5 fatos interessantes sobre a série Luigi's Mansion

Com o terceiro jogo da série sendo lançado na próxima semana, a mansão do Luigi conta com algumas curiosidades interessantes. Você consegue imaginar quais são?




Com Luigi’s Mansion 3 (Switch) já batendo à nossa porta perguntando “gostosuras ou travessuras” nessa semana que se inicia, nós do Blast preparamos um pequeno compilado de fatos interessantes sobre a (nem tão) assustadora franquia da Nintendo.

5 - Não é o GameCube!

De início, a ideia para Luigi’s Mansion (NGC) foi concebida com o Nintendo 64 em mente. O conceito do jogo era ocorrer em várias salas diferentes, ao estilo das dungeons de The Legend of Zelda. Desde o início, a equipe de desenvolvimento queria que o local fosse uma casa enorme que, no começo, parecia uma "casa ninja ao estilo japonês". Após alguns testes, o cenário foi reformulado para se parecer com uma casa de bonecas, já que o jogador sempre olhava através de uma das paredes para ver o resto do cômodo.


À medida que a iluminação do jogo era desenvolvida, a equipe se concentrou na escuridão e nas sombras do ambiente, o que transformou a casa de bonecas em uma "mansão mal-assombrada". Mario seria, inicialmente, o protagonista desse jogo, mas com a mudança no tema, Luigi foi o escolhido, pois a equipe queria um personagem covarde e o encanador vermelho era mais conhecido por ser corajoso.

Os fantasmas do jogo foram criados para se distinguirem do resto dos fantasmas da série Mario, ou seja, os Boos. A equipe também considerou não usar nenhum personagem do resto da franquia, além do próprio Mario e de Luigi, para que o jogo não parecesse ser apenas "outro título padrão da série". Apesar dessa decisão, eles ainda usaram alguns rostos conhecidos, como Bowser, os Toads e o King Boo (que era apenas um Boo gigante na época).


Como o desenvolvimento de Luigi's Mansion ocorreu paralelamente ao desenvolvimento do Nintendo GameCube, a equipe do jogo teve a oportunidade de fazer recomendações para aumentar os recursos do console. Entre esses pedidos, estava a iluminação dinâmica, algo que a equipe queria desde o início do projeto, e que acabou sendo adicionado ao chip gráfico do console cúbico. Trabalhar com o Nintendo GameCube em vez do Nintendo 64 economizou muito tempo que poderia ter sido gasto superando os obstáculos técnicos do console de 64-bits.

4 - A música que todos conhecemos

Sim, a franquia Luigi’s Mansion possui a famosa Totaka’s Song, que se trata de uma melodia de dezenove notas desenvolvida por Kazumi Totaka, grande compositor responsável pela criação e/ou supervisão das trilhas sonoras de games incríveis como Animal Crossing, Smash Bros., e Yoshi’s Story.

O pulo do gato é que essa composição fica sempre escondida em algum canto do game e, muitas vezes, ela não está em um lugar de fácil acesso. É um easter egg que acaba sendo trabalhoso de se encontrar, pois, muitas vezes, a música só toca depois que o jogador espera em algum lugar específico do jogo.

Em Luigi’s Mansion, para o GameCube, o jogador só consegue ouvi-la se esperar na tela de controle da Poltergust, antes do modo de treinamento, depois de 3,5 minutos que o controle estiver sem movimentação.

Detalhe curioso: é sabido que Totaka deixa a sua assinatura musical nos vários jogos em que participou, mas nem todos tiveram suas marcas encontradas. Em Pikmin 2 (NGC/Wii), por exemplo, foram 15 anos para encontrar a música no jogo. Luigi’s Mansion: Dark Moon (3DS), por exemplo, ainda não teve a sua música encontrada. Será que uma década de busca será suficiente para encontrá-la?

Aqui um vídeo que o pessoal da GameXplain mostrou como encontrar a música secreta no jogo.
Outro detalhe curioso: além de compor e dirigir as trilhas sonoras de muitos games, Totaka é o dublador do Yoshi, Birdo, Shy Guy e do Professor E. Gadd.

3 - O único a ver

De todos os games da franquia Mario, o único em que os rostos dos Shy Guys aparecem é em Luigi’s Mansion. Isso ocorre porque os fantasmas dos Shy Guys ficam vulneráveis à Poltergust quando suas máscaras são removidas pelo aspirador.


Imagem do modelo de um fantasma de Shy Guy sem a sua máscara, podemos ver o rosto (ou os olhos) do bichinho. 
Apesar de os Shy Guys já terem derrubado a máscara em alguns games, a cena mais famosa é em Mario Power Tennis (NGC), na qual Luigi também pode ver a real face deles. Os pequenos misteriosos nunca tiveram seus rostos revelados, pois a espécie se esconde nas suas enormes túnicas e máscaras indecifráveis.

2 - Esqueceram do Luigi

Vocês já chegaram a olhar bem para a capa do primeiro game da série? Notaram algo de familiar naquele Luigi apavorado com as duas mãos no rosto? Bem, podemos tirar uma grande referência de duas obras-primas da pintura e de Hollywood… alguém chuta um palpite?


Para edificarmos esse item, é possível associar a pose do encanador verde à clássica da pintura O Grito (1893), do pintor norueguês Edvard Munch. A segunda e tão famosa referência é o cartaz do filme Esqueceram de Mim (1990), clássico da Sessão da Tarde protagonizado por Macaulay Culkin.

Depois disso é difícil não associar a capa ao cartaz do filme, não é mesmo?

1 - O bug ou mito macabro!

Um dos maiores mitos dos games que saíram para GameCube, que depois virou uma extensa teoria, é a história de que Luigi se enforca na mansão mal-assombrada onde o jogo se passa e, na verdade, o encanador é apenas um espírito que vagueia pela casa, levando sustos de outros espíritos.


A teoria vem de um dos momentos no game, no qual a iluminação da mansão inteira apaga e o jogador só se guia pela lanterna do encanador e pelos trovões que iluminam os cômodos pelas janelas da construção. O porém é que, quando Luigi atende o telefone em uma das salas, a sua sombra na parede faz parecer que o encanador se enforcou. Há especulações de que esse seria o final alternativo, caso o jogador perdesse, pois significaria que a tristeza de Luigi por não conseguir salvar seu irmão o levou a cometer suicídio.


Lembram que eu falei da função de iluminação dinâmica no game, coisa adicionada graças ao poder gráfico do GameCube? Então, se levarmos em conta que na cena em que Luigi está ao telefone, a câmera do jogo muda o ângulo, podemos pensar que, por um descuido (ou sórdida intenção) o efeito da luz dos trovões manteve a posição normal de jogatina e o efeito é o que podemos ver nas imagens. Assustador, não?


E você, sabe de algum fato curioso ou macabro sobre Luigi’s Mansion ou outros jogos da Nintendo? Comente aqui embaixo as suas histórias para tornar esse final de outubro mais assustador para todo mundo!

Revisão: Davi Sousa

Estudande de Letras que gostaria de aprender todas as línguas existentes, mal sabendo lidar com as duas que já fala. Descobriu seu amor pela Nintendo ao conhecer Super Mario 64 e desde então nunca mais largou os cogumelos, karts e rúpias que encontrou em seu caminho.

Comentários

Google
Disqus
Facebook