Blast World Cup, a Copa do Mundo dos Videogames: Seleção da Nintendo

Confira no nosso especial as seleções das gigantes dos videogames para o maior confronto dos gramados digitais, a começar pela Nintendo.


E se a copa do mundo viesse parar nos videogames de um jeito diferente? 
A cada quatro anos as melhores seleções de futebol do planeta se enfrentam para definir a grande campeã mundial. Este ano o maior evento do futebol acontece aqui, no Brasil. O país para pra ver o desfile dos maiores craques de cada seleção. Convocados depois de fazer uma ótima temporada em seus clubes, esses craques mostram suas habilidades e se confrontam pelos nossos gramados em busca da glória do título.

Entrando no clima competitivo da Copa do Mundo, nós do Blast imaginamos uma disputa semelhante: Blast World Cup 2014, onde as gigantes dos videogames entrariam em campo em mais uma lendária disputa, mas desta vez valendo o título de melhor seleção de futebol dos games.


E para início de conversa, a Nintendo, tradicional empresa do mercado de jogos eletrônicos é a primeira a convocar seu Dream Team para a disputa. Contando com forte tradição nos esportes ao seu lado, a Big N possui um time fortíssimo nos gramados, com jogadores experientes e vencedores pelos clubes que passaram. Confira abaixo a lista de selecionados da Nintendo para a disputa da Blast World Cup 2014.

Goleiro: Bowser



Protegendo o gol nintendista, o “escolhido” foi o poderoso Bowser. Incrivelmente forte e mal encarado, o vilão do Reino dos Cogumelos é capaz de intimidar qualquer atacante rival apenas com seu olhar de fúria. O tamanho avantajado do vilão pode ser uma excelente arma para fechar o gol do time nesta competição. Sua experiência nos esportes é outro ponto a seu favor, assim como seu “bom” desempenho ao longo de toda a carreira, ,tornando-o dono definitivo da camisa número 1.

Lateral esquerdo: Pikachu



Na ponta esquerda do time da Nintendo, temos Pikachu. O camisa 6 da seleção tem como ponto forte a velocidade e força, características fundamentais para um bom lateral, principalmente quando é preciso apoiar as jogadas ofensivas da equipe. Além de atacar com velocidade, Pikachu pode voltar como um raio para recompor o sistema defensivo do time. Mesmo não sendo muito fã de uma redonda, o esquentadinho tem tudo para se destacar nessa copa, basta apenas ter cuidado com o temperamento forte quando for provocado.

Lateral direito: Wii Fit Trainer



Responsável pela ponta direita do campo, a Nintendo conta com o novato Wii Fit Trainer. O jogador é uma das novidades do time. Mesmo com pouca experiência, o lateral esquerdo tem como ponto forte um excelente preparo físico. Fruto de um exaustivo treinamento diário, seu desempenho lhe credencia para cobrir o setor lateral do campo, apoiando o ataque com força e velocidade e recompondo a defesa com a mesma eficiência quando o time perder a possa de bola. Focado, determinado e taticamente obediente, Trainer é o dono da camisa 2 da seleção.

Zagueiro: Donkey Kong



Para representar a defesa da Big N, Donkey Kong foi o selecionado. Grande e forte, o gorilão é um tipo clássico de defensor. Completo, o camisa 3 desta seleção é forte também no jogo aéreo e duro na marcação, o que lhe ajudará no combate contra os fortes atacantes adversários. Mantendo-se sempre em boa fase, nosso defensor conta com um excelente histórico em importantes competições. Vai ser difícil furar a defesa com esse gigante pelo caminho.

Zagueiro: Marth



Completando a zaga ao lado de DK e vestindo a camisa 4, Marth será o cérebro da defesa nintendista. O herói de cabelo azul usará toda sua inteligência para guiar o sistema defensivo do time, criando estratégias e jogadas que coloquem os atacantes em situação de impedimento e tenham suas principais jogadas anuladas antes mesmo de precisar entrar em confronto físico. Seu pensamento rápido e destreza serão fortes trunfos quando unidos com a força bruta do seu companheiro de defesa, fazendo desta zaga uma barreira quase intransponível.

Volante: Kirby



Compondo o meio de campo, fazendo a ligação da defesa com o ataque, a seleção da Nintendo contará com a versatilidade de Kirby, o camisa número 8. A bolota cor de rosa possui características únicas que podem definir uma partida. Seu poder de “absorver” as habilidades do adversário é uma excelente técnica para anular os meias, usando o ponto forte do inimigo a seu favor e criando um contra-ataque letal. Ainda pesa a seu favor a ótima fase que vive, mantendo-se bem desde o início de sua jornada pelos “campos”.

Volante: Charizard



Protegendo a defesa e cuidando da marcação, a Nintendo convocou um nome de peso para a copa. Charizard será o “dragão de caça” deste time. O experiente Pokémon será o responsável pela marcação dos meias do time adversário, caçando-os como um tradicional volante. Seu porte físico unido à sua incrível velocidade o coloca em condições de evitar os avanços inimigos com força e eficiência. Por ter surpreendido na sua última temporada, mostrando que é capaz de evoluir mesmo depois de tanto tempo em campo, Charizard é uma aposta pessoal do treinador. Por isso, o comandante deve saber quais estratégias usar para domar essa fera em campo e evitar que seu temperamento forte provoque lances mais violentos e consequentemente expulsões do camisa 5.

Meia-atacante: Link



O meio de campo da Nintendo conta com a presença de um dos mais completos jogadores da competição: Link. Dono de alguns títulos de melhor do mundo, o alfacinho é uma lenda dos campos. Habilidoso, versátil, atlético, alto, forte, ágil e altamente renomado, um dos armadores do time mantém um desempenho invejável. Sempre em alto nível, nunca decepciona e é responsável por jogadas memoráveis e decisivas. Já tendo mostrado que é capaz de superar qualquer obstáculo com maestria, Link é uma das maiores apostas para essa competição e veste a 7 da Nintendo.

Meia: Fox MacCloud



A raposa estelar é o jogador de confiança do treinador. Líder nato e acostumado a comandar importantes missões, a experiente raposa foi uma aposta pessoal do comandante. Longe dos campos nos últimos anos, parece que Fox vem retomando o bom desempenho do começo da carreira. Pronto para voltar de forma triunfal, o camisa 11 da Nintendo ajudará o meio de campo na criação e distribuição das jogadas ofensivas, além de marcar e cadenciar o jogo.

Atacante: Luigi



A camisa 9 vai para Luigi. O irmão do Mario será o responsável pelos gols do time da Nintendo. Depois de um temporada magnífica sendo protagonista, o bigode grosso carregará o manto sagrado nesta competição sem maiores dificuldades. Com um histórico de sempre ter sido o coadjuvante, Luigi chega com méritos para assumir o ataque. Bom de cabeça, atlético, alto e dedicado ao trabalho em equipe, mesmo quando isso lhe custa o protagonismo, o camisa 9 ainda conta com jogadas de pura sorte ao seu favor que normalmente acabam em gol. Seu faro para balançar as redes será posto em cheque nessa copa. Será que esse é o ano do Luigi?

Meia-atacante: Mario



A lendária camisa 10 é algo quase sagrado nos times de futebol, reservada àquele que tem as habilidades comparáveis, mesmo que de longe, com o rei dos gramados. Portanto, normalmente é dada ao melhor jogador do time, o mais habilidoso, goleador, driblador e famoso. No caso da Nintendo, não poderia ser ninguém menos do que ele, Mario. O mais famoso jogador do Reino dos Cogumelos é o astro do time. Suas habilidades transcendem os gramados. Com vasta experiência nos campos, Mario é um esportista de mão cheia. Já participou de vários campeonatos internacionais das mais variadas modalidades. Seu desempenho é impressionante, mantendo-se no topo por vários anos consecutivos. O camisa 10 é rápido, veloz, forte, fisicamente muito bem preparado, estrategista, goleador e salta como ninguém. Armador do time com possibilidades de chegar na frente para marcar, o gordinho Mario é a maior estrela desse time dos sonhos.

Treinador: Capitão Olimar



E para comandar esse esquadrão de estrelas é preciso sabedoria, paciência, estratégia e pulso firme. Portanto, o chefe dos Pikmin é, sem dúvidas, o mais indicado. Acostumado a comandar um exército de pequenas criaturas por planetas distantes e com escassez de recursos, Olimar é acostumado com situações adversas e a planejar as melhores estratégias para vencer. O treinador da Nintendo precisará, mais do que nunca, de sabedoria e estratégia para fazer este time encontrar a melhor maneira de vencer a copa.
E você, caro leitor, o que achou da seleção da Nintendo? Alguém ficou de fora? Quem vocês escalariam para as seleções rivais?
Revisão: José Carlos Alves
Capa: Gabriel Infante  

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook