance? Ou vai usar Sucker Punch?

O problema disso tudo é que o Bisharp possui uma combinação de tipos que não lhe favorece defensivamente, pois os tipos DARK e STEEL quando combinados são alvos de outros tipos ofensivos, como FIGHTING (inclusive x4) e GROUND. Ainda, por ser um Pokémon relativamente lento, outros mais rápidos e que não são tão suscetíveis ao Sucker Punch podem nocauteá-lo com certa facilidade.

#7 Conkeldurr

A “cópia” do Machamp está presente nessa lista por motivos óbvios: 140 pontos de base de Attack não é para qualquer um, ainda mais se somarmos isso à habilidade Iron Fist, que aumenta o poder de golpes de punho, uma das especialidades do Conkeldurr. Mas não pense que é só isso: sua outra habilidade, Guts, ignora a redução de Attack em virtude do BURN e ainda aumenta esse atributo em 50%, permitindo que ele “absorva” condições negativas por seus colegas.

Como todo Pokémon clássico do tipo FIGHTING, sua força física é avassaladora, o que reflete em suas altas bases de Defense e HP, transformando o Conkeldurr em um tanque de guerra. Em virtude disso, combinações como Substitute + Focus Punch podem ser problemáticas para equipes mais defensivas, afinal de contas, seus Subs ultrapassam a marca dos 100 pontos, ou seja, golpes como Seismic Toss que causam dano com base no nível, não quebram a barreira, portanto, o golpe Focus Punch pode ser carregado e usado com extrema segurança.

Embora seja uma ameaça ofensiva e tenha seu valor defendendo, todo Conkeldurr faz apenas uma coisa: atacar fisicamente seus oponentes. Com isso, Pokémon que são extremamente defensivos podem absorver seu dano, recuperá-lo se for o caso e fazer com o que o Conkeldurr ande em círculos. Por mais que sua habilidade acrescente dano em golpes de punho, seu poder é de certa forma baixo, em torno dos 75 pontos, logo, Pokémon mais “truculentos” podem aguentá-los e devolver muito dano, especialmente se utilizarem o Sp. Attack, já que o lutador não aguenta muitos golpes dessa natureza.

#6 Reuniclus

Na maioria das vezes que enfrentamos um Reuniclus não estamos preparados para lidar com esse Pokémon. É impressionante. Como pode um Pokémon como esse acabar equipes inteiras? O segredo está em sua habilidade: Magic Guard. Além de não sofrer com o dano passivo causado por golpes como Leech Seed ou o efeito de BADLY POISON causado pelo golpe Toxic, a perda de vida do item Life Orb é ignorada, ou seja, temos um aumento de 30% no dano sem perder os 10% de vida.

A partir disso, o Reuniclus possui um dano base muito alto, amparado por sua excelente base de Sp. Attack. Entretanto, há uma segunda “árvore” que ele pode seguir e funciona como um tanque ofensivo, ou seja, aguenta alguns golpes e ainda consegue devolver muito o dano recebido. Um de seus principais movesets consiste em acumular Calm Mind e recuperar sua vida perdida com Recover. Por conta do efeito de sua habilidade, não há dano passivo e portanto, parar um Reuniclus +3 por exemplo não será uma tarefa fácil.

Por “sorte” o Pokémon célula é extremamente lento e está suscetível aos golpes dos adversários que poderão nocauteá-lo antes dos acúmulos, como a Durant, por exemplo, que possui vantagem contra o tipo PSYCHIC por ser do tipo BUG, e ainda mira da Defense do Reuniclus, um de seus piores atributos.


#5 Jellicent

Temos aqui o clássico exemplo dos Pokémon caracterizados como “bulky water”. Os monstrinhos dessa categoria, além de serem do tipo WATER, claro, são muito defensivos e conseguem influenciar tanto em uma partida que chegam a ser mais importantes do que o principal Pokémon ofensivo de um time.

O ponto-chave para o poder de Jellicent está em seu segundo tipo, GHOST. Com a combinação Will-o-Wisp + Hex, o dano causado é muito grande e, o melhor, não tem a necessidade de se utilizar de Effort Points ou uma Nature que viabilize o Sp. Attack. Tudo isso se soma às suas bases incríveis de defesa (100/70/105) e o torna um Pokémon extremamente perigoso de se jogar contra.

Seu principal objetivo é absorver o dano para sua equipe enquanto drena lentamente a barra de vida de seus oponentes com a combinação Toxic + Recover. Ainda, golpes como Scald também figuram seu moveset, já que o efeito secundário desse ataque é causar o efeito de BURN, reduzindo o Attack do oponente enquanto ativa o dano dobrado de Hex.

#4 Haxorus

Símbolo de força bruta em sua região, o Haxorus é o típico Pokémon do tipo DRAGON capaz de varrer equipes, estejam elas preparadas para lidar com o machado ou não. Virtualmente, todo Pokémon que não possui resistência ao seu golpe de STAB (Same Type Attack Bonus) será nocauteado em um ou, no máximo, dois ataques. Sua base de Attack é de 147 pontos, ou seja, no melhor cenário possível, temos um Pokémon — não lendário ou pseudo, diga-se de passagem — com 432 pontos em Attack.

Se fosse só isso já estava bom, só que ele também pode aprender dois golpes que aumentam suas capacidades ofensivas em níveis astronômicos: Dragon Dance e Swords Dance. É, parece que esse machado curte um swing. Enquanto o primeiro remedia sua Speed de certa forma baixa para um Pokémon dessa natureza, o segundo dobra seu Attack, permitindo que Pokémon extremamente defensivos como Ferrothorn ou até mesmo Jellicent sejam derrotados facilmente. Veja alguns cálculos de dano dessa máquina chamada Haxorus:

+2 252+ Atk Mold Breaker Haxorus Close Combat vs. 252 HP / 252+ Def Ferrothorn: 374-442 (106.2 - 125.5%) -- garantindo OHKO

+2 252+ Atk Mold Breaker Haxorus Outrage vs. 252 HP / 252+ Def Jellicent: 424-501 (104.9 - 124%) -- garantido OHKO

Poderíamos parar aqui, mas o show tem que continuar. A cereja do bolo fica por conta de sua habilidade, Mold Breaker, cancelar a do adversário. Dessa forma, ele pode utilizar tranquilamente o golpe Earthquake contra um Eelektross, já que o Levitate da enguia elétrica é cancelado.

No entanto,em tudo são flores na vida de Haxorus: sua Sp. Defense é relativamente baixa e constantemente visada pelos adversários, ainda mais porque suas principais fraquezas, ICE e FAIRY, utilizam golpes dessa categoria. Ainda, sua Speed pode comprometer em certos confrontos por não ser consistente o bastante para justificar todo seu potencial ofensivo, dependendo de um turno para usar Dragon Dance, abrindo assim suas defesas.

#3 Ferrothorn

Divisor de águas na quinta geração, esse Pokémon se mostrou uma excelente adição à coleção de qualquer treinador e ainda é um dos mais formidáveis para se utilizar em batalhas competitivas, seja em Singles ou Doubles. O Ferrothorn possui dois tipos, GRASS e STEEL, e embora pareça uma combinação estranha, por assim dizer, é uma das melhores que esse jogo já viu. Sua habilidade, Iron Barbs, causa dano no adversário que faz contato físico, ou seja, mesmo tendo fraqueza para o tipo FIGHTING, poucos golpes desse tipo são da categoria Special.

De fato, suas fraquezas são marcantes e sua Speed praticamente não existe. Entretanto, o Ferrothorn consegue ser um dos melhores Pokémon independentemente de tudo isso. Suas defesas são formidáveis e permitem que este Pokémon seja tanto uma parede física quanto especial, ou até mesmo mista, dependendo da necessidade do time. Contando com golpes de suporte como Thunder Wave e Spikes, certamente o veremos com frequência. É impressionante o potencial que esse Pokémon possui, sendo uma das peças mais importantes de uma equipe, sem dúvidas.

Mas, não pense que o Ferrothorn é somente defesa pura. Seu Attack não é de se jogar fora e, quando utilizado de forma ofensiva sob os efeitos de Trick Room, torna-se tão assustador quanto um Haxorus. Ostentando golpes como Power Whip, Gyro Ball — que inclusive se beneficia de sua baixa Speed — e Body Press não o subestime: o Pokémon espinho de ferro causará muita dor de cabeça.

#2 Excadrill

O que dizer do Excadrill? Esse Pokémon foi feito para brilhar. Durante os jogos da quinta geração, houve uma guerra entre os climas e um deles, em particular, a Sandstorm, se provou uma das melhores por conta de sua estrutura geral e porque contava com a toupeira metálica para acabar com os adversários. Contando com dois tipos, GROUND e STEEL, o Excadrill utiliza como poucos essa combinação e sem sombra de dúvida um dos Pokémon mais perigosos do jogo.

Sua habilidade, Sand Rush, dobra sua Speed sob o efeito da Sandstorm por tempo “infinito”, ou seja, só acabava se o adversário trocasse essa condição. Dessa forma, o Excadrill é uma ameaça constante, já que é capaz de ultrapassar todos os Pokémon enquanto sua habilidade está ativa. Nem mesmo um Aerodactyl equipado com Choice Scarf (591) ultrapassa um Excadrill na Sandstorm (604).

Como se isso não fosse o bastante, seu Attack era relativamente alto mesmo com a Nature positiva para a Speed e ele ainda pode utilizar Swords Dance para dobrar seu Attack. Ou seja, se não houvesse uma forma de remover a tempestade de areia, era praticamente uma partida perdida.

Em Doubles, a coisa fica ainda melhor, pois o ativador entra em campo junto com a toupeira, concedendo o bônus imediatamente, sem a necessidade de trocar de Pokémon, impedindo assim que o adversário remova tal condição.

#1 Volcarona

Não é à toa que a mariposa de fogo é o Pokémon na posição de mais forte da região de Unova. Até o campeão, Alder, tem como Pokémon característico a Volcarona. Sua combinação de tipos, BUG e FIRE parece não ser das mais ortodoxas porém, quando passamos para o competitivo, aí a coisa muda de figura. Com bases excelentes de Sp.Attack, Sp.Defense e Speed, a Volcarona é um Pokémon extremamente assustador e pode, num piscar de olhos acabar, com uma batalha.

Considerado um dos melhores golpes de boost do jogo, Quiver Dance aumenta o Sp. Attack, Sp. Defense e Speed em um nível e, olha que engraçado, são justamente os atributos que fazem da Volcarona esse monstro poderosíssimo. Ao aumentar esses três, em 90% dos casos, a partida está selada, pois basta apenas um turno livre para que possa aumentar suas capacidades e vencer o jogo.

Todavia, a Volcarona é sim capaz de causar um bom dano mesmo sem utilizar Quiver Dance, pois seus golpes possuem uma potência incrível, especialmente seus STABs. Como cobertura temos ainda Giga Drain, Psychic e até Hurricane. Em Doubles, o golpe Rage Powder redireciona o ataque do adversário para a Volcarona e, com isso, garante que seu companheiro não seja alvejado, enquanto Heat Wave é uma fonte consistente de dano em ambos os adversários.

Infelizmente há uma falha na Volcarona: sua fraqueza quádrupla para Stealth Rock. Perder 50% de sua vida toda vez que entra em campo é algo inimaginável para um Pokémon que depende de sua barra de vida para aguentar um turno, poder acumular Quiver Dance e destruir o jogo. Ainda, sua defesa física e HP mediano podem ser explorados facilmente pelos oponentes. Mesmo conseguindo ativar a sua habilidade, Flame Body, pode ser tarde demais.

E se considerássemos tudo em Unova?

Em outra hipótese, valendo tudo, a quinta geração dos monstrinhos de bolso pode oferece o seguinte ranking:

#10 Meloetta
#9 Hydreigon
#8 Victini
#7 Thundurus
#6 Terrakion
#5 Keldeo
#4 Tornadus-Therian
#3 Kyurem-White
#2 Landorus-Therian
#1 Genesect

Em vista das outras listas, esta parece ser bem mais equilibrada, já que a única mega evolução da geração pertence ao Audino que, vamos combinar, ele não chega nem perto da Meloetta. As primeiras três posições são inegáveis, uma vez que todo o kit desse trio Pokémon são praticamente perfeitos.

Menções Honrosas

Nomes como Darmanitan, Krookodile, Braviary, Mienshao, Zoroark, Emboar e Escavalier poderiam figurar na lista principal, porém, algumas falhas - grandes até - limitam esses Pokémon a ponto de serem facilmente ultrapassados por uma dos membros do Top 10, que podem exercer seu papel com eficácia.

E então, gostou da lista? Concorda com ela ou algum outro Pokémon de Unova poderia aparecer como mais forte? Deixe sua opinião nos comentários e vamos debater sobre o tema. Estamos nos aproximando de Kalos, a sexta geração, que possivelmente será a mais fácil de classificar em termos de força, dado o número reduzido da Pokédex. Ficou curioso? Então fique ligado e até mais!

 Revisão: João Pedro Boaventura


Fã de carteirinha dos monstrinhos de bolso desde os oito anos de idade, teve seu primeiro contato com a franquia no Game Boy Color e desde então, são mais de 20 anos de alegria. Fanático por vídeo-games, gostaria de poder jogar mais tempo do que trabalha.


Disqus
Facebook
Google