Perguntas dos Leitores

N-Blast Responde #225: Zeebo; Aerostar; Metroid: Other M e mais

Confiram toda a minha sabedoria com as melhores perguntas enviadas no meu site. Leia tudo ou... PEDRALITY! ¬¬'


Boing-oing! Olá, galere pedrástica! Todos comeram muita Pizza hoje? Sim, é o Dia da Pizza. Hoje você pode esquecer do regime, aproveitar o rodízio e comer a noite toda para ficar com uma cintura igual à minha! XD Mas antes, confira toda a minha coluna, pois temos perguntas sobre Pokémon Bank, Metroid: Other M, Aerostar, Kirby de DS, Dragon Quest, Zeebo e mais.

Pedra, o que acontece se a assinatura do Poké Bank acabar e ele estar com Pokémons salvos nele? Eles serão perdidos ou ficarão “guardados” até que a assinatura seja paga novamente?
Anônimo "Bankeiro" da Silva
Sim, os Pokémon ficam guardados por um tempo, mesmo que você não renove a assinatura imediatamente (isso vale também pra quando o período de uso gratuito termina). Esse período não está determinado (possivelmente eles variem), mas já ouvi de pessoas que ficaram por 6 meses sem usar e os Pokémon foram mantidos. Em todo caso, notificações são enviadas quando o período está por terminar, então é bom ficar atento… porque se esse período expirar, aí sim, os monstrinhos são enviados eternamente para o limbo.

Pedra, tem jogo de Kirby para Nintendo DS?
Gabriel Taranto e Kirby nas duas telas
Sim! Existem 4 jogos do Kirby pro DS:

Kirby: Canvas Curse (2005);
Kirby Squeak Squad (2006);
Kirby Super Star Ultra (2008);
Kirby Mass Attack (2011).
Muito Kirby nessa ed. da Revista NB.
Oh pedra! Wueria sanar minhas dúvidas com você, queria saber se compensa comprar um 2DS? Já tive um 3DS normal é um 3DS XL. Na sua fabulosa grandiosidade Pedrastica, vc acha que compensa?
Diego Batista de Brito e o 2DS
Quando você diz que “já teve” esses outros dois modelos, significa que você não os têm mais? E que não tem nenhum 3DS atualmente? Se for esse mesmo o caso… vale a pena só se você realmente quiser ter um 3DS novamente e quer fazer isso pelo menor custo possível, já que o 2DS é o modelo mais barato, por abrir mão do efeito 3D e de ter uma estrutura mais simples. Mas se você realmente quer um 3DS, não vejo porque você teria se desfeito de seus anteriores… o que me leva a supor que você ainda os têm (pelo menos o XL) e quer saber se vale a pena ter um 2DS também. Nesse caso, com certeza não. Não, porque trocar para um 2DS seria um retrocesso, já que apesar dele ter sido lançado depois, ele tem menos recursos, como eu já falei. Foi feito apenas como alternativa para quem quer gastar menos e não se importa com o efeito 3D. Se você quer dar um upgrade no seu 3DS, então considere comprar um New 3DS.


Olá pedra belamente polida, você se lembra de um jogo para GB chamado Aerostar (é um shooter vertical)? O que aconteceu com ele e quem fez? Acho que é um dos melhores shooters antigos. Se algum Dragon Quest vier pra cá, vale a pena, como funciona o sistema de batalha?
charinzardon, o Pokémon gamer
Sim, lembro. O jogo Aerostar era um shooter legal dentre as opções do Game Boy, mas no gênero em geral ele não tinha muito de inovador ou chamativo e por isso acabou não fazendo muito sucesso. Ele foi desenvolvido e publicado pela empresa que então era chamada Vic Tokai e que na época desenvolveu vários jogos, embora nenhum muito conhecido. Atualmente a empresa ainda existe, mas ela abandonou o mercado de games para focar no mercado de telecomunicações e hoje é conhecida como Tokai Communication Inc. Por esse motivo, podemos imaginar que as chances desse jogo ser relançado no Virtual Console são praticamente nulas.
Não, isso não é a Lua, são os gráficos do Game Boy original! xD
Quanto aos jogos de Dragon Quest, praticamente todos são localizados para a região americana, o que acontece é que eles sempre são lançados primeiro no Japão. Um dos mais recentes, por exemplo, que é o remake de Dragon Quest VIII por enquanto só foi lançado no Japão, mas a previsão é de que a versão americana chegue ainda este ano. Mas outros anteriores, como Dragon Quest IX (DS), existem em inglês também. Eles são ótimos jogos e valem muito a pena sim, desde que você goste do estilo JRPG bem tradicional: inimigos randômicos, batalhas por turnos, ambientação medieval… se você gosta disso, os jogos da série Dragon Quest são um prato cheio.


PEDRA!!!!!, ATÉ QUANDO VAI CONTINUAR IGNORANDO MINHA PERGUNTA SOBRE Metroid: Other M SER TÃO POLEMICO!!!!!!!!!!!!!, EU NÃO VOU SER IGNORADO DESSA VEZ!!!!!!!!!!!!!!
max Wilson (revoltado ao MÁXimo)
Olá amigo max revoltado! Como eu sempre digo, infelizmente não tenho como responder todas as perguntas, então algumas acabam ficando pra trás, mesmo quando feitas novamente. Mas como você pode ver, valeu a pena insistir, pois cá estou respondendo a questão que te atormenta, hehe…

O principal causador de polêmicas de Metroid: Other M é a forma como os desenvolvedores elaboraram a personalidade da Samus. Se você conhece a série Metroid, deve saber que até então Samus Aran – a personagem principal – sempre seguiu o estilo de pouca personalidade. Como em vários outros títulos da Nintendo, os jogos da série Metroid nunca tinham tido muita história e, como consequência, a personalidade da Samus era deixada mais para a imaginação do jogador (ora, no primeiro Metroid nem sequer sabíamos que estávamos controlando uma mulher até o fim do jogo!).

E, se tratando de uma caçadora de recompensas, que sempre trabalha sozinha em planetas hostis, enfrentando as mais terríveis ameaças sem hesitar, todos os fãs a imaginavam como alguém determinada e que não se deixava controlar pelas emoções. Em Other M, entretanto, a equipe do Team Ninja decidiu caprichar na história e trabalhar mais na personalidade da Samus… só que o que acabou acontecendo é que eles mostraram uma Samus frágil, hesitante e até submissa, e isso foi o que causou o desgosto de muitos fãs. Isso é particularmente notável pelo fato da Samus precisar de autorização superior para usar os recursos de sua armadura. Sem dúvida foi uma forma que os desenvolvedores encontraram para justificar a mecânica de ir ganhando novos poderes sem ter que recorrer ao clichê de fazer a protagonista perder os upgrades em um incidente no começo do jogo, e em outro jogo poderia até ter funcionado muito bem… mas no caso de Metroid, ninguém conseguiu engolir bem o fato da Samus esperar autorização de uma pessoa superior para usar um upgrade da armadura, ainda mais em situações onde a sua vida estava em risco.

Enfim, a série realmente está tendo vários contratempos ultimamente. Depois de Other M, ficamos muito tempo sem nada de novo na série e, agora que um jogo foi anunciado, ele também já está sendo alvo de grandes críticas. Estou me referindo, claro, ao Metroid Prime: Federation Force, que foi anunciado nesta última E3 para ser lançado no 3DS. As reclamações desta vez são que a Samus ficou totalmente de escanteio para dar lugar a soldados genéricos em um jogo focado em multiplayer cooperativo, coisa que nunca foi associado aos jogos da série. Bom, pode ser ainda que o jogo acabe nos surpreendendo quando for lançado, mas por enquanto parece que ainda teremos que ficar esperando pela volta de Metroid aos seus tempos de glória…


