Conheça os modos de Super Smash Bros. Ultimate — Games & More

Afinal, é bem fácil ficar perdido em um jogo completo como esse.


Os jogos da série Smash Bros. geralmente são bem grandes e lotados de conteúdo. Cheios de opções, modos de jogo e objetos digitais colecionáveis (como troféus, stickers, spirits) para entreter até o mais cético quanto aos jogos de luta — Smash, afinal, é um jogo diferente. No entanto, em meio a esse universo de opções, às vezes é interessante parar e ver com calma quais são exatamente todas essas possibilidades de jogo. Hoje, vamos falar sobre a aba mais "versátil" do jogo: Games & More.

CLASSIC MODE



O modo clássico é o tradicional single player da série, presente desde o primeiro jogo do Nintendo 64. Em Smash Ultimate, após escolher um dos 74 personagens para acompanhar você nessa aventura, logo aparece um criativo medidor de dificuldade na forma de um longo painel estilo pintura. Aumentar a dificuldade revela mais partes da linda ilustração que reúne todos os personagens, mas o cursor só chega até 5.0, que é literalmente a metade. A dificuldade é bastante volátil no modo classic, podendo tanto aumentar quanto diminuir ao longo do "zeramento", dependendo do seu desempenho. Vitórias resultam em um aumento (até o máximo de 9.9) e derrotas em uma perda, o que também influencia diretamente a quantidade e o valor das recompensas recebidas (itens como moedas, músicas, snacks, spirits e spirit points).

Quanto ao formato, o classic mode de Smash Ultimate pouco difere das suas versões anteriores, só que agora você joga desde o começo com apenas uma vida, sempre passando pelo menos uma vez pelo único bonus stage disponível (estágio que não envolve lutas, e sim coletar coisas e/ou chegar até o final do cenário) e enfrentando chefes finais diferentes em vez de sempre se deparar com a tradicional dupla Master Hand e Crazy Hand — dependendo do personagem escolhido, o boss muda, mas infelizmente as alternativas ainda são pouco numerosas e se repetem bastante entre os personagens. Quanto a começar com apenas uma vida, isso é feito pensando no sistema de dificuldade. Ao perder uma batalha, você tem a opção de gastar algumas moedas, diminuir consideravelmente a dificuldade e continuar, ou gastar um ticket sem diminuir nada e continuar. Usá-lo, porém, impede que você chegue até a dificuldade máxima de 9.9 (só vai até o 9.8), mas também aumenta o número de recompensas — inclusive, você pode utilizar um ticket logo quando começa o classic mode, melhorando seus prêmios desde a primeira batalha. 



Algo pequeno, mas com certeza bem-vindo, implementado em Smash Bros. Ultimate são as "mini-histórias" de cada personagem no classic mode. O esforço é pouco, mas cada lutador possui o seu próprio modo história levemente temático: coisas como Daisy enfrentando outras princesas, Jigglypuff lutando contra os outros doze lutadores originais do 64, Link contra todos os oponentes "malvados" e coisas do tipo.

TRAINING



O lugar certo para ficar mais forte longe do caos de uma partida normal. Todo jogo de luta precisa de um modo específico de treinamento e a franquia Smash Bros. sempre contou com a sua versão Smash Ultimate não é diferente. Dessa vez você pode treinar em qualquer um dos mais de 100 estágios do jogo, mas os puristas não precisam se preocupar, uma fase específica para o treino continua disponível — maior, mais específica e melhor que nunca.

O fundo branco cheio de linhas e quadrantes da fase padrão de treino, aliado à opção de ligar ou desligar "as linhas de trajetória" dos ataques, informa exatamente onde seu ataque pode jogar o inimigo (em relação à distância e curvatura da trajetória), por meio de uma linha vermelha (para quando o seu oponente está com 0%), uma linha verde (50%) e uma linha azul (100%). Ver ou não essas linhas é totalmente opcional, assim como as três informações que estão sempre presentes ao lado direito da tela: o dano total do seu combo atual, quantos hits compõem esse combo e o dano do seu último ataque. Uma pena que o sistema só registra como tal ataques que são usados imediatamente após o outro, como jabs por exemplo, o que torna o uso completo dessa ferramenta não muito acessível. Teria sido mais interessante considerar o número de ataques desferidos antes do seu oponente tocar no chão, afinal, a maioria dos combos de Smash Bros acontece durante o juggle (brincar de malabarista com o adversário, jogando ele pra lá e pra cá).



Ao apertar o + várias opções de customização do seu treino estão disponíveis, como: alterar o número de CPUs que podem lutar com você ao mesmo tempo (de 1 a 3); mudar o dano do CPU (de 1 a 999%); ligar e desligar o dano fixo do CPU (se a porcentagem irá aumentar com seus ataques ou não); ligar e desligar as linhas de trajetória (como explicado); e alterar o comportamento do CPU (são algumas opções como "ficar parado", "ficar pulando", "ficar usando só um ataque específico", "andando", "correndo" ou até "control" para controlá-lo por meio de outro controle).

