Furukawa, Miyamoto e outros executivos da Nintendo falam sobre seus jogos favoritos

Durante sessão de perguntas e repostas de seu último encontro com investidores, os líderes da Big N comentaram um pouco sobre seu histórico com games.

Shuntaro Furukawa Shigeru Miyamoto

O presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, o diretor representativo, Shigeru Miyamoto, e demais executivos da companhia participaram, na última quinta-feira (01), do 81º Encontro Anual Geral de Acionistas da empresa. Além de abordar questões relativas ao futuro da Big N, a reunião teve um momento menos formal para a mesa diretora, que teve a oportunidade de falar quais são seus jogos favoritos.


De acordo com o documento traduzido em inglês, publicado nesta segunda-feira (05), a solicitação inusitada veio de um acionista que queria conhecer cada diretor "como pessoa". Confira a tradução das respostas dadas pelos representantes da Nintendo:
Pergunta: Pessoas com cargos importantes na Nintendo deveriam pelo menos gostar de games, mesmo que não tenham as habilidades para criar jogos. A fim de conhecer cada candidato a diretor como pessoa, gostaria de saber sobre seus jogos favoritos.

Shuntaro Furukawa (diretor representativo e presidente): Super Mario Bros. foi lançado quando eu estava no terceiro ano do Ensino Médio, então eu estava bem no meio da geração do Famicom (NES). Até hoje, em meus momentos privados, eu jogo vários games, tanto da Nintendo quanto de outras companhias. Gostaria que os outros candidatos respondessem a essa pergunta na medida que puderem.

Ko Shiota (diretor, diretor executivo sênior): Como o Sr. Furukawa, eu fui parte da geração Famicom e cresci com o NES e o SNES. Estou encarregado de hardwares agora, mas eu mexo com hardware e tenho tido interesse em como as coisas funcionam desde então. Isso provavelmente explica por que eu gravito para jogos como o nosso recente produto Mario Kart Live: Home Circuit, o qual jogo com meus filhos.

Shinya Takahashi (diretor, diretor gerente executivo sênior): Estou encarregado de todos os nossos softwares first-party, então é difícil escolher um jogo em detrimento a outro. Mas o primeiro jogo no qual estive envolvido quando entrei na Nintendo foi Yuyuki para o Family Computer Disk System. É um jogo de aventura menos conhecido, mas ele me marcou como o primeiro título em que estive envolvido.

Shigeru Miyamoto (diretor representativo, fellow): Basicamente, eu tendo a jogar os jogos que eu criei, então eu não fui muito influenciado pelos jogos de outras companhias. Dito isso, o primeiro jogo que me influenciou quando comecei a trabalhar com desenvolvimento de jogos foi PAC-MAN, e de uma perspectiva de design, acho que TETRIS é maravilhoso. Atualmente, estou vidrado em Pokémon GO. Esse jogo, que estou jogando com minha esposa, é o sonho realizado de jogar um game com toda a minha família. Eu tenho desfrutado jogar Pokemon GO com minha esposa e com amigos da vizinhança já faz dois anos. A pessoa média que joga Pokémon GO no Japão etá provavelmente nos seus 60 anos (risos).

Satoru Shibata (diretor, diretor executivo sênior): Eu gosto de jogos de aventura e recentemente terminei Famicom Detective Club: The Missing Heir e Famicom Detective Club: The Girl Who Stands Behind para o Nintendo Switch. Na minha época, eu realmente amava jogar Onigashima para o Family Computer Disk System. Estou encarregado da divisão de licenciamento, o que serve como ponto de contato com publicadoras de software e eles também têm muitos jogos de aventura dos quais eu aproveito.

Furukawa: Eu jogo a maioria de nossos jogos first-party, mas recentemente eu tenho jogado muito o jogo de cartas Hanafuda em Clubhouse Games: 51 Worldwide Classics.
Nas declarações, os executivos são referidos como candidatos. Isso aconteceu pois, nesta reunião, os investidores votaram a permanência dos diretores da Nintendo em seus cargos. Todos foram aprovados.

Fonte: Nintendo

Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Twitter (@DanielMorbi) e no Instagram (@daniel.skm)


Disqus
Facebook
Google