Blast Log

Super Paper Mario (Wii): Parte 8 – Últimas e sinceras memórias

Com oito Pure Hearts em mãos, depois de um árduo percurso, finalmente é chegada a hora de por um fim (ou não) nos planos de Count Bleck.

Enfim, a nossa aventura se aproxima de uma conclusão. O que resta agora é encontrar o refúgio de Count Bleck dentro de seu enorme castelo, algo que ainda renderá uma boa dor de cabeça e complicações pelo caminho – nada a que ainda não estamos acostumados. Vamos dar início ao final do Blast Log de Super Paper Mario! Encontre as partes anteriores aqui,

Chapter 8 – 2: Heroísmo feminino

O castelo treme com a iminência da destruição. Através da porta, encontro Merlon (sinceramente, quem acreditaria que aquele é realmente o sábio de Flipside?). Pelo visto, para encontrar Count Bleck, tenho que acertar um bloco “totalmente insuspeitável”. Como não há escolha aqui, atinjo o bloco, que abre caminho para uma queda vertiginosa até outro salão. Aquele Merlon era, obviamente, Mimi disfarçada.
Ok. Vou fingir que acredito.
Uso Boomer para alcançar a próxima sala. Depois de um curto puzzle, consigo voltar à sala original e, felizmente encontro uma chave pelo caminho para continuar em frente. Depois de mais armadilhas no bom e velho estilo de Mimi, encontro Merlee na próxima sala. Sério, quando ela vai desistir disso? Ela me faz perguntas a respeito de coisas que tenho medo, mas não sou honesto e respondo com itens. Afinal, o que ela poderia estar planejando?
Lembro-me bem daquele dia… O quarto estava aquecido. O lugar por inteiro estava em paz.
– Ugh... Uuugh...
– Você finalmente acordou?
– Onde… estou? Esta é… a casa de um humano? Bleccch!
– Não se agite assim. Eu o encontrei na base do penhasco. Você levou uma queda e tanto.
– Você é humana, certo? Eu não a… deixo repugnada? Sou da Tribo da Escuridão…
– Por que isso importaria? Qualquer pessoa com coração não ignoraria uma alma machucada!
Este foi o dia em que nossos caminhos se cruzaram… Aquele dia… Foi o dia em que nossa tragédia foi iniciada.
Na sala, seguinte, percebo o que era. Caso tivesse escolhido inimigos para responder às suas perguntas, teria alguns empecilhos pelo caminho. Mas o que encontro é bem melhor: Ultra Shroom, Thunder Rage e Cooking Mistake (o detalhe é que este último poderia ser Francis, o que seria bastante interessante).
Opa, pegou pesado.
Merlee revela ser Mimi (inimaginável) no próximo cômodo. Ela usa alguns golpes baixos a respeito das habilidades de Peach, que fica furiosa e decide enfrentá-la agora. Depois de tantas batalhas contra a “mulher-aranha”, fica fácil decidir a melhor estratégia: usar Thoreau mais uma vez. Depois de um acirrado duelo, Mimi rende-se. Mario e Luigi fogem rapidamente para a próxima sala, mas Peach não consegue a tempo…
– Você está atrasado. Aconteceu alguma coisa?
– Sim, meu pai me pegou. Escapar do castelo não foi fácil depois disso.
– Estava preocupada pensando que você não viria…
– Você é uma garota estranha… Você sabe o que sou e mesmo assim não parece assustada.
– Eu não me importo com o que você seja. Só queria vê-lo. Isso é… tão errado assim?
– Não. Não, claro que não. Eu queria vê-la, também.
– Blumiere… Você se importa se eu me sentar ao seu lado?
– Por favor sente-se, Timpani. Vamos voltar à nossa conversa. Eu preciso saber mais sobre você…
Com seu coração enorme, a princesa segura Mimi para não cair no enorme buraco que surgiu na sala. Infelizmente, ela não consegue suportar por muito tempo e não fico sabendo de seu destino. Sem Peach e sem Bowser, não tenho escolha a não ser seguir em frente; afinal, este seria o desejo deles se estivessem aqui. Mais uma perda e mais um Star Block!

Chapter 8 – 3: Contagem regressiva rumo à destruição

A primeira sala é dominada por uma horda de inimigos diversos, então tenho que usar o 3D para não perder muito HP. Depois, encontro uma seção enorme de espelhos (ou retratos vazios?), pelos quais uma imagem de Dimentio se movimenta e lança ataques periódicos em minha direção. Para facilitar, claro que há inimigos e buracos enormes no cenário. Finalmente, encontro em uma dessas molduras uma entrada secreta pelo 3D e, no fundo falso, uma chave.