Pedra pedrerosa, ouvi algo a respeito de Diddy Kong Racing 2 para Wii U, você tem alguma novidade para me informar?
Ganon (querendo correr com Diddy)
Sim, há um tempo começaram a circular algumas fofocas sobre Diddy Kong Racing 2, que estaria sendo desenvolvida pela Retro Studios. Inicialmente diziam que o jogo – assim como Super Smash Bros. – teria versões pra Wii U e 3DS, mas fofocas mais recentes dizem que o projeto foi movido para o futuro console da Nintendo, por enquanto chamado de NX e que ambos (jogo e console) seriam lançados em 2016. Tudo isso até que faz sentido… a Retro tem estado quieta ultimamente, pelo qual imaginamos que estejam trabalhando em algum projeto não anunciado. E eles foram os responsáveis pelos jogos mais novos da série Donkey Kong e deram uma mão para a Nintendo em Mario Kart 7 (3DS), então faz sentido que eles fossem os responsáveis pelo novo jogo de corrida da série. Também é sensato acreditar na decisão de mover para o novo console, já que seria um excelente jogo para acompanhar o lançamento.

O que ainda é um pouco mais difícil de acreditar é que o NX vá ser lançado no ano quem vem sendo que ele ainda nem foi mostrado. Mas, quem sabe, né? Em todo caso, lembre-se que nada desta informação toda foi confirmado oficialmente, não passam de rumores e pode muito bem acontecer desse jogo nem sequer existir de verdade.

Pedra o que é o Zeebo e por que fracassou?
Mr. Alface(ebo)
O Zeebo é um console de videogames brasileiro, criado em cooperação de várias empresas de diferentes países. A ideia era criar um console barato, para um público alvo que normalmente não teria condições de comprar consoles e jogos. Para isso, o console foi criado com conexão 3G gratuita e jogos exclusivamente em mídia digital, entre estes ports de jogos existentes e também exclusivos do console. Parece ótimo, não? E no papel poderia até ser, mas o resultado foi um fiasco. Com o preço reduzido em mente, o console acabou se tornando extremamente fraco. Os poucos jogos que foram lançados para ele ou eram ports de jogos muito antigos  – como Quake – ou eram ports horríveis de jogos existentes – como Resident Evil 4. E os prometidos exclusivos? Apenas imitações baratas de jogos muito melhores, como a versão pobre do Wii Sports, o Zeebo Sports.

Bom, tudo isso não seria tão ruim se o preço do console fosse bem baixo, como era a intenção, certo? Afinal, pra quem não consegue nem sonhar em ter um console atual, mesmo esses jogos já poderiam significar bastante diversão. Mas o tal “preço barato” veio no valor de absurdos R$599 na época do seu lançamento, pouco menos do que se podia pagar por um PS2 na época. Não é nenhuma surpresa que esse preço tenha sido resultado das infames e ridículas taxas brasileiras e apenas muitos meses depois é que conseguiram reduzir para R$299,  valor que originalmente planejava-se para o lançamento. A essas alturas a pouca atenção que o console tinha conseguido gerar já tinha sido perdida e daí pra frente o Zeebo foi apenas afundando na cova, ainda mais com a grande explosão de games para smartphones e tables, que acabaram se tornando a alternativa “barata” para jogar games. A empresa chegou a anunciar que estava trabalhando em um novo console, usando tecnologia Android, com previsão de lançamento em 2012. Obviamente, a data passou e não vimos nenhum Zeebo 2… e considerando o fracasso do primeiro, não é de se surpreender.


É isso aí galera pedrástica, o N-Blast Responde por ora acabou. Você pode conferir outras respostas e mandar perguntas no site do N-Blast Responde para eu demonstrar toda a minha sabedoria. Elas serão respondidas, talvez até esclarecidas, e as melhores aparecerão aqui na semana que vem!
Pedra (Gossip Stone) pode ser encontrada em Hyrule, em Termina Field, no no site do N-Blast Responde e semanalmente na sua coluna de perguntas e respostas. Gosta de fofocar e de compartilhar (se gabar) de sua sabedoria. Odeia ser explodida, detesta o Link e sonha em estrelar um jogo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais