Developers: Eiji Aonuma

Nascido no Japão em 1° de janeiro de 1963, Eiji Aonuma, também conhecido por Eiji Onozuka, é considerado um dos maiores designers de gam... (por Jaime Ninice em 01/01/2013, via Nintendo Blast)


Nascido no Japão em 1° de janeiro de 1963, Eiji Aonuma, também conhecido por Eiji Onozuka, é considerado um dos maiores designers de games de todos os tempos, fama esta que conquistou após o seu sucesso com a série The Legend of Zelda. Após comemorar os 25 anos da franquia em que mais esteve à frente e obteve sucesso, conheça mais sobre este grande game designer, responsável pelo contínuo desenvolvimento do mundo de Link, e que promete ser o futuro ícone principal da Nintendo.



Durante a infância, Aonuma se interessava em especial pelas artes. Sempre gostou de criar coisas manuais e dentre suas atividades mais satisfatórias inclui-se fazer bonecos de madeira e desenhar. Seu principal sonho era criar um boneco tal como Astro Boy. Isto talvez explique os eventos futuros pelos quais o designer iria passar, seu gosto pelos recursos físicos, mas que foi guardado pela farta experiência apaixonante como criador de games.

Carreira Promissora


Eiji Aonuma na GDC 2004
Aos 25 anos, Eiji Aonuma se formou em Design na Tokyo National University of Fine Arts and Music, no ano de 1988. Com especialização em Movimento de Figuras Mecânicas,  no mesmo ano realizou uma entrevista em uma das maiores produtoras de tecnologia e entretenimento existentes até então (e ainda hoje), a gigante japonesa Nintendo. Tão logo, viera a tornar-se membro desta empresa - contratado como Designer Gráfico – no mesmo ano.

Aonuma, feliz com o sucesso
No início de sua carreira, Aonuma costumava criar sprites para jogos do Famicom (versão japonesa do NES), como Mario’s Open Golf, e, a partir de sua personalidade e liderança, conseguiu se situar bem entre os grandes nomes da empresa, entre eles o lendário Shigeru Miyamoto, que o conheceu em sua primeira entrevista.

Um detalhe interessante é que, na época de seu início na empresa, o console da moda era o Famicom e Aonuma nunca havia pensado em trabalhar com games. Ao realizar a entrevista na Nintendo, pensava em trabalhar com design de produtos, porém, foi surpreendido quando Miyamoto o convidou para trabalhar como designer de personagens. Eiji Aonuma foi aprendendo a gostar ainda mais da profissão que se encarregara e a se integrar ainda mais no universo dos games a partir de então.

Marvelous, inpiração em ALttP
Um de seus primeiros grandes trabalhos foi com o título Marvelous: Mōhitotsu no Takarajima (“Marvelous: Another Treasure Island”, em inglês), lançado apenas para o Super Famicom. Este jogo de RPG/Ação, produzido pela equipe Research & Development 2 (R&D2), possuía um ambiente em que várias características de games como EarthBound e Final Fantasy, além da forte inspiração em Zelda: A Link to the Past, estavam presentes. Sua trama envolvia piratas em grandes aventuras, com interessantes puzzles em um mundo marítimo e de exploração na busca por tesouros. O game, lançado apenas no Japão, alcançou um grande sucesso, despertando a atenção de Miyamoto, que logo o chamou para trabalhar nos próximos jogos do então atual Nintendo 64.

The Legend of Aonuma


Clock Town - The Legend of Zelda: Majora's Mask
Seu primeiro grande projeto ao lado de Miyamoto foi como designer de templos de nada mais nada menos do que um dos maiores jogos de todos os tempos: The Legend of Zelda: Ocarina of Time. Após o enorme sucesso, e grande satisfação por parte de Miyamoto, Aonuma foi convidado a dirigir a produção do próximo título da franquia Zelda, o qual ganhou muita simpatia por todo o público que o jogou. Foi a vez de The Legend of Zelda: Majora’s Mask e seus enigmas e sidequests mágicos.

Resolvendo enigmas em Forest Temple
A partir daí, ele passou a ser confiado às produções e direções de outros títulos da franquia. Como fã da série desde antes de seu total envolvimento com ela, Aonuma pôde dar uma enorme contribuição, através de seu conhecimento, ligando fatos entre os títulos, revivendo nomes conhecidos aos personagens e localidades e adicionando historicidade e personalidade ao mundo de Zelda. Eiji Aonuma, em entrevista, havia revelado a existência de uma cronologia totalmente explicável sobre a saga, o que viria se confirmar com o livro “Hyrule Historia”, que já tem data de lançamento ocidental, dia 29 de janeiro.

Link navegando pelos grandes mares de The Wind Waker

Hobbies

Como de praxe, Aonuma possui alguns hobbies além de seus trabalhos como desenvolvedor da Nintendo. Itens indispensáveis para recarregar as energias de toda a produção criativa deste grande gênio. Vejamos alguns deles:

Comemorações dos 25 anos de Zelda
Música - Aonuma, em seus momentos de lazer e comemorações junto à empresa, participa também como percussionista da banda “The Wind Wakers”, tocando instrumentos latinos como bongôs, congas e tímpano. A banda, que já possui 16 anos de existência, é formada por funcionários da Nintendo que realizam seus concertos internos na empresa durante o ano.

Eiji Aonuma, o mestre

Cozinha - Outra de suas paixões é a arte de cozinhar. Aonuma se considera um ótimo Chef de cozinha e sua especialidade é um “prato de sopa japonesa com bolinhos de peixe”... Bom, se o prato for tão bom quanto sua habilidade no desenvolvimento de games, resta-nos pensar que Aonuma sabe mesmo como deixar um ser humano satisfeito!

Além disso, Aonuma gosta de passar grande parte do tempo com seu filho, ler livros e assistir a filmes, como uma pessoa normal.

Miyamoto e Aonuma celebrando o sucesso ao receber premiação
Aonuma e sua produção para DS: The Legend of Zelda: Spirit Tracks
Atualmente, Eiji Aonuma é Diretor e Produtor da EAD Software Development Group No.3, importante grupo de desenvolvimento de software da Nintendo.

Jogos em que participou


Revisão: Lucas Oliveira


*Essa Matéria foi publicada originalmente na Revista Nintendo Blast #27.
Jaime Ninice é cravista e mestre em música pela UFRJ. Sua paixão por games, eventos e revistas o levou a escrever e revisar artigos desde 2010. Hoje, além de participar do Nintendo Blast, é redator das publicações impressas sobre retrogames WarpZone. Pode ser encontrado no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook