Jogos de N64 no Nintendo Switch Online terão suporte a 60 Hz na Europa

Jogos selecionados no serviço terão a opção de display a 50 Hz, padrão europeu nos anos 1990.

Nintendo Switch Online Nintendo 64

A Nintendo of Europe confirmou, por meio de uma publicação em seu Twitter nesta segunda-feira (11), que todos os jogos de Nintendo 64 inclusos na versão europeia do serviço Nintendo Switch Online + Expansion Pack terão suporte a taxa de atualização de 60 Hz. Nesta frequência, os títulos poderão ser jogados em inglês. Games selecionados também terão a opção de display original na região, a 50 Hz, com múltiplos idiomas disponíveis.


Anunciada durante o Nintendo Direct de setembro, a inclusão de jogos de Nintendo 64 chamou a atenção de fãs da Europa. Jogadores notaram que as imagens apresentadas pela Big N na transmissão do Velho Continente aparentavam mais lentas do que na versão americana. Com isso, surgiu a especulação de que os títulos clássicos estariam rodando a 50 Hz, o padrão europeu dos anos 1990.

Na época, o sistema de codificação de vídeo NTSC (usado na América do Norte e no Japão) era capaz de rodar games a uma taxa de 60 Hz. No entanto, o sistema PAL (usado na Europa) limitava a atualização das telas a 50 Hz. Com isso, era comum que jogos europeus fossem mais lentos em relação aos seus equivalentes norte-americanos, tanto em termos de gameplay quanto de música e gráficos.

No entanto, com o tempo, televisores europeus passaram a suportar 60 Hz, colocando todas as versões de títulos na mesma velocidade em diferentes continentes. Com o anúncio da Nintendo of Europe, espera-se que as versões em 60 Hz sejam as norte-americanas, enquanto que as em 50 Hz sejam as lançadas originalmente na Europa.

O Nintendo Switch Online + Expansion Pack será lançado no final de outubro. Além de títulos de Nintendo 64, assinantes poderão aproveitar uma coleção de jogos do SEGA Mega Drive. Seu preço ainda não foi anunciado.


Jornalista, analista de mídias e entusiasta de games desde que jogou Pokémon Azul no Game Boy Color nos anos 90. De lá para cá, tenta aproveitar ao máximo todos os consoles no pouco tempo que a vida adulta permite. Se não está escrevendo para o Blast ou demorando anos para zerar um jogo, está no Facebook e no Instagram (@daniel.skm)


Disqus
Facebook
Google