No próximo recinto, depois de falhar em encontrar alguma porta aberta, vejo uma entrada no meio das escadas. Uso Tippi para descobrir que se eu atingir um bloco com Luigi, abrirei uma nova porta. O processo se repete algumas vezes, e não fica simples com diversos fantasmas lançando ataques e desaparecendo ao longo do caminho. Finalmente, encontro uma chave e abro mais uma porta.
– Timpani, por quê? Por que você me evita?
– Ai… AI! Solte-me!
– Ahn? Você está chorando! Por quê? Timpani, você tem que me dizer o que aconteceu!
– Não é nada… Não se preocupe… Apenas eqsqueça…
– Ah, não… Timpani, meu pai está por trás disso?
– Eu… Eu sou apenas uma garota comum. Não importa o quanto eu o ame, devemos nos separar.
– Timpani… Eu…
– Isso é um adeus, Blumiere. Não há outra escolha. É o nosso destino...
Na próxima sala, vejo um dos puzzles mais criativos do jogo. A porta no final leva ao mesmo local, então vejo (através do 3D) que há a trajetória exata que devo seguir para que ela me leve realmente à próxima área. Simples e bem colocado! Mais um jogo de espelhos, porém, dessa vez sem ataques voando em minha direção.
Horda de Pokémon? Por favor, né.
Agora, encontro de novo uma entrada em um deles; dessa vez, do outro lado há uma multidão de Dimentios. Felizmente, eles não causam dano, mas, como uma correnteza, arrastam-me para o outro lado. Posso atacá-los com ajuda de meus Pixls, então destruo vários deles. Com a chave em mãos, é a vez de encontrar o verdadeiro mestre das dimensões.
– O que… O que você está pensando? Não há nenhuma maneira… Ninguém permitiria isso!
– Se nós não podemos ser felizes aqui, devemos partir para um lugar que aceite nosso amor.
– Mas, Blumiere, há algum lugar assim? Pense… Não aguentaria vê-lo machucado novamente.
– Se o nosso amor não tem nenhuma casa… Vamos passar nossas vidas procurando-a juntos! Então, eu lhe imploro novamente… Timpani, case-se comigo! Prometo que irei fazê-la feliz!
– Você… Não desistirá nunca, não é? De todos os homens loucos… teimosos… insensatos…
– Timpani, por favor, responda-me!
– Blumiere, eu o amo. Leve-me embora. Para um mundo em que possamos ser felizes.
Dimentio promete sair do meu caminho, assim que eu o derrotar. Com Fleep, descubro um botão que me leva até o Chapter 1 – 1! E é assim que sigo caçando o meu misterioso inimigo. Depois de relembrar Lineland Road, Mansão de Merlee, Tile Pool, Planeta Blobule, Gap of Crag, World of Nothing e Underwhere Road, o joguinho de Dimentio acaba.
É sempre bom relembrar as origens.
Ele nos oferece ajuda para… derrotar Count Bleck?! Pelo visto, o vilão maior estava mentindo a respeito das promessas que fizera a Dimentio. Ele conta que o tempo todo esteve nos encaminhando para os locais corretos, como para salvar Peach de lavagem mental, e nos enviando a The Underwhere para consertar o Pure Heart. Mesmo assim, recuso-me a aceitar qualquer ajuda sua. É hora de enfrentá-lo mais uma vez!
– Olhe, Timpani. As estrelas são lindas, não são?
– … Há uma tradição em meu vilarejo. Nós acreditamos que desejos para as estrelas tornam-se realidade.
– Ah, é assim? Neste caso, devemos começar a desejar, não acha?
– Não preciso mais desejar nada.
– Mmm?
– Já tenho o que desejo… Agora… Eu tenho tudo o que eu preciso bem aqui.
– Timpani… Você não está com frio?
– De modo algum. Estou bem aquecida… Podemos continuar assim? Só mais um pouquinho?
O mestre das dimensões escolhe Luigi para enfrentar primeiro. O herói de verde diz para Mario continuar correndo e se encontre com Count Bleck para que os sacrifícios feitos até o momento não tenham sido em vão. Dimentio sempre usou suas habilidades mágicas para me confundir e imobilizar, e dessa vez não foi diferente. Na verdade, foi muito mais fácil do que deveria ser; algumas pancadas e ele acaba se rendendo.

Ao invés de ir embora, Dimentio reconhece os poderes de Luigi e usa sua mágica para que os dois cheguem ao fim de jogo juntos. O que ocorre a seguir não é possível saber por enquanto e Mario irá carregar um fardo enorme sozinho (com ajuda de Tippi e os Pixls, ao menos). É como estar de volta ao começo do jogo, mas o que está por vir é bem mais sombrio do que as belas linhas de Lineland Road. Um último Star Block encerra esta parte do capítulo.

Chapter 8 – 4: Tippi e Count Bleck

Para relembrar os primeiros momentos de minha aventura, uso Tippi para encontrar uma porta secreta. Após um enorme conjunto de plataformas e chaves ocultas, chego a um labirinto de portas que me deixa preso e tenso por alguns minutos. O motivo dele ser tão extenso é que ele leva direto onde está o maior vilão do jogo.

Count Bleck, acompanhado de Nastasia, conta que já é tarde demais para impedir a destruição de todos os mundos. Tippi fica sobressaltada com o fato dele ainda querer destruir tudo e pergunta se o encontro deles havia sido um erro, sem obter uma resposta honesta. Felizmente, minha maior companheira, Pixl, está preparada para o que devemos fazer: derrotar Count Bleck agora mesmo!
– Timpani! O que você fez com ela? Eu preciso vê-la!
– Segure sua língua, Blumiere…Você não consegue ver que foi enganado por uma humana imunda? – Você trouxe vergonha para meu nome… e para toda a Tribo da Escuridão!
– E se eu tiver feito isso? Não me importo com isso! Ela é o meu mundo inteiro!
– Bem, então vai ser de seu interesse saber… que ela não mais reside neste mundo.
– O que… você está querendo dizer?!
– Esse é o preço que aqueles que resistem ao seu próprio destino devem pagar, meu filho.
– Ela… Não… Não pode ser!
– Um dia você verá, filho. Nosso tipo e os humanos não devem se misturar.
É chegada a hora do duelo final! O cenário é muito básico, com algumas plataformas em meio à escuridão habitual do castelo. Count Bleck ataca lançando uma espécie de raios de escuridão (que lembram bastante o Void) para me tirar um bom dano. Mesmo assim, a vitória parece possível! Até que tento atacá-lo pela primeira vez: uma espécie de barreira impede que ele receba dano. Algumas tentativas frustradas depois e o sonho se parece mais distante.
Não pode ser o fim...
Ele prepara um enorme ataque para dar um fim em Mario, mas é claro que não poderia acabar assim: os outros três heróis da profecia fazem entradas triunfais para salvar o dia! Quando todos se reúnem, os Pure Hearts surgem… E destroem a invencibilidade de Count Bleck! Agora sim, é a oportunidade perfeita de dar um fim em tudo isso!
Agora sim!
Agora, com uma diversidade maior de habilidades, é possível causar dano em Count Bleck, mas ele também tem novas cartas na manga, como a habilidade de desacelerar o tempo e ataques mais fortes. Mesmo assim, sinto um nível decepcionante de facilidade (por ser o último duelo do jogo). Mas eu estava enganado, neste momento.
– Blumiere, meu filho, não! Mesmo seus ancestrais não conseguiram manejar este livro escuro… Se você o abrir, não há como dizer o que deve acontecer!
– Eu não me importo, pai! Um mundo sem ela é vazio. Uma VIDA sem ela é vazia. Fale, Dark Prognosticus! Ensine-me sua história sombria! Eu aguardo por seu comando! BLEH HEH HEH! BLECK!
– Blumiere… O que você fez?
– Silêncio! A primeira profecia me chama. Eu irei apagar cada centímetro… deste mundo maldito!
– Blu-Blumiere! Não faça isso! Blumiere!
– Blumiere não existe mais! Sou o Count Bleck! E ninguém deve ficar em meu caminho! BLEH HEH HEH! BLECK!
O Chaos Heart sai dos domínios de Count Bleck e ele ressurge em uma forma muito fraca. Ele nos parabeniza pela vitória e pede para que demos a última investida, acabando de vez com a profecia e salvando tudo. Ele conta que havia procurado por Tippi (Timpani, como vocês já devem ter interpretado) e, como não a havia encontrado, decidiu iniciar a profecia e destruir todos os mundos — não havia sentido em viver num mundo sem ela.

Infelizmente, mesmo com o fato deles estarem juntos novamente, é tarde demais. Count Bleck deve ser destruído para que a profecia acabe: é a única forma. Antes que possamos fazer qualquer coisa, Nastasia percebe um ataque familiar sendo lançado em Count Bleck… e se joga na frente dele para impedir que seu mestre seja derrotado.

Dimentio diz que foi tudo seu plano. Ele usou os quatro heróis da profecia, alterando as peças e fazendo com que eles se reunissem no final para que Count Bleck fosse derrotado. Assim, ele, que desejara ter o comando acima de todos, conseguiria o poder do Chaos Heart inteiramente para si. Ele chama Mr. L para a luta, e Luigi perde o controle sobre suas habilidades: Dimentio havia plantado em sua cabeça uma Floro Sprout para conseguir comandá-lo.

Dimentio combina seu poder com o de Mr. L e o do Chaos Heart para criar um último vilão majestoso: Super Dimentio. Não há mais tempo a perder: vamos (novamente) à última luta! Depois de não conseguir causar dano a ele, vejo Merlon e Nolrem se perguntando se o fim estava próximo… Tudo treme ao redor dos locais que eu já visitei. É uma péssima visão pensar que tudo o que fiz e descobri até agora está sendo destruído aos poucos, mas ainda deve haver tempo para acabar com tudo isso!

Tippi, Count Bleck e Nastasia foram enviados a uma outra dimensão, onde nossa amiga Pixl aguarda com os pensamentos mais positivos possíveis. Embora Cont diga que a única coisa que há a fazer é esperar que tudo acabe, Tippi não irá desistir — não depois de tudo pelo que passou. Mimi e O’Chunks aparecem para confirmar que sempre estiveram ao lado de Count Bleck em suas decisões. Agora é a hora de acabar com Dimentio!

Pure Hearts surgem ao redor dos vilões. Como Tippi diz, enquanto sentirmos amor verdadeiro, eles irão continuar vivos! Com todo o poder que ainda resta a Tippi, ela leva os corações até Mario. Os Pure Hearts acabam com a invencibilidade de Dimentio também. Com isso, começo a lançar meus últimos ataques.
Alterno, periodicamente, entre os três heróis que ainda estão disponíveis, mas é com Mario que dou o golpe final. Super Dimentio vira história depois de uma batalha bastante agitada. Não é o fim, segundo Dimentio: ainda resta uma última surpresa. O que seria? Pelo visto, não dá para comemorar ainda — tenho que descobrir agora mesmo o que é!

Count Bleck retorna para dizer que Dimentio deve ter deixado para trás uma parte de seu poder que não iria durar muito, mas o suficiente para que tudo acabasse. Mesmo assim, ele sabe uma forma alternativa de acabar com tudo de uma vez. Seguindo-o pela porta, chegamos ao mesmo altar onde Peach e Bowser haviam casado no começo do jogo.

Com os Pure Hearts, será possível banir o poder do Chaos Heart — o que é necessário é o amor verdadeiro. Timpani e Blumiere finalmente podem ficar juntos, mas, ao fazer isso, eles poderão deixar de existir para sempre. Mesmo assim, concordam que o sacrifício não será em vão: afinal, será um marco de seu amor eterno. E então…
Daqui até a eternidade.
O tremor do solo começa a cessar. Sinos podem ser ouvidos, abençoando o relacionamento e sacrifício de Timpani e Blumiere. Finalmente, a ameaça acabou, e com um final feliz! O Void desaparece aos poucos em cada dimensão que já visitamos. Até mesmo o já destruído Sammer’s Kingdom ressurge!
– Timpani… você se lembra da promessa que fizemos um ao outro naquele dia?
– Sim, eu me lembro…
– Se houvesse um lugar em que pudéssemos ser felizes juntos, nós o encontraríamos. Você viria comigo a este lugar agora?
– Blumiere… Claro… Eu sempre estarei ao seu lado…
Mario desperta e vejo ao meu redor os heróis e vilões, todos ainda juntos, em Flipside. O Void desaparece por completo, finalmente! Merlon surge para nos parabenizar pela vitória. Ele pergunta onde está Tippi, e Mario explica (por sua “linguagem de sinais”, como sempre). Todos se perguntam onde eles estariam agora, mas Nastasia sabe que eles ainda estão vivos.
:')
A fiel assistente de Count Bleck chora por estar sozinha, mas O’Chunks e Mimi a encorajam. Ela promete que eles irão para trabalhar para construir o mundo que Count Bleck desejaria — um mundo de amor, não de guerra. Mas heróis e sábios sentem fome, então é hora de comer para comemorar a vitória. E com isso… minha aventura por Super Paper Mario acaba!

Isso é tudo, pessoal. Meus sinceros agradecimentos aos que acompanharam esta incrível aventura até o fim! Foi uma experiência única para mim e espero que tenham sentido um pouco da emoção e do que presenciei pelas minhas horas de jogatina. Agora é hora de seguir em frente e encontrar novas jornadas épicas que os games podem nos proporcionar.
Já jogou ou quer jogar Super Paper Mario? Deixe suas impressões, sugestões, críticas e elogios nos comentários. Caro leitor, este é o fim do Blast Log, mas você pode continuar se aventurando conosco pelo mundo dos games, agora por Termina, em Majora’s Mask 3D com o Luís Antônio Costa. Não deixem de conferir a primeira parte e as que ainda estão por vir!
Revisão: Jaime Ninice
Capa: Victor Pereira
Robson Júnior é graduando em Ciência da Computação pela UFCG. No Blast, atua como diretor de redação e revisor. Reserva algum tempo para jogar, ler e escrever, algumas de suas paixões. Você pode encontrá-lo no Twitter e no Alvanista.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais