Entrevista

Just Dance (Multi): Entrevistamos Antonino Pomilia, finalista italiano da Just Dance World Cup

O jogador que representará a Itália na próxima final mundial une a paixão pelo Just Dance com outras experiências ligadas à música.


A final da Just Dance World Cup está chegando. O evento, que será realizado no dia 30 de março em São Paulo, reunirá dezoito finalistas de vários países para decidir quem vai levar para casa o tão sonhado título de campeão mundial.


O Nintendo Blast já conversou com os campeões brasileiros Diegho San, Pamella Ribeiro e Tiago Silva, além dos finalistas que participaram de última final nacional do campeonato oficial da Ubisoft. Dessa vez, nossa entrevista é internacional: batemos um papo com Antonino Pomilia, que vai representar a Itália no mundial.


Nintendo Blast: Olá, Antonino. É um grande prazer realizar esta entrevista com você.

Antonino: Olá a todos. Meu nome é Antonino Pomilia e sou o campeão italiano do Just Dance. Tenho 22 anos, venho de Mazara del Vallo, na Sicília. Além de jogar Just Dance, minhas paixões incluem dançar com a minha equipe e tocar instrumentos, como violino e piano.

Nintendo Blast: E como foi o seu primeiro contato com o Just Dance?

Antonino: A primeira vez que eu joguei foi com o Just Dance 2. Eu tinha apenas 13 anos na época e estava com meus amigos da dança. Conheci o jogo, me apaixonei por ele e nunca mais parei de jogar. Como eu já fazia aulas de dança desde muito novo, o Just Dance foi para mim uma experiência bem natural.

Nintendo Blast: Então fazer dança te ajuda com as competições?

Antonino: Sem dúvidas. Como eu pratico desde pequeno, a minha relação com a dança me ajudou muito nas competições. Mas apenas ser um dançarino não garante a vitória, é preciso ir além e ter muita dedicação ao jogo.



Nintendo Blast: Quando veio a decisão de participar dos campeonatos?

Antonino: Eu vi por acaso informações na Internet sobre os eventos aqui da Itália para a Just Dance World Cup e me inscrevi imediatamente. Essa é a segunda edição do campeonato mundial que vou participar, e eu transformo minha paixão em garra pela competição.

As fases de qualificação para as finais foram maravilhosas. Participei do evento Just Dance Day, no ano passado, e da Semana de Jogos de Milão. Foi muito difícil porque todos que participaram foram muito bons e competitivos. E tudo está sendo uma das experiências mais bonitas da minha vida.



Nintendo Blast: Como está sendo a sua preparação para a grande final da Copa?

Antonino: Para o grande fine (grande final), criei uma playlist com todas as músicas que foram escolhidas para o evento. Eu tenho praticado todos os dias, mas muitas vezes, faço até os meus amigos as dançarem também.

Nintendo Blast: O Just Dance mudou a sua vida em algum aspecto?

Antonino: O Just Dance mudou muito minha vida. Através dele, conheci novos amigos e passei por muitas experiências novas. Principalmente representar a Itália no Brasil, algo que me deixa bastante tenso e ansioso. Mal posso esperar por este momento — que também será a primeira vez que irei ao país.



Nintendo Blast: O que passou pela sua cabeça ao se tornar o campeão italiano de Just Dance?

Antonino: No momento em que ganhei a final da Itália, eu não pude acreditar. Repeti várias vezes na minha cabeça "Isso é verdade?". Depois, no meu aniversário, minha família preparou um bolo para mim, escrito "Feliz aniversário, campeão". Foi bem fofo (risos).

Nintendo Blast: Como é a comunidade italiana de Just Dance?

Antonino: A comunidade de Just Dance daqui é muito participativa. Há bastantes eventos de vários tipos aqui na Itália que oferecem espaço para o jogo, e todos eles são fantásticos. Eu tento participar sempre que possível.

Nintendo Blast: Sobre os jurados, o que você acha que é necessário para conquistar os votos deles?

Antonino: Isso é muito importante, pois além de ser um jogo, trata-se de uma competição de dança. Acho que um bom dançarino deve saber como colocar suas emoções na dança e, ao mesmo tempo, executar os passos da coreografia corretamente.

Nintendo Blast: Quais são as suas expectativas para a final aqui no Brasil?

Antonino: Eu espero que seja uma experiência memorável e inesquecível. Também gostaria de dar um mergulho no mar e ir conhecer alguns pubs pelo Brasil (risos).



Nintendo Blast: Antonino, muito obrigado pelo seu tempo em bater esse papo conosco. Te desejamos boa sorte nas finais.

Antonino: Muito obrigado. Foi muito interessante e divertido, eu realmente adorei participar da entrevista.

Revisão: André Carvalho

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook