Game Music

Game Music: Chrono Trigger (SNES/DS)

Muitas pessoas se lembrariam de hits como “ Always ” de Bon Jovi ou “ You Are Not Alone ” de Michael Jackson ao serem questionadas sobre gra... (por Jardeson Barbosa em 06/05/2012, via Nintendo Blast)

Chrono Trigger DiscMuitas pessoas se lembrariam de hits como “Always” de Bon Jovi ou “You Are Not Alone” de Michael Jackson ao serem questionadas sobre grandes sucessos musicais do ano de 1995. No entanto, para os jovens aventureiros de todo o mundo que, naquele ano, lutavam contra o maligno Lavos, clássicos como “Frog’s Theme” ou “Corridors of Time” foram bem mais marcantes. Não sabe do que eu estou falando? Então pegue o seu fone de ouvido e suba na Epoch do Nintendo Blast para curtir uma viagem no tempo ao som de uma das trilhas sonoras mais clássicas de todos os tempos: Chrono Trigger.

The Dream Team

Os criadores na criaçãoQue Chrono Trigger é um dos melhores jogos de SNES, todo mundo já está cansado de saber, mas o que nem todo mundo sabe é que esse sucesso todo foi fruto do trabalho de uma grande equipe, conhecida na época como o “Dream Team”. No famoso time estavam Hironobu Sakaguchi, também conhecido como o criador de Final Fantasy; Yūji Horii, criador de Dragon Quest, da então rival Enix; Akira Toriyama, designer de Dragon Quest e criador de Dragon Ball; Nobuo Uematsu, compositor de Final Fantasy e Kazuhiko Aoki, líder do time e produtor de Chrono Trigger.

Com um time de peso assim não deu outra, o jogo tornou-se um clássico atemporal. No entanto, falaremos hoje apenas de um dos integrantes do “crew”, Nobuo Uematsu, e de seu pupilo Yasunori Mitsuda.
Yasunori MitsudaYasunori Mitsuda era, até então, um compositor que trabalhava na Square como “Sound Engineer” (engenheiro de som, em tradução literal). Inconformado por não compor, Mitsuda deu, em 1994, um ultimato ao então vice-presidente da Square, Hironobu Sakaguchi: ou deixavam que ele compusesse ou então ele abandonaria a empresa. Foi assim que Mitsuda entrou para o time de desenvolvimento de Chrono Trigger, como compositor, sob a supervisão de Nobuo Uematsu. Mistuda compôs a maioria das faixas do jogo, enquanto Uematsu compôs o resto que ficou faltando.

O resultado disso tudo é uma trilha sonora amplamente adorada pelos fãs e pelos nostálgicos e, claro, uma das mais bem lembradas de todos os tempos.

Da pré-história ao futuro pós-apocalíptico

Numa época em que músicas orquestradas eram uma realidade muito distante, Chrono Trigger conseguiu a proeza de apresentar faixas que representam, de uma forma positiva, músicas de verdade em versões midi. São guitarras, saxofones, flautas, pianos, tambores e muitos outros instrumentos, que, mesmo sendo sintéticos, foram bem executados. Um trabalho louvável para a época.

Wild Dactyls and AylaChrono Trigger é um jogo com diversas ambientações. Durante o jogo, Crono (não Chrono) e seus amigos viajam diversas vezes através do tempo, visitando diversas eras na intenção de impedir que o mundo enfrente um terrível apocalipse no futuro. Isso também teve que ser refletido na trilha sonora, gerando um resultado belíssimo que abrange uma grande quantidade de gêneros musicais, desde os gêneros pré-históricos aos futuristas.

No presente, que no jogo é o ano 1.000 d.C. (mil anos após a criação do Reino de Guardia, na linha do tempo fictícia que usa o calendário gregoriano como referência), as músicas possuem um tom bastante influenciado por gêneros musicais como o folk e a música celta.

Guardia Millenial Fair

Na Idade Média, representada pelo ano 600 d.C., as músicas assumem um tom mais medieval, deixando bem claro o tipo de ambientação. As faixas desse período do jogo seriam uma adição e tanto para qualquer filme com temática medieval.

Guardia Castle–Courage and Pride

Viajando para o futuro, exatamente para o ano de 2.300 d.C., as músicas mudam completamente, para um gênero mais eletrônico, próximo ao Techno. Para representar o futuro desastrado que aguarda os descendentes de Guardia, as músicas desse período também possuem um tom mais sombrio e melancólico.

Remains of the Factory

Na era pré-histórica, algo em torno de 65.000.000 a.C., só se ouve músicas com influências africanas e tropicais, e dá pra dançar também! Tambores, flautas e muito rebolado marcam a passagem de Crono e seus amigos por essa era.

Rythm of Wind, Sky, and Earth

Verdadeiras obras de arte

Chrono Trigger é um jogo que vale pelo conjunto. Mas se separarmos cada elemento do jogo, ainda assim, obteremos verdadeiras obras de artes. O mesmo vale para a trilha sonora. No meio de tantos temas, alguns realmente se destacam e merecem um pouco mais do que apenas atenção.

A linda “Peaceful Days”, que já se descreve no nome, é uma das composições mais marcantes e lindas do jogo. Não há como não ensaiar aquela lágrima ao ouvir a faixa depois de alguns anos sem ter jogado Chrono Trigger.

Peaceful Days

A faixa título, “Chrono Trigger”, é tudo aquilo que uma faixa com esse nome deve ser. A música “exala” aventura, não há como ouvi-la sem imaginar batalhas, descobertas e viagens no tempo. O pseudo-trompete também dá um show a parte.

Chrono Trigger Theme

“Frog’s Theme” é uma das mais clássicas, e eu te explico o porquê. Além de Frog ser um dos personagens mais legais do jogo, a sua faixa tema representa bem tudo aquilo que o personagem é e foi até chegar aonde chegou, um verdadeiro guerreiro, sempre escuto essa faixa quando o assunto é superação.

Frog’s Theme

Outra faixa clássica é “Magu’s Battle Theme” ou “Battle With Magus”. Com um clima sombrio e típico de “final boss”, ela inicia lenta e vai ficando acelerada conforme a ação aumenta. No fim ela retorna a forma original, como se celebrasse o fim da batalha, que não é fácil.

Battle With Magus

E pra fechar a seleção sem dar nenhum grande spoiler, temos “Corridors of Time”, a minha preferida. A música é a junção de vários instrumentos diferentes tocados de forma ordenada e independente, como numa bela orquestra. Confesso que fiquei horas parado no jogo só para escutar esse clássico um pouco mais.

Corridors of Time

No teatro, na balada, no YouTube

Percebeu o quanto a trilha de Chrono Trigger é especial? Um monte de gente também, e por isso que sempre nos deparamos com mais e mais homenagens a ela.

Chrono_Trigger_Arranged_Version_The_Brink_of_Time_coverA primeira grande homenagem veio, em 1995, de um time e tanto. Hiroshi Hata, Hidenori Ohtsuki e Gizaemon de Furuta rearranjaram as faixas compostas por Yasunori Mitsuda, que foram interpretadas por uma banda de jazz chamada Guido. O resultado desse emaranhado chama-se “Chrono Trigger Arranged Version: The Brink of Time”, um belíssimo álbum contendo dez das melhores faixas do jogo em versões jazz robustas.

Também não é muito raro ouvir as músicas do jogo em versões orquestradas, aliás, isso é até bem comum. Considerando a popularidade do título e a qualidade das composições, é fácil entender o porquê dessas musicas serem tão homenageadas em concertos assim. Uma rápida busca no youtube, por versões orquestradas de faixas de Chrono Trigger, revelará uma infinidade de resultados. Resultados esses que podem ser homenagens de fãs.


Ah, os fãs. Deles saíram diversas homenagens marcantes a essa trilha sonora fantástica. É difícil enumerá-las, mas basta terem em casa um instrumento musical que saibam tocar, e uma câmera a disposição, que presenteiam o mundo com versões fantásticas dos clássicos. Como essa aí de “At the Bottom of the Night”.


E pra finalizar… Já pensou em ir para uma balada e se deparar com um super remix de Frog’s Theme? Pois é, e isso é possível! Chrono Trigger também caiu no gosto dos DJs mais saudosistas e de vez em quando surgem remixes de faixas do jogo, cada um melhor do que o outro. Esse jogo tem ou não tem moral?

The Frog Dance ‘OC Remix’ (Frog’s Theme Remix) by DJ Velly

E você, já terminou Chrono Trigger mais de dez vezes? Nunca terminou? Nunca jogou? Aproveite para dar a sua opinião sobre essa game maravilhoso e, claro, falar sobre a sua faixa favorita nos comentários.
Revisão: Luigi Santana

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. Não tem como selecionar uma faixa preferida! Adoro todas! Principalmente a do Underwater Palace! Duvido que exista alguém que não tenha ficado vários minutos parado só pra ouvir a música de fundo!

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google