Item Box

Quebre as barreiras do mundo dos demônios com o COMP de SMT: Devil Survivor

Suponho que você, leitor do Nintendo Blast , já possuiu ou possui um Nintendo DS ou Nintendo 3DS . Os consoles portáteis são um meio extr... (por Unknown em 19/05/2013, via Nintendo Blast)

Suponho que você, leitor do Nintendo Blast, já possuiu ou possui um Nintendo DS ou Nintendo 3DS. Os consoles portáteis são um meio extremamente útil para se passar o tempo, se divertir com os amigos e se comunicar com outras pessoas. Agora, imagine se o seu portátil fosse diferente, tivesse um pequeno programa instalado nele que mudaria toda a sua vida, te dando um poder assustador. Bem, esse princípio de DS/3DS superpoderoso que gerou a ideia dos COMPs, de Shin Megami Tensei: Devil Survivor (DS) e Shin Megami Tensei: Devil Survivor Overclocked (3DS).

COMP é a abreviação de “Communication Player”, um aparelho que, visualmente, é extremamente parecido (para não dizer “exatamente igual”) ao DS e ao 3DS, dependendo da versão do título que se está jogando. Seu propósito é justamente o de gerar diversão entre amigos, viabilizar o acesso à internet e a interação com as pessoas – justamente a proposta dos portáteis da Big N. Entretanto, as semelhanças acabam por aí, pois estes aparelhinhos tem muito mais a oferecer do que aparentam.

Uma arma letal feita em casa

Na versão Overclocked, o COMP
se parece com um 3DS.
Na história dos jogos, os protagonistas recebem uma versão alterada dos COMPs, com programas instalados por um hacker genial chamado Naoya. Ele, com seus conhecimentos ocultistas e tecnológicos, foi capaz de criar um aplicativo que apelidou de “Demon Summoning Program”, literalmente “Programa de Invocação de Demônios”, e o instalou nos aparelhos. O resultado? Estes ganharam uma interface totalmente nova e a capacidade de gerenciar a formação de pactos com demônios.

Além disso, um segundo aplicativo foi instalado para agir junto com o primeiro, chamado “Harmonizer”, ou “Harmonizador” em nossa língua. Como o próprio nome diz, ele harmoniza as ondas de poder em seu raio de alcance para tornar humanos muito mais resistentes aos ataques de demônios, senão o possuidor do aplicativo seria uma vítima fácil para a ferocidade das criaturas infernais.

Mas é claro que o aparelho não se resume a isso, e para poder falar melhor de suas funcionalidades, nada melhor que estudar suas funções.

Um dia isso foi um brinquedo

A interface primária do COMP,
com funções à serem descobertas.
A nova interface desenvolvida por Naoya para o aparelho apresenta sete ícones (oito na versão do 3DS) diferentes, cada um representando sua própria e única capacidade. Analisando estes ícones na ordem, temos:

Team: o primeiro item que permite administrar os demônios que tem à sua disposição, assim colocando como padrão algumas criaturas para surgirem no momento em que o programa é ativado.

Fusão: sim, é possível fundir dois demônios usando este ícone. A Catedral das Sombras (“Cathedral of Shadows” no original) forneceu ajuda ao Naoya para criar o aplicativo “cath.exe” que permite ao dono do COMP fundir seus demônios diferentes, gerando novos com características únicas.

Perfil: nesta seção ficam armazenados dados pessoais do dono do COMP e de todos os COMPs com os quais teve contato, assim registrando automaticamente o endereço de e-mail e dados pessoais de pessoas próximas do possuidor do aparelho.

Leilão: demônios não trabalham de graça, e é através deste aplicativo que é possível trocar seus Maccas (moeda ganha ao vencer demônios) por novos contratos demoníacos, adicionando novos membros à sua trupe.

Sumário Demoníaco: função única da versão do 3DS, este aplicativo registra todos os demônios já utilizados pelo dono do portátil e permite invocá-los mesmo que já tenha perdido-os, através da quantia certa. Afinal de contas, o dinheiro move tudo até no mundo das trevas!

Mensagens: como já retratado, o COMP originalmente foi feito para entretenimento e comunicação. Mantendo esta base, este aplicativo permite a troca de e-mails com outros usuários de COMPs, algo que se torna essencial no decorrer da aventura.

Data: bem, todos precisam de um diário, certo? É aqui que se registra o seu progresso (também conhecido como “Salvar o jogo”)!

Configurações: e para dar um toque de pessoalidade, é sempre bom poder editar o programa de modo a ficar mais cômodo ao dono, certo? É isso que esta função permite, customizar suas opções!

Além dos aplicativos explícitos, o aparelho ainda dá ao dono a capacidade de assimilar e executar golpes e magias aprendidos através de observação dos demônios (programa denominado “Skill Crack”), assim tornando os humanos oponentes à altura dos adversários de outro mundo. Bem, ao menos equilibra as coisas!

Um novo universo no seu bolso

Conseguiu imaginar o como seria ter essas surreais capacidades ao seu alcance? Bem, talvez seja uma bênção não ter isso ao seu alcance, pois se estivesse, quem mais poderia ter esses poderes? Será que todos usariam da maneira correta? Se acredita que sim, recomendo que vivencie – ou revivencie – as experiências de Devil Survivor, e veja que a humanidade tem o péssimo defeito de não saber lidar com grandes poderes. Quem sabe no futuro, não é? Por ora, estamos satisfeitos com nossos portáteis, jogando com nossos amigos e sonhando com mundos estranhos.

Revisão: Samuel Coelho
Capa: Vitor Nascimento

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google