Top 10

Especial de Halloween 2021: confira lista com jogos de tirar o sono de qualquer um

Depois de conferir esta lista, você não vai querer mais dormir com as luzes apagadas.

em 30/10/2021
corpse party 2021 switch

É chegada a época mais aterrorizante do ano. Depois de um mês de preparações para o Halloween, finalmente é hora de curtir a data. Enquanto uns se divertem em festas à fantasia, pregando peças e pedindo doces de porta em porta, nós preparamos uma seleção de jogos disponíveis no Nintendo Switch para a data não passar batida para os gamers de plantão.

10. Slender: The Arrival (2019)

Se você não se lembra de Slender Man, aquela lenda urbana (e que logo virou meme, cá entre nós) criada por Eric Knudsen, este survival horror refrescará sua memória. Slender: The Arrival é uma releitura do conto macabro desse ser sobrenatural e sua história inédita promete derreter os nervos de aço do jogador mais corajoso.

slender the arrival switch

9. Amnesia: Collection (2019)

Coletânea com três jogos da série Amnesia — The Dark Descent, A Machine for Pigs e Justine —, este bundle 3-em-1 coloca o jogador na pele de um protagonista que não pode fazer nada além de correr de verdadeiros pesadelos. A visão em primeira pessoa deixa as coisas ainda mais aterrorizantes e cria uma imersão capaz de fazer qualquer um confundir realidade e fantasia.

amnesia collection switch

8. Among the Sleep — Enhanced Edition (2019)

Se você tinha medo de algo quando criança e costumava abraçar o travesseiro ou algum bichinho de pelúcia para tentar se proteger, Among the Sleep revive essa sensação da maneira mais assustadora possível. Se do ponto de vista de uma criança até uma sombra pode ser um monstro prontinho para devorá-la, este misto de aventura com puzzle em primeira pessoa promete abalar o psicológico de quem acha que videogame é coisa de criança.

among the sleep enhanced edition switch

7. Dead by Daylight (2019)

Quando um de nós é o assassino, só nos resta tentar escapar com vida de suas garras. Dead by Daylight, mesmo com alguns problemas de performance no Switch, promete uma assustadora experiência multiplayer, especialmente por conseguir transportar toda a tensão da jogabilidade existente nos outros consoles para o híbrido da Nintendo.

dead by daylight switch

6. Bendy and the Ink Machine (2018)

Não se deixe enganar: o visual de desenho animado dos anos 1930 não deixa as coisas menos assustadoras. Inclusive, a proposta de Bendy and the Ink Machine é justamente tentar destruir toda a memória afetiva que temos dos cartoons enquanto o jogador tenta sobreviver em meio a puzzles e outros obstáculos — tudo isso em primeira pessoa.

bendy and the ink machine switch

5. Doki Doki Literature Club Plus! (2021)

Mesmo com quatro anos de vida, Doki Doki Literature Club continua como uma referência de quebra da quarta parede. A versão Plus!, lançada este ano para Switch e demais plataformas, expande a experiência (perturbadora, vale dizer) que a visual novel proporciona com a adição de conteúdos extras desbloqueáveis, especialmente as side stories. Ou seja, motivos para não revisitar o Clube de Literatura — e questionar (ainda mais) sua existência no mundo — não existem.

doki doki literature club plus switch

4. Famicom Detective Club (2021)

Depois de três décadas de espera, The Missing Heir e The Girl Who Stands Behind, jogos que compõem a duologia Famicom Detective Club, foram reformulados e disponibilizados para o resto do mundo. Mesmo que não sejam tramas de terror propriamente ditas, o mistério e suspense nesses dois títulos, além de reviravoltas de tirar o fôlego, são o bastante para pegar o jogador desprevenido nos momentos certos.

famicom detective club the girl who stands behind switch

3. Fatal Frame: Maiden of Black Water (2021)

Versão remasterizada do jogo originalmente lançado para Wii U, Fatal Frame: Maiden of Black Water utiliza o sensor giroscópico do Switch para reproduzir o controle do GamePad e manter a imersão já presente e bem-estabelecida no Wii U. Além de toda a tensão (e claustrofobia) do lançamento original, a remasterização adiciona um novo modo, o Snap Mode, e também novas roupas para as personagens. Tudo isso, claro, com aquela repaginada no visual, agora condizente com a geração atual de consoles.

fatal frame maiden of black water switch

2. Corpse Party (2021)

Em pleno 2021, Corpse Party já se tornou um cult de terror mundo afora e, com sua chegada ao Switch, nada mais justo que incluí-lo nesta lista. Com gráficos melhorados em relação às versões anteriores, este port também conta com novos capítulos e personagens e exploram ainda mais o aterrorizante universo da Escola Primária Heavenly Host.

corpse party 2021 switch

1. Layers of Fear: Legacy (2018)

Layers of Fear ainda continua sendo uma das melhores sugestões de jogos de terror psicológico para o Nintendo Switch. O título se destaca pela imersão proporcionada enquanto são desvendados os mistérios por trás das obras de arte do protagonista sem nome — tudo isso em primeira pessoa, aumentando ainda mais a agonia no decorrer da trama.

layers of fear legacy switch

Um pouco mais diversificada que a do ano passado — que ainda vale como sugestão —, a lista deste ano conta com quatro jogos lançados em 2021. Talvez jogadores multiplataformas já tenham experimentado todos os títulos desta matéria, mas quem sabe a portabilidade do Switch traga novas sensações durante a jogatina? 

Por experiência, digo que não é uma boa ideia jogar Corpse Party antes de dormir...

Revisão: Thais Santos

Também conhecida como Lilac, é fã de jogos de plataforma no geral, especialmente os da era 16-bits, com gosto adquirido por RPGs e visual novels ao longo dos anos. Fora os games, não dispensa livros e quadrinhos. Prefere ser chamada por Ju e não consegue viver sem música. Sempre de olho nas redes sociais, mas raramente postando nelas. Icon por 0range0ceans
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.