Abaixo dessas opções, mais dois botões podem ser acionados: Other Settings abre um leque de ainda mais opções diversas e Itens deixa você colocar o item que quiser imediatamente à sua frente (e até mesmo especificar qual pokémon irá sair da pokébola ou qual assist trophy irá aparecer). As Other Settings são basicamente opções "avançadas", e incluem o seguinte: alterar a velocidade (de ¼ a 1.5x); ligar e desligar as informações de combo do lado direito da tela; ligar e desligar o efeito visual da invencibilidade (o oponente brilha na cor azul quando o ataque não vai conectar, e verde quando um ataque não dá nenhum dano); ligar e desligar o CPU Shuffling, ou melhor, a intensidade na qual seu oponente irá tentar escapar dos seus ataques e combos ou não ("None", "A Little" e "A Lot"); ligar e desligar os Stale Moves (basicamente, quando você o mesmo ataque sucessivas vezes, ele perde um pouco da eficácia); e alterar o dano do próprio player (de 0 a 999%).

MOB SMASH



Tomando o lugar do clássico Multi-Man Smash e ainda comprimindo o saudoso Modo All-Star, o novo modo Mob Smash infelizmente entrega muito pouco e é bastante direto ao ponto. Century Smash é a mesma coisa que os antigos "100 Man", em que você precisa derrotar 100 oponentes de uma vez só (com um apenas uma vida); Cruel Smash coloca você contra inimigos ridiculamente fortes e geralmente dura poucos segundos; e All-Star Smash segue a fórmula do All Star Mode só que sem nenhum "charme": você tem que lutar contra todos os lutadores do jogo de uma vez. Importante lembrar que todas essas opções possuem suporte para até quatro jogadores simultâneos, o que é sempre bem-vindo em um jogo como Smash Bros.

MII FIGHTERS



A possibilidade de jogar com "qualquer" lutador que você quiser — desde sua tia até o Barack Obama — introduzida por meio dos Miis em Super Smash Bros. For Wii U está de volta, e continua praticamente igual. Aqui você tem a opção de transformar qualquer um dos seus personagens Mii em um lutador de Smash. São três as opções de "classe": Brawler ( 'lutador') Swordfighter ('espadachim') e Gunner (algo como 'atirador') — todas com suas próprias (e numerosas) alternativas de Headgear (chapéu, acessório na cabeça) e Outfit, ou melhor dizendo, 'roupinha'. 

Além disso, o menu de criação de Miis permite que você escolha um nome para seu novo lutador (pode ser diferente do nome do Mii), uma cor primária, um tipo e um timbre de voz e, a parte mais importante, os ataques especiais (os do botão B). Para os especiais, cada classe tem três alternativas de ataque para cada direção do B (cima, baixo, neutro e para o lado), o que possibilita várias combinações diferentes, mas lembre-se que os ataques 'normais' (os do botão A) são sempre os mesmos (a depender de cada classe). Todos os elementos também podem ser randomizados por meio do botão random, caso você não esteja se sentindo muito criativo. Por fim, há um opção teste na qual é possível experimentar a combinação de ataques escolhidos antes de salvar definitivamente. 



Importante lembrar que a opção para escolher os Miis na tela de seleção de lutador só irá aparecer após você criar o primeiro — e eles são separados por classe, então, para ver todos na seleção de personagem, você precisa criar pelo menos um de cada classe).

AMIIBO



Esta é seção para os colecionadores de Amiibos, as adoráveis estatuetas colecionáveis dos personagens da Nintendo. Ao selecionar essa opção, inicialmente não há nada que você possa fazer se não tiver um. Já se tiver pelo menos um dos personagens jogáveis de Smash Bros. Ultimate em forma de "bonequinho" (mesmo que o Amiibo seja de outro jogo), é só encostá-lo no analógico do Joy-Con da direita e voilà… ele aparece magicamente dentro do jogo. Após escolher um apelido único para o seu novo amigo (o do meu Bowser é Joel, por exemplo) e uma cor específica, o setup inicial já acaba, mas a customização não acaba aí. 

No menu principal do seu Amiibo, você pode alterar o nome e a cor dele a qualquer momento, ligar e desligar seu processo de aprendizado (além de subir de nível, ele consegue adaptar sua IA de acordo com quem está jogando), colocá-lo para batalhar (com seus amigos ou até sozinho contra o CPU) e "alimentá-lo" de spirits para que ele "absorva" seus atributos (o que aumenta o nível do Amiibo e altera diretamente os status de ataque e defesa, conforme a força do spirit).



Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook