Nintendo detalha desenvolvimento de emulador de GameCube para Super Mario 3D All-Stars (Switch)

Subsidiária europeia da gigante japonesa falou sobre as tecnologias empregadas para trazer Super Mario Sunshine (GC) ao console híbrido.

Super Mario Sunshine Super Mario 3D All-Stars

Entre as novidades apresentadas pela coletânea Super Mario 3D All-Stars (Switch), está o relançamento inédito de Super Mario Sunshine (GC). Pela primeira vez, o jogo foi disponibilizado para outra plataforma, contando com resolução Full HD e suporte a widescreen. A subsidiária europeia da Nintendo, Nintendo European Research & Development (NERD), publicou um texto em seu site detalhando como foi produzir o emulador de GameCube que trouxe o jogo de 2002 ao Switch.


De acordo com a NERD, uma série de truques de otimização tiveram que ser feitos para emular o microprocessador do GameCube no hardware do Switch. A companhia também utilizou deep learning — um tipo de machine learning que coloca os algoritmos para reconhecer imagens, objetos e outros conteúdos de maneira não linear, simulando redes neurais do cérebro — para aprimorar a resolução das cutscenes do game.

Confira o texto publicado pela NERD:
"A tecnologia de emulação do Nintendo GameCube, própria da NERD, foi usada em Super Mario 3D All-Stars para trazer Super Mario Sunshine ao Nintendo Switch.

Um dos maiores desafios foi emular o antigo, mas poderoso MPU (microprocessador) do Nintendo GameCube no processador customizado do Switch: vários truques de otimização foram necessários para fazer com que o game rodasse em sua velocidade máxima.

Além disso, a NERD trabalhou com o time de Super Mario 3D All-Stars em vários recursos para dar um toque moderno a Super Mario Sunshine. Isso inclui renderização 16:9 HD, vínculos de controle atualizados para uma experiência ideal com os Joy-Con e outros... Os vídeos do jogo também foram aprimorados para HD usando o motor de deep learning próprio da NERD.

Aproveitando as semelhanças entre as arquiteturas de hardware do Nintendo GameCube e do Wii, a NERD também apoiou os esforços de portabilidade de Super Mario Galaxy ao fornecer tecnologias de emulação de áudio e gráficos."
A NERD já é conhecida por desenvolver tecnologias para a Big N, sendo responsável pelo emulador de Nintendo DS para Wii U, pelos emuladores de NES e SNES usados em seus respectivos Classic Editions — incluindo suporte ao chip Super FX — e pelo sistema que permitiu jogos de Wii na eShop do Wii U.

A subsidiária também produziu sistemas que usam a câmera infravermelha do Joy-Con direito em jogos como Ring Fit Adventure (Switch) e Nintendo Labo (Switch) e ajudou a criar o 3D superestável do New Nintendo 3DS.


Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)


Disqus
Facebook
Google