Vem aí

Prévia: Captain Toad: Treasure Tracker traz diversão e estratégia para o Wii U

Direto dos minigames de Super Mario 3D World, o Capitão Toad ganha sua primeira aventura solo no Reino dos Cogumelos, num inovador modo plataforma.

Captain Toad: Treasure Tracker é a nova aposta da Nintendo para o seu atual console de mesa, que promete horas de diversão num estilo plataforma cheio de enigmas e desafios para testar as habilidades do jogador, que precisará, como nunca, de agilidade e inteligência para explorar e vencer os desafios do inusitado e original título. O jogo é um spin-off da série Mario baseado nos minigames presentes no excelente Super Mario 3D World, também de Wii U. Anunciado pela primeira vez na E3 2014, o primeiro título cujo carismático Cabeça de Cogumelo será o protagonista tem gerado grandes expectativas e promete agradar aos fãs de um bom desafio.

Cogumelos caçadores de tesouro

O sucesso dos minigames estrelados pelo Toad vermelho em Super Mario 3D World foi enorme. O líder da Toad Brigade, diferente de seu parente azul, resolvia, em 3D World, enigmas e quebra-cabeças com foco na jogabilidade do GamePad do Wii U. Sendo assim, o objeto não era ser ágil na corrida ou muito preciso nos saltos, mas fazer uso maior da inteligência. Por carregar diversos equipamentos de exploração, o pequeno cabeça de cogumelo fica incapacitado de saltar, o que acaba gerando um estilo completamente original. Isso, aliado ao uso do GamePad de várias formas interessantes, fez com que Shigeru Miyamoto e o time por trás de 3D World demonstrasse interesse em explorar mais o conceito, e até mencionaram que poderiam vir a criar mais fases do tipo, talvez como forma de DLC. O que antes era uma possibilidade, agora se tornou algo concreto e jogável, através de Captain Toad: Treasure Tracker.

Controle o Capitão Toad em uma aventura repleta de armadilhas, inimigos e quebra-cabeças em belíssimoss miniuniversos, nos quais o nosso herói terá que usar sua inteligência para fugir de inimigos e encontrar sua amada, Toadette.
Um casal apaixonado, curtindo um dia de aventura juntos, explorando montanhas e outros lugares desconhecidos em busca de tesouros. Tudo corria lindamente feliz na vida do Capitão Toad e sua companheira, Toadette, quando, em uma das suas expedições de caça ao tesouro, prestes a conseguir pôr as mãos numa brilhante Star Power, um pássaro gigante corta o céu em direção aos jovens aventureiros, guiado pelo brilho da estrela do poder. O pássaro é, na verdade, Wingo, e este acaba capturando a estrela dos Toads. Até aí tudo bem, nossos caçadores de tesouro poderiam simplesmente tentar encontrar estrelas em outro lugar, mas, enquanto Wingo fugia com a estrela, o Capitão Toad se deu conta que sua querida amada havia segurado estrela, e acabou sendo levada pelo pássaro gigante. Portanto, assim como os bons e velhos jogos do Mario, é dever do herói resgatar a dama das garras do terrível vilão.

Wingo, o pássaro gigante que sequestra a bela Toadette, é conhecido como um amante de todas as coisas que brilham.

Um mochileiro das galáxias

Sem sua parceira de aventuras, Toad precisa sair em seu resgate. Nosso novo herói precisa utilizar das suas características próprias para vencer os vários desafios que virão na sua primeira aventura solo pelo Reino dos Cogumelos. Sem conseguir pular e fazer outras estripulias (devido o peso da sua mochila) como um tal bigodudo de macacão vermelho, Toad precisa se tornar um verdadeiro explorador, valendo-se de sua inteligência apurada e o dom de encontrar tesouros para tirar Toadette das mãos de Wingo.
Em posse de uma mochila equipada, lanterna e alguns outros itens que encontra pelo caminho, o Capitão Toad precisará enfrentar, antes de tudo, seus medos, e depois, os vários inimigos e desafios ao longo de mais de 70 fases, coletando Power Stars, moedas, diamantes e as já tradicionais estampas.

Nos vários estágios do jogo, será possível observar muitas referências ao universo de Mario e sua turma. Fique atento para não deixar passar nenhum detalhe
Em sua jornada, o jogador terá a seu favor inúmeras alternativas para derrotar inimigos e resolver os quebra-cabeças do jogo. E como não podia ser diferente, todo o arsenal é inspirado no que de melhor existe no universo do Mario e seus amigos. De posse de uma boa e tradicional lanterna, assim como Luigi na série Luigi’s Mansion, o pequeno caçador de tesouros vai arremessar nabos, como em Super Mario Bros 2, quebrar tudo com um martelo, ao melhor estilo Mario em Donkey Kong, vai se multiplicar como Mario em 3D World e até usar cogumelos para recuperar a vida. O universo de Mario estará bem representado em Captain Toad

Sem medo do desconhecido

O jogo funciona da seguinte forma: assim como nos minigames de Super Mario 3D World, o jogador deve controlar o capitão dos Toads por uma pequena fase tridimensional com diversos obstáculos. mas sem poder pular. Estas fases, por sinal, parecem pequenos planetas, algo que lembra, pelo menos um pouco, os planetoides de Super Mario Galaxy. A interação com o ambiente e o estudo do percurso são essenciais para poder evitar os inimigos, alcançar alturas diferentes e completar os objetivos, tendo em vista as limitações do nosso herói, sejam elas físicas (não salta) ou psicológicas (o medo).

Nada como um dia na piscina com os Goombas.
Como era de se esperar, a mudança de fases extras para um jogo próprio trouxe para Treasure Tracker mais diversidade e complexidade. Os níveis estão bem mais extensos, proporcionando mais interação e diversidade durante a jogatina, como por exemplo nas lutas contra os chefes. O objetivo do jogo também mudou. Enquanto em 3D World precisávamos coletar cinco estrelas verdes para completar a minifase, agora é preciso alcançar uma única estrela dourada.

Um aventureiro destemido

Capitão Toad pode não ser o mais corajoso do Reino dos Cogumelos, mas, assim como seu amigo Luigi, vai enfrentar os próprios medos e limitações em prol de um objetivo nobre, neste caso, resgatar sua amada. Será uma tarefa difícil, mas muito divertida, a começar pela forma de jogar.

Enquanto caça o tesouro, é possível procurar, também, pelos três diamantes escondidos ao longo do percurso.
O GamePad será bem aproveitado neste game, seguindo as promessas da Nintendo em explorar melhor o seu controle em forma de tablet. Em algumas fases será possível ter a visão do Capitão através do controle, lembrando um pouco a mecânica de jogo de Pokemon Snap. Em outros estágios, a tela tátil terá papel fundamental na resolução dos puzzles, assim como para controlar os ângulos de câmera durante a jornada.
O GamePad promete ser utilizado de forma criativa na resolução dos puzzles, fazendo uso do giroscópio e da tela de toque na superação dos vários desafios.
Capitão Toad pode não ser nenhum grande herói, não possuir nenhum poder especial, nem sequer poder saltar e ainda se assusta facilmente com quase tudo, mesmo assim, segue firme na sua missão de salvar Toadette das garras de Wingo, o pássaro gigante. Armado com lanternas e nabos, e claro, com muito amor no coração e uma vontade heróica de superar tudo pelo amor e pela amizade, Toad avança por campos, parques, casas mal assombradas e todo tipo de nível que vier, todos eles cheios de Shy Guys, Goombas e Plantas ferozes. Espere por estágios criativos, bom uso do GamePad e muita diversão neste game que promete exigir horas de dedicação e esforço mental para superar as mais de 70 fases do título. Prepare sua mochila, pois a aventura vai começar.

Os nabos e gramas arrancados do chão têm papel fundamental no jogo. Por não possuir armas ou desferir golpes, Toad utiliza destes itens para atingir os inimigos e alcançar os diamantes mais distantes.
Captian Toad: Treasure Tracker chega dia 5 de dezembro no ocidente. Preparem suas mochilas e vamos desbravar os enigmas ao lado de Toad e Toadette. 
Captain Toad: Treasure Tracker  — Wii U
Desenvolvimento: Nintendo EAD Tokyo
Gênero: puzzle e plataforma
Lançamento: 05 de dezembro de 2014
Expectativa: 5/5
Revisão: Vitor Tibério
Capa: Diego Migueis
Ítalo Chianca escